serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

B01 Eucariotos .
B01.050 Animais .
B01.050.150 Cordados .
B01.050.150.900 Vertebrados .
B01.050.150.900.833 Répteis .
B01.050.150.900.833.672 Serpentes .
B01.050.150.900.833.672.125 Aletinofídios .
B01.050.150.900.833.672.125.937 Viperidae .
B01.650 Plantas .
B01.650.940 Viridiplantae .
B01.650.940.800 Estreptófitas .
B01.650.940.800.575 Embriófitas .
B01.650.940.800.575.912 Traqueófitas .
B01.650.940.800.575.912.250 Magnoliopsida .
B01.650.940.800.575.912.250.100 Asteraceae .
B01.650.940.800.575.912.250.456 Gentianales .
B01.650.940.800.575.912.250.456.500 Apocynaceae .
B01.650.940.800.575.912.250.456.500.174 Aspidosperma .
B01.650.940.800.575.912.250.618 Lilianae .
B01.650.940.800.575.912.250.618.100 Asparagales .
B01.650.940.800.575.912.250.618.100.060 Asparagaceae .
B01.650.940.800.575.912.250.618.100.060.063 Asparagus (Planta) .
C03 Doenças Parasitárias .
C03.335 Helmintíase .
C03.335.508 Infecções por Nematoides .
C03.335.508.700 Infecções por Secernentea .
C03.335.508.700.550 Infecções por Oxyurida .
C03.335.508.700.550.550 Oxiuríase .
C12 Doenças Urogenitais Masculinas .
C12.294 Doenças dos Genitais Masculinos .
C12.294.365 Infertilidade .
C12.294.365.700 Infertilidade Masculina .
C12.294.365.700.126 Aspermia .
D02 Compostos Orgânicos .
D02.455 Hidrocarbonetos .
D02.455.426 Hidrocarbonetos Cíclicos .
D02.455.426.559 Hidrocarbonetos Aromáticos .
D02.455.426.559.389 Derivados de Benzeno .
D02.455.426.559.389.657 Fenóis .
D02.455.426.559.389.657.410 Hidroxibenzoatos .
D02.455.426.559.389.657.410.595 Salicilatos .
D02.455.426.559.389.657.410.595.176 Aspirina .
D08 Enzimas e Coenzimas .
D08.811 Enzimas .
D08.811.520 Liases .
D08.811.520.232 Carbono-Nitrogênio Liases .
D08.811.520.232.400 Amônia-Liases .
D08.811.520.232.400.200 Aspartato Amônia-Liase .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.644 Peptídeos .
D12.644.456 Oligopeptídeos .
D12.644.456.345 Dipeptídeos .
D12.644.456.345.190 Aspartame .
G09 Fenômenos Fisiológicos Circulatórios e Respiratórios .
G09.772 Fenômenos Fisiológicos Respiratórios .
G09.772.705 Respiração .
G09.772.705.700 Mecânica Respiratória .
G09.772.705.700.390 Inalação .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Asteraceae .
Algodão-de-Preá .
Brocha .
Falsa-Serralha .
Pincel .
Pincel-de-Estudante .
Serralha-Brava .
Serralha-Mirim .
Serralhinha .
Asteráceas .
Dorônico .
Aspilia .
Carpesium .
Clibadium .
Bela-Emília .
Heterotheca .
Iostephane .
Dorônico Falso .
Lychnophora .
Phagnalon .
Sphaeranthus .
Trixis .
Viguiera .
Compositae .
Compostas .
Compósitas .
Doronicum .
Enhydra fluctuans .
Ixeris .
Ligularia .
Pseudognaphalium .
Silphium .
Tithonia .
EMÍLIA (PLANTA) .
ASTERALES .
Grande família de plantas (ordem Asterales, subclasse Asteridae, classe Magnoliopsida), também conhecidas como Compositae. As pétalas da flor são unidas próximo à base e os estames se alternam com os lóbulos da corola. O nome vulgar 'margarida' refere-se a vários gêneros desta família, inclusive Aster, CHRYSANTHEMUM, RUDBECKIA e TANACETUM. .
1.00
1973882
 
Viperidae .
Surucutinga .
Surucucu de Fogo .
Víbora do Deserto .
Víbora Cornuda .
Aspide .
Bitis .
Surucucu-Pico-de-Jaca .
Cerastes .
Víbora Europeia .
Bitis Gabônica .
Lachesis .
Viperinae .
Pelias berus .
Víbora da França .
Azemiopinae .
Pelia berus .
Família de cobras que compreende três subfamílias: Azemiopinae (víbora da montanha, único membro desta subfamília), Viperinae (víboras verdadeiras) e Crotalinae (víboras de fosso) e Causinae. São amplamente distribuídas pelo mundo, sendo encontradas nos Estados Unidos, Américas Central e do Sul, Europa, Ásia e África. Seus venenos agem no sangue (hemotóxicos), comparados aos venenos de elapídios que agem no sistema nervoso (neurotóxicos). .
0.73
351178
 
Aspirina .
Ácido Acetilsalicílico .
O analgésico protótipo utilizado no tratamento da dor, de intensidade leve à moderada. Possui propriedades anti-inflamatórias e antipiréticas, atuando como um inibidor da cicloxigenase, que leva a uma inibição da biossíntese das prostaglandinas. A aspirina também inibe a agregação plaquetária e é utilizada na prevenção da trombose arterial e venosa. .
0.67
79240457
 
Inalação .
Aspiração .
RESPIRAÇÃO para dentro. .
0.66
1325246
 
Aspidosperma .
Guatambu-Vermelho .
Pau-Cetim .
Perobeira .
Peroba-Amargosa .
Peroba-Vermelha .
Quina-de-Camumu .
Quina-de-Rego .
Sobro .
Peroba-Rosa .
Gênero de planta da família APOCYNACEAE. Contém elipticina. .
0.58
982
 
Oxiuríase .
Aspicularíase .
A infecção por nematoides da superfamília OXYUROIDEA. .
0.58
 
Aspermia .
Estado caracterizado pela ausência completa de SEMEN. Este transtorno poderia ser diferenciado de AZOOSPERMIA (ausência de espermatozoide no semen). .
0.56
010
 
Asparagus (Planta) .
Aspargo .
Aspargus .
Espargo .
Planta do Aspargo .
Planta Asparagus .
Asparagus .
Gênero de plantas na família Asparagaceae que contém ECDISTEROIDES e é um ingrediente da preparação herbal conhecida por Siotone. Os brotos são utilizados como vegetais e as raizes, na MEDICINA POPULAR. .
0.55
6330
 
Aspartame .
Aspartamo .
Aspartilfenilalanina Metil Éster .
Adoçante mais doce que açúcar, metabolizado como FENILALANINA e ÁCIDO ASPÁRTICO. .
0.55
36889
 
Aspartato Amônia-Liase .
Aspartase .
Aminase Fumárica .
Enzima que catalisa a conversão de ácido aspártico a amônia e ácido fumárico em plantas e alguns micro-organismos. EC 4.3.1.1. .
0.54
0155