serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

B01 Eucariotos .
B01.650 Plantas .
B01.650.940 Viridiplantae .
B01.650.940.800 Estreptófitas .
B01.650.940.800.575 Embriófitas .
B01.650.940.800.575.912 Traqueófitas .
B01.650.940.800.575.912.250 Magnoliopsida .
B01.650.940.800.575.912.250.456 Gentianales .
B01.650.940.800.575.912.250.456.500 Apocynaceae .
B01.650.940.800.575.912.250.456.500.131 Apocynum .
C18 Doenças Nutricionais e Metabólicas .
C18.452 Doenças Metabólicas .
C18.452.584 Transtornos do Metabolismo dos Lipídeos .
C18.452.584.500 Dislipidemias .
C18.452.584.500.875 Hipolipoproteinemias .
C18.452.584.500.875.440 Hipobetalipoproteinemias .
C18.452.584.500.875.440.750 Hipobetalipoproteinemia Familiar por Apolipoproteína B .
D10 Lipídeos .
D10.532 Lipoproteínas .
D10.532.091 Apolipoproteínas .
D10.532.091.200 Apolipoproteínas A .
D10.532.091.300 Apolipoproteínas B .
D10.532.091.300.240 Apolipoproteína B-48 .
D10.532.091.300.249 Apolipoproteína B-100 .
D10.532.091.500 Apolipoproteínas E .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.776 Proteínas .
D12.776.070 Apoproteínas .
D12.776.070.400 Apolipoproteínas .
D12.776.070.400.200 Apolipoproteínas A .
D12.776.070.400.300 Apolipoproteínas B .
D12.776.070.400.300.240 Apolipoproteína B-48 .
D12.776.070.400.300.249 Apolipoproteína B-100 .
D12.776.070.400.500 Apolipoproteínas E .
D12.776.521 Lipoproteínas .
D12.776.521.120 Apolipoproteínas .
D12.776.521.120.200 Apolipoproteínas A .
D12.776.521.120.300 Apolipoproteínas B .
D12.776.521.120.300.240 Apolipoproteína B-48 .
D12.776.521.120.300.249 Apolipoproteína B-100 .
D12.776.521.120.500 Apolipoproteínas E .
D13 Ácidos Nucleicos, Nucleotídeos e Nucleosídeos .
D13.444 Ácidos Nucleicos .
D13.444.308 DNA 12232 .
D13.444.308.196 DNA de Forma B .
G02 Fenômenos Químicos .
G02.111 Fenômenos Bioquímicos .
G02.111.570 Estrutura Molecular .
G02.111.570.820 Conformação Molecular .
G02.111.570.820.486 Conformação de Ácido Nucleico .
G02.111.570.820.486.142 DNA de Forma B .
G05 Fenômenos Genéticos .
G05.360 Estruturas Genéticas .
G05.360.580 Conformação de Ácido Nucleico .
G05.360.580.121 DNA de Forma B .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Apolipoproteínas B .
Apo-B .
Principais proteínas estruturais das LIPOPROTEÍNAS ricas em triacilglicerol. Existem duas formas, a apolipoproteína B-100 e a apolipoproteína B-48, ambas provenientes de um único gene. A ApoB-100 expressa no fígado é encontrada nas lipoproteínas de baixa densidade (LIPOPROTEÍNAS LDL; LIPOPROTEÍNAS VLDL). A ApoB-48 expressa no intestino é encontrada em QUILOMÍCRONS. São importantes na biossíntese, no transporte, e no metabolismo de lipoproteínas ricas em triacilglicerol. Os níveis plasmáticos de Apo-B são altos em pacientes ateroscleróticos mão não detectáveis em ABETALIPOPROTEINEMIA. .
1.00
 
Apolipoproteína B-100 .
Proteína de 513 kDa sintetizada no FÍGADO. Funciona como a principal proteína estrutural das lipoproteínas de baixa densidade (LIPOPROTEÍNAS LDL, LIPOPROTEÍNAS VLDL). É o ligante para o RECEPTOR DE LDL que promove a ligação e a internalização das partículas de LDL com a célula. .
0.61
 
Apolipoproteína B-48 .
Proteína de 241 kDa sintetizada somente no INTESTINO. Funciona como uma proteína estrutural de QUILOMÍCRONS. Sua associação exclusiva com partículas quilomícrons fornece um indicador de lipoproteínas derivadas do intestino para a circulação. Apo B-48 é uma forma encurtada da apo B-100 e perde a região do receptor de LDL. .
0.58
 
Hipobetalipoproteinemia Familiar por Apolipoproteína B .
Deficiência de Apolipoproteína B .
Doença da Deficiência de Apolipoproteína B .
Transtorno autossômico dominante do metabolismo lipídico. É causada por mutações das APOLIPOPROTEÍNAS B, principais componentes dos QUILOMÍCRONS e beta-lipoproteínas (lipoproteínas de baixa densidade ou LDL). Entre as características estão LDL anormalmente baixa, níveis normal de triglicerídeos e malabsorção da gordura alimentar. .
0.57
 
Apolipoproteínas A .
Apo-A .
Proteínas estruturais das alfa-lipoproteínas (LIPOPROTEÍNAS DE ALTA DENSIDADE), incluindo a APOLIPOPROTEÍNA A-I e a APOLIPOPROTEÍNA A-II. Podem modular a atividade da LECITINA COLESTEROL ACILTRANSFERASE. Pacientes portadores de aterosclerose possuem baixos níveis de apolipoproteína A. Estão ausentes ou presentes em concentrações plasmáticas extremamente baixas na DOENÇA DE TANGIER. .
0.52
 
Apolipoproteínas E .
Apo-E .
Classe de componentes proteicos que podem ser encontrados em várias lipoproteínas, incluindo as LIPOPROTEÍNAS DE ALTA DENSIDADE, as LIPOPROTEÍNAS DE DENSIDADE MUITO BAIXA e os QUILOMICRONS. Sintetizadas na maioria dos órgãos, a Apo E é importante no transporte global de lipídeos e do colesterol no corpo. A Apo E é também um ligante dos RECEPTORES DE LDL, que medeiam a ligação, internalização e catabolismo das partículas lipoproteicas nas células. Há várias isoformas alélicas (como, E2, E3 e E4). Deficiência ou defeitos na Apo E são as causas da HIPERLIPOPROTEINEMIA DO TIPO III. .
0.52
 
DNA de Forma B .
DNA na Forma B .
DNA-B .
Forma de DNA mais comum encontrada na natureza. É uma hélice voltada para a direita com 10 pares de bases por volta, espessura de 0,338 nm por par de base e diâmetro total da hélice de 1,9 nm. .
0.48
 
Apocynum .
Apócino .
Gênero de plantas da família APOCYNACEAE. É raramente chamado de erva-leiteira, mas não deve ser confundido com a verdadeira erva-leiteira (ASCLEPIAS). .
0.47