serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

B01 Eucariotos .
B01.237 Diplomonadida .
B01.237.385 Giardia .
B01.650 Plantas .
B01.650.940 Viridiplantae .
B01.650.940.800 Estreptófitas .
B01.650.940.800.575 Embriófitas .
B01.650.940.800.575.912 Traqueófitas .
B01.650.940.800.575.912.250 Magnoliopsida .
B01.650.940.800.575.912.250.583 Lamiales .
B01.750 Estramenópilas .
B01.750.600 Feófitas .
B01.750.600.450 Laminaria .
D08 Enzimas e Coenzimas .
D08.811 Enzimas .
D08.811.277 Hidrolases .
D08.811.277.450 Glicosídeo Hidrolases .
D08.811.277.450.207 Quitinases .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.776 Proteínas .
D12.776.395 Glicoproteínas .
D12.776.395.550 Glicoproteínas de Membrana .
D12.776.395.550.530 Laminina .
D12.776.543 Proteínas de Membrana .
D12.776.543.550 Glicoproteínas de Membrana .
D12.776.543.550.500 Laminina .
D12.776.660 Proteínas Nucleares .
D12.776.660.650 Proteínas Associadas à Matriz Nuclear .
D12.776.660.650.875 Laminas .
D12.776.660.650.875.500 Lamina Tipo A .
D12.776.860 Escleroproteínas .
D12.776.860.300 Proteínas da Matriz Extracelular .
D12.776.860.300.675 Laminina .
F01 Comportamento e Mecanismos Comportamentais .
F01.470 Emoções .
F01.470.142 Luto 12656 .
G16 Fenômenos Biológicos .
G16.500 Fenômenos Ecológicos e Ambientais .
G16.500.275 Meio Ambiente .
G16.500.275.157 Ecossistema .
G16.500.275.157.812 Zonas Úmidas .
N06 Meio Ambiente e Saúde Pública .
N06.230 Meio Ambiente .
N06.230.124 Ecossistema .
N06.230.124.625 Zonas Úmidas .
SP4 Saúde Ambiental .
SP4.011 Ciência .
SP4.011.107 Microbiologia .
SP4.011.107.238 Organismos Eucariotos Unicelulares .
SP4.011.107.238.434 Diplomonadida .
SP4.011.107.238.434.725 Giardia .
SP4.016 Recursos Hídricos .
SP4.016.132 Água 12871 .
SP4.016.132.553 Águas de Superfície .
SP4.016.132.553.934 Zonas Úmidas .
SP4.026 Esgotos .
SP4.026.292 Tratamento de Águas Residuárias .
SP4.026.292.663 Tratamento Biológico .
SP4.026.292.663.214 Zonas Úmidas .
SP8 Desastres .
SP8.473 Risco .
SP8.473.654 Ameaças .
SP8.473.654.482 Geografia .
SP8.473.654.482.147 Zonas Úmidas .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Laminas .
Proteínas da matriz nuclear que são componentes estruturais da LÂMINA NUCLEAR. São encontradas na maioria dos organismos multicelulares. .
0.62
91273
 
Lamina Tipo A .
Lamina A-C .
Subclasse de lâminas regulada pelo desenvolvimento possuindo um ponto isoelétrico neutro. Dissociam-se das membranas nucleares durante a mitose. .
0.61
21715
 
Zonas Úmidas .
Biofiltros (Pântanos Construídos) .
Pântanos Artificiais .
Mangues .
Lodaçais .
Lodaçal .
Terra Pantanosa .
Pântanos .
Brejos .
Braço de Rio .
Igarapé .
Marimbu .
Atoleiros .
Pantanal .
Turfeira .
Lamaçal .
Charco .
Alagadiço .
Manguezais .
Restinga .
Marisma Costeiro .
Mangues Salinos .
Esteros .
Marisma .
Esteiros .
Orla Marítima .
Manguezal .
Mangue .
Biofiltros [Pântanos construído] .
1) Ambientes ou habitats na interface entre ecossistemas verdadeiramente terrestres e sistemas verdadeiramente aquáticos tornando-os diferentes de cada um deles mas altamente dependentes de ambos. Adaptações a baixo [nível de] oxigênio do solo caracterizam muitas das espécies de zonas úmidas. 2) Pântanos: Área com cobertura vegetal que se encontra inundada ou saturada por água superficial ou subterrânea durante uma parte significativa do ano. A vegetação é adaptada para viver nas condições de solo saturada (Tradução livre do original: USGS 1048). 3) Manguezais: Floresta ou associação vegetal halófila em que predomina esse tipo de árvore e que se pode formar junto a praias, à foz de rios, ou na margem lamacenta de portos, rios, lagoas etc. (Fonte: Dicionário Houaiss da língua portuguesa). 4) Marisma: Terreno à beira de mar ou rio baixo e pantanoso que se inunda pela ação das marés (Fonte: Material IV - Glossário de Proteção Civil, OPAS, 1992). 5) Orla Marítima: Terra costeira baixa, parcialmente sob a água do mar, ao menos nas marés cheias, e que possui características ecológicas especiais. .
0.59
1555406
 
Laminina .
Merosina .
Glicoproteína grande, não colagenosa com propriedades antigênicas. Localiza-se na lamina lucida da membrana basal e atua como ligadora de células epiteliais à membrana basal. Evidências sugerem que a proteína desempenha um papel na invasão tumoral. .
0.58
9513687
 
Luto 12656 .
Consternação .
Enlutamento .
Lamentação .
Perda .
Tristeza .
Refere-se ao processo completo de pesar e luto e está associado a um sentimento profundo de perda e tristeza. .
0.57
804694
 
Laminaria .
Tampão de Laminaria .
Gênero de ALGAS PARDAS (família Laminariaceae). Pedaços secos destas algas (forma de lápis) podem ser inseridos no colo uterino onde absorvem líquido e se dilatam, servindo como dilatadores osmóticos. .
0.56
 
Lamiales .
Proboscidea (Planta) .
Proboscidea .
Ordem do clado Lamiidae. As Lamiales são uma das maiores ordens de angiospermas e incluem vegetais da família da menta (MENTHA, SALVIA, ORIGANUM, OCIMUM BASILICUM), SESAMUM, DIGITALIS, ANTIRRHINUM e da família das oliveiras. .
0.55
036
 
Quitinases .
Poli-beta-Glucosaminidase .
Laminarase .
Quitinase .
Glicosídeo hidrolases que quebram as ligações glicosídicas na QUITINA. São importantes para a morfogênese de insetos e vermes e na defesa de plantas contra patógenos. As quitinases humanas podem desempenhar algum papel na etiologia de alergias e da asma. .
0.54
253078
 
Giardia .
Lamblia .
Gênero de EUCARIOTOS flagelados parasitas do intestino de vários vertebrados, incluindo o ser humano. Suas características incluem a presença de quatro pares de flagelos emergindo de um sistema complicado de axonemas e cistos, que têm forma elipsoidal a oval. .
0.53
1702306