serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

D03 Compostos Heterocíclicos .
D03.633 Compostos Heterocíclicos de Anéis Fundidos .
D03.633.100 Compostos Heterocíclicos com 2 Anéis .
D03.633.100.733 Pteridinas .
D03.633.100.733.631 Pterinas .
D03.633.100.733.631.202 Biopterina .
D05 Substâncias Macromoleculares .
D05.750 Polímeros .
D05.750.078 Biopolímeros .
D08 Enzimas e Coenzimas .
D08.211 Coenzimas .
D08.211.090 Biopterina .
D08.811 Enzimas .
D08.811.913 Transferases .
D08.811.913.696 Fosfotransferases .
D08.811.913.696.620 Fosfotransferases (Aceptor do Grupo Álcool) .
D08.811.913.696.620.682 Proteínas Quinases .
D08.811.913.696.620.682.725 Proteínas Tirosina Quinases .
D08.811.913.696.620.682.725.400 Receptores Proteína Tirosina Quinases .
D08.811.913.696.620.682.725.400.003 c-Mer Tirosina Quinase .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.776 Proteínas .
D12.776.395 Glicoproteínas .
D12.776.395.550 Glicoproteínas de Membrana .
D12.776.395.550.530 Laminina .
D12.776.543 Proteínas de Membrana .
D12.776.543.550 Glicoproteínas de Membrana .
D12.776.543.550.500 Laminina .
D12.776.543.750 Receptores de Superfície Celular .
D12.776.543.750.630 Receptores Proteína Tirosina Quinases .
D12.776.543.750.630.003 c-Mer Tirosina Quinase .
D12.776.624 Proteínas de Neoplasias .
D12.776.624.664 Proteínas Oncogênicas .
D12.776.624.664.700 Proteínas Proto-Oncogênicas .
D12.776.624.664.700.037 c-Mer Tirosina Quinase .
D12.776.860 Escleroproteínas .
D12.776.860.300 Proteínas da Matriz Extracelular .
D12.776.860.300.675 Laminina .
D25 Materiais Biomédicos e Odontológicos .
D25.720 Polímeros .
D25.720.099 Biopolímeros .
E01 Diagnóstico .
E01.370 Técnicas e Procedimentos Diagnósticos .
E01.370.225 Técnicas de Laboratório Clínico .
E01.370.225.500 Técnicas Citológicas .
E01.370.225.500.384 Citodiagnóstico .
E01.370.225.500.384.100 Biópsia .
E01.370.225.998 Manejo de Espécimes .
E01.370.225.998.054 Biópsia .
E01.370.388 Técnicas de Diagnóstico por Cirurgia .
E01.370.388.100 Biópsia .
E04 Procedimentos Cirúrgicos Operatórios .
E04.074 Biópsia .
E05 Técnicas de Pesquisa .
E05.114 Bioprospecção .
E05.200 Técnicas de Laboratório Clínico .
E05.200.500 Técnicas Citológicas .
E05.200.500.384 Citodiagnóstico .
E05.200.500.384.100 Biópsia .
E05.200.998 Manejo de Espécimes .
E05.200.998.054 Biópsia .
E05.242 Técnicas Citológicas .
E05.242.384 Citodiagnóstico .
E05.242.384.100 Biópsia .
E07 Equipamentos e Provisões .
E07.695 Próteses e Implantes .
E07.695.100 Bioprótese .
G16 Fenômenos Biológicos .
G16.500 Fenômenos Ecológicos e Ambientais .
G16.500.275 Meio Ambiente .
G16.500.275.157 Ecossistema .
G16.500.275.157.049 Biodiversidade .
G16.500.275.157.049.100 Biota .
J01 Tecnologia, Indústria e Agricultura .
J01.637 Manufaturas .
J01.637.051 Materiais Biomédicos e Odontológicos .
J01.637.051.720 Polímeros .
J01.637.051.720.099 Biopolímeros .
N06 Meio Ambiente e Saúde Pública .
N06.230 Meio Ambiente .
N06.230.124 Ecossistema .
N06.230.124.049 Biodiversidade .
N06.230.124.049.100 Biota .
SP4 Saúde Ambiental .
SP4.011 Ciência .
SP4.011.072 Ciências Ambientais .
SP4.011.072.578 Ecologia .
SP4.011.072.578.024 Ecossistema .
SP4.011.072.578.999 Biota .
SP4.011.072.583 Administração Ambiental .
SP4.011.072.583.079 Ecossistema .
SP8 Desastres .
SP8.473 Risco .
SP8.473.654 Ameaças .
SP8.473.654.377 Meio Ambiente .
SP8.473.654.377.027 Ecossistema .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Biopolímeros .
Polímeros sintetizados por organismos vivos. Desempenham um papel na formação de estruturas macromoleculares e sintetizados através de ligações covalentes de moléculas biológicas, especialmente AMINOÁCIDOS, NUCLEOTÍDEOS e CARBOIDRATOS. .
0.70
538351
 
Laminina .
Merosina .
Glicoproteína grande, não colagenosa com propriedades antigênicas. Localiza-se na lamina lucida da membrana basal e atua como ligadora de células epiteliais à membrana basal. Evidências sugerem que a proteína desempenha um papel na invasão tumoral. .
0.55
9513687
 
/patologia .
/biópsia .
/citopatologia .
/histopatologia .
Usado com órgãos, tecidos ou estruturas celulares em estados patológicos. .
0.46
 
Biópsia .
Remoção e avaliação patológica de amostras do corpo vivo. .
0.46
4160151887
 
Bioprótese .
Enxertos Estabilizados por Glutaraldeído .
Enxertos de Glutaraldeído-Estabilizado .
Bioprótese de Enxerto Heterólogo .
Bioprótese de Xenoenxerto Porcino .
Bioprótese de Xenoenxerto .
Bioprótese por Enxerto Heterólogo .
Bioprótese por Xenoenxerto Porcino .
Bioprótese por Xenoenxerto .
Prótese, geralmente da válvula cardíaca, composta de material biológico cuja durabilidade depende da estabilidade do material após o pré-tratamento, e não da regeneração pelas células do hospedeiro. A durabilidade é adquirida 1) mecanicamente pela interposição de um tecido, geralmente politetrafluoroetileno, entre o hospedeiro e o enxerto, e 2) quimicamente pela estabilização do tecido por ligação intermolecular, normalmente com glutaraldeído, após a remoção de componentes antigênicos, ou o uso de biopolímeros reconstituídos e reestruturados. .
0.44
35410256
 
Bioprospecção .
Busca e descoberta sistemáticas de substâncias naturais que podem ter potenciais aplicações comerciais. .
0.43
875
 
Biopterina .
Produto natural que tem sido considerado como fator de crescimento para alguns insetos. .
0.42
73645
 
c-Mer Tirosina Quinase .
MERTK .
Proto-Oncogene Tirosina Quinase c-Mer .
Receptor tirosina quinase que transduz sinais da MATRIZ EXTRACELULAR para o CITOPLASMA por meio da ligação de ligantes como a GALECTINA 3. Regula muitos processos fisiológicos que incluem sobrevivência, migração, diferenciação e FAGOCITOSE de células apoptóticas e FOTORRECEPTORES ROD no EPITÉLIO PIGMENTADO DA RETINA. Mutações no gene MERTK estão associados com a ARETINITE PIGMENTOSA do tipo 38. Também desempenha papel crítico como inibidor da sinalização de RECEPTORES TOLL-LIKE. .
0.42
0355
 
Ecossistema .
Bioma .
Biomas .
Ecossistemas .
Habitat .
Hábitat .
Habitats .
Sistema Ecológico .
Sistemas Ecológicos .
1) Sistema funcional que inclui os organismos de uma comunidade natural junto a seu ambiente. (Tradução livre do original: McGraw Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th ed) 2)Sistema aberto integrado pelos organismos vivos (inclusive o homem) e os elementos não vivos de um setor ambiental definido no tempo e no espaço, cujas propriedades globais de funcionamento e autorregulação derivam da interação entre seus componentes, tanto pertencentes aos sistemas naturais como aqueles modificados ou organizados pelo próprio homem. 3) Complexo constituído pelo biótopo e pela biocenose (Material III - Ministério da Ação Social, Brasília, 1992) Habitat: Ambiente no qual se estabelece o intercâmbio imediato entre os seres viventes e os recursos que lhes são essenciais para cumprir com suas funções vitais. .
0.41
166563706
 
Biota .
Biocenose .
Biogeocenose .
Composição da Biocenose .
Comunidade Biológica .
Comunidade Biótica .
Comunidade Ecológica .
Comunidades Biológicas .
Composição da Comunidade Ecológica .
Composição da Comunidade Biológica .
Composição da Comunidade Biótica .
Estrutura da Comunidade Ecológica .
Estrutura da Biocenose .
Estrutura da Comunidade Biológica .
Estrutura da Comunidade Biótica .
Abrangência de organismos vivos diferentes que habitam uma determinada região, habitat ou biótopo. .
0.41
752955