serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

C10 Doenças do Sistema Nervoso .
C10.228 Doenças do Sistema Nervoso Central .
C10.228.140 Encefalopatias .
C10.228.140.300 Transtornos Cerebrovasculares .
C10.228.140.300.535 Hemorragias Intracranianas .
C10.228.140.300.535.625 Apoplexia Hipofisária .
C10.228.140.300.775 Acidente Vascular Cerebral .
C10.228.140.617 Doenças Hipotalâmicas .
C10.228.140.617.738 Doenças da Hipófise .
C10.228.140.617.738.350 Apoplexia Hipofisária .
C14 Doenças Cardiovasculares .
C14.907 Doenças Vasculares .
C14.907.253 Transtornos Cerebrovasculares .
C14.907.253.573 Hemorragias Intracranianas .
C14.907.253.573.600 Apoplexia Hipofisária .
C14.907.253.855 Acidente Vascular Cerebral .
C19 Doenças do Sistema Endócrino .
C19.700 Doenças da Hipófise .
C19.700.725 Apoplexia Hipofisária .
D10 Lipídeos .
D10.532 Lipoproteínas .
D10.532.091 Apolipoproteínas .
D10.532.091.200 Apolipoproteínas A .
D10.532.091.500 Apolipoproteínas E .
D10.532.350 Lipoproteína(a) .
D10.532.350.500 Apoproteína(a) .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.776 Proteínas .
D12.776.070 Apoproteínas .
D12.776.070.400 Apolipoproteínas .
D12.776.070.400.200 Apolipoproteínas A .
D12.776.070.400.500 Apolipoproteínas E .
D12.776.521 Lipoproteínas .
D12.776.521.120 Apolipoproteínas .
D12.776.521.120.200 Apolipoproteínas A .
D12.776.521.120.500 Apolipoproteínas E .
D12.776.521.400 Lipoproteína(a) .
D12.776.521.400.500 Apoproteína(a) .
G04 Fenômenos Fisiológicos Celulares .
G04.146 Morte Celular .
G04.146.160 Apoptose .
G08 Fenômenos Fisiológicos Reprodutivos e Urinários .
G08.686 Fenômenos Reprodutivos Fisiológicos .
G08.686.784 Reprodução .
G08.686.784.830 Reprodução Assexuada .
G08.686.784.830.500 Partenogênese .
G08.686.784.830.500.500 Apomixia .
G15 Fenômenos Fisiológicos Vegetais .
G15.547 Partenogênese .
G15.547.500 Apomixia .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Acidente Vascular Cerebral .
Acidente Vascular Cerebral (AVC) .
Derrame Cerebral .
Ictus Cerebral .
AVC 22062 .
Apoplexia .
Acidente Cerebrovascular .
Apoplexia Cerebral .
Apoplexia Cerebrovascular .
Icto Cerebral .
Acidente Vascular Encefálico .
AVE 22062 .
Acidente Vascular do Cérebro .
Acidente Cerebral Vascular .
Acidentes Cerebrais Vasculares .
Acidentes Cerebrovasculares .
Acidentes Vasculares Cerebrais .
Acidentes Cerebrais Vsasculares .
Acidente Cerebral Vascuular .
Grupo de afecções caracterizadas por perda súbita, não convulsiva, da função neurológica, devido a ISQUEMIA ENCEFÁLICA ou HEMORRAGIAS INTRACRANIANAS. O acidente cerebral vascular é classificado pelo tipo de NECROSE de tecido, como localização anatômica, vasculatura envolvida, etiologia, idade dos indivíduos afetados e natureza hemorrágica versus não hemorrágica (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, pp777-810). .
1.00
179678121
 
Apoplexia Hipofisária .
Interrupção repentina do suprimento de sangue à HIPÓFISE, levando à NECROSE do tecido e perda da função (PAN-HIPOPITUITARISMO). A causa mais comum é hemorragia ou INFARTO de um adenoma hipofisário. Pode também resultar de uma hemorragia aguda na SELA TÚRCICA devido a um Traumatismo da cabeça, HIPERTENSÃO INTRACRANIANA ou outros efeitos agudos de hemorragia no sistema nervoso central. Os sinais clínicos incluem CEFALEIA intensa, HIPOTENSÃO, distúrbios bilaterais da visão, INCONSCIÊNCIA e COMA. .
0.68
30693
 
Apoptose .
Morte Celular Programada .
Um dos mecanismos pelos quais ocorre a MORTE CELULAR (compare com NECROSE e AUTOFAGOCITOSE). A apoptose é o mecanismo responsável pela remoção fisiológica das células e parece ser intrinsecamente programada. É caracterizada por alterações morfológicas distintas no núcleo e no citoplasma, clivagem da cromatina em locais regularmente espaçados e clivagem endonucleolítica do DNA genômico (FRAGMENTAÇÃO DE DNA) em sítios internucleossômicos. Este modo de morte celular serve como um equilíbrio para a mitose no controle do tamanho dos tecidos animais e mediação nos processos patológicos associados com o crescimento tumoral. .
0.55
 
Apoproteínas .
Componentes proteicos de vários complexos, como as enzimas (APOENZIMAS), ferritinas (APOFERRITINAS), ou lipoproteínas (APOLIPOPROTEÍNAS). .
0.51
155375
 
Apolipoproteínas A .
Apo-A .
Proteínas estruturais das alfa-lipoproteínas (LIPOPROTEÍNAS DE ALTA DENSIDADE), incluindo a APOLIPOPROTEÍNA A-I e a APOLIPOPROTEÍNA A-II. Podem modular a atividade da LECITINA COLESTEROL ACILTRANSFERASE. Pacientes portadores de aterosclerose possuem baixos níveis de apolipoproteína A. Estão ausentes ou presentes em concentrações plasmáticas extremamente baixas na DOENÇA DE TANGIER. .
0.50
443772
 
Apolipoproteínas E .
Apo-E .
Classe de componentes proteicos que podem ser encontrados em várias lipoproteínas, incluindo as LIPOPROTEÍNAS DE ALTA DENSIDADE, as LIPOPROTEÍNAS DE DENSIDADE MUITO BAIXA e os QUILOMICRONS. Sintetizadas na maioria dos órgãos, a Apo E é importante no transporte global de lipídeos e do colesterol no corpo. A Apo E é também um ligante dos RECEPTORES DE LDL, que medeiam a ligação, internalização e catabolismo das partículas lipoproteicas nas células. Há várias isoformas alélicas (como, E2, E3 e E4). Deficiência ou defeitos na Apo E são as causas da HIPERLIPOPROTEINEMIA DO TIPO III. .
0.50
10216223
 
Apomixia .
Reprodução assexuada que resulta na formação de sementes viáveis de FLORES sem a fertilização (isto é, sem o uso de PÓLEN). As plantas descendentes produzidas por sementes apomíticas são clones perfeitos de seus progenitores. .
0.49
0102
 
Apoproteína(a) .
Apolipoproteína Lp(a) .
Constituinte proteico grande e altamente glicosilado da LIPOPROTEÍNA (A). Apresenta muito pouca afinidade por lipídeos, mas forma uniões dissulfídicas com APOLIPOPROTEÍNA B 100. A apoproteína (a) tem atividade SERINA PROTEASE e pode ter tamanhos que variam de 400 a 800 kDa. É homóloga ao PLAMINOGÊNIO e é conhecida por modular a TROMBOSE e a FIBRINÓLISE. .
0.47
2383