serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

B01 Eucariotos .
B01.050 Animais .
B01.050.500 Invertebrados .
B01.050.500.217 Briozoários .
B01.650 Plantas .
B01.650.940 Viridiplantae .
B01.650.940.800 Estreptófitas .
B01.650.940.800.575 Embriófitas .
B01.650.940.800.575.137 Briófitas .
B01.650.940.800.575.912 Traqueófitas .
B01.650.940.800.575.912.250 Magnoliopsida .
B01.650.940.800.575.912.250.300 Cucurbitaceae .
B01.650.940.800.575.912.250.300.093 Bryonia .
D02 Compostos Orgânicos .
D02.540 Lactonas .
D02.540.576 Policetídeos .
D02.540.576.500 Macrolídeos .
D02.540.576.500.937 Briostatinas .
D08 Enzimas e Coenzimas .
D08.811 Enzimas .
D08.811.277 Hidrolases .
D08.811.277.656 Peptídeo Hidrolases .
D08.811.277.656.300 Endopeptidases .
D08.811.277.656.300.099 Brinolase .
D10 Lipídeos .
D10.251 Ácidos Graxos .
D10.251.355 Ácidos Graxos Insaturados .
D10.251.355.255 Eicosanoides .
D10.251.355.255.550 Prostaglandinas .
D10.251.355.255.550.775 Prostaglandinas Sintéticas .
D10.251.355.255.550.775.450 Prostaglandinas E Sintéticas .
D10.251.355.255.550.775.450.750 Rioprostila .
D23 Fatores Biológicos .
D23.469 Mediadores da Inflamação .
D23.469.050 Autacoides .
D23.469.050.175 Eicosanoides .
D23.469.050.175.725 Prostaglandinas .
D23.469.050.175.725.775 Prostaglandinas Sintéticas .
D23.469.050.175.725.775.450 Prostaglandinas E Sintéticas .
D23.469.050.175.725.775.450.750 Rioprostila .
D23.469.700 Prostaglandinas Sintéticas .
D23.469.700.660 Prostaglandinas E Sintéticas .
D23.469.700.660.750 Rioprostila .
SP8 Desastres .
SP8.473 Risco .
SP8.473.654 Ameaças .
SP8.473.654.587 Meteorologia .
SP8.473.654.587.652 Vento .
SP8.473.654.587.652.545 Brisas .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Briozoários .
Animais Musgo .
Briozoário .
Bryozoa .
Ectoprocta .
Zoófitos .
Filo de pequenos animais aquáticos sésseis vivendo como pequenas colônias em tufos. Algumas parecem com hidroides ou corais, mas sua estrutura interna é mais avançada. A maioria dos briozoários são como tapetes, formando finas encrustrações em rochas, conchas ou algas. .
0.76
3479
 
Bryonia .
Briônia .
Gênero de plantas (família CUCURBITACEAE) que é a fonte de briodina 1 (proteína inativadora de ribossomos). .
0.52
1419
 
Brisas .
Brisa .
Nome genérico de ventos que sopram à beira-mar, de fraca a moderada intensidade, regulares ou periódicos, podendo alcançar até 50 km para o interior. (Dicionário Eletrônico Houaiss da Língua Portuguesa multiusuário 1.0, 2002) .
0.48
00
 
Brinolase .
Brinase .
Enzima fibrinolítica e trombolítica de Aspergillus oryzae. EC 3.4.99.-. .
0.46
133
 
Briófitas .
Bryophyta .
Andreaeopsida .
Andreópsidas .
Musgos do Granito .
Musci .
Plantas Avasculares .
Plantas Não Vasculares .
Divisão do reino vegetal (subdivisão Musci), contendo as classes Andreaeopsida, BRYOPSIDA e SPHAGNOPSIDA. .
0.46
6947
 
Briostatinas .
Grupo de macrolactonas com 20 membros, em que há três anéis de pirano substituídos remotamente, ligados por uma ponte metilênica e um alceno dissubstituído em E, e têm dimetilas gêmeas nos carbonos C8 e C18. Algumas interagem com a PROTEÍNA QUINASE C. .
0.46
0648
 
Rioprostila .
Rioprostil .
Análogo sintético da metilprostaglandina E1 que reduz a secreção do ácido gástrico e aumenta a barreira de bicarbonato da mucosa gástrica. É eficaz na terapia das úlceras gástricas e confere proteção significante contra lesão da mucosa gástrica induzida por NSAID. A droga também previne o dano induzido pela ciclosporina A às secreções pancreáticas endócrina e exócrina. Apresenta baixos níveis de toxicidade aguda e não há evidência de embriotoxicidade, fetotoxicidade, teratogenicidade ou mutagenicidade em estudos experimentais com animais. .
0.40
093