serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

A10 Tecidos .
A10.165 Tecido Conjuntivo .
A10.165.265 Osso e Ossos .
A10.165.265.521 Osso Cortical .
A10.165.265.521.500 Osteon .
C05 Doenças Musculoesqueléticas .
C05.550 Artropatias .
C05.550.323 Contratura .
C05.550.323.734 Contratura Isquêmica .
C05.651 Doenças Musculares .
C05.651.180 Síndromes Compartimentais .
C05.651.180.531 Contratura Isquêmica .
C05.651.197 Contratura .
C05.651.197.734 Contratura Isquêmica .
C14 Doenças Cardiovasculares .
C14.907 Doenças Vasculares .
C14.907.303 Síndromes Compartimentais .
C14.907.303.531 Contratura Isquêmica .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.776 Proteínas .
D12.776.157 Proteínas de Transporte .
D12.776.157.530 Proteínas de Membrana Transportadoras .
D12.776.157.530.400 Canais Iônicos .
D12.776.157.530.400.150 Canais de Cálcio .
D12.776.157.530.400.175 Canais de Cloreto .
D12.776.157.530.400.500 Porinas .
D12.776.157.530.400.500.040 Aquaporinas .
D12.776.157.530.400.500.520 Canais de Ânion Dependentes de Voltagem .
D12.776.157.530.400.875 Canais de Sódio .
D12.776.157.530.400.875.750 Canais de Sódio Disparados por Voltagem .
D12.776.543 Proteínas de Membrana .
D12.776.543.550 Glicoproteínas de Membrana .
D12.776.543.550.450 Canais Iônicos .
D12.776.543.550.450.150 Canais de Cálcio .
D12.776.543.550.450.175 Canais de Cloreto .
D12.776.543.550.450.730 Porinas .
D12.776.543.550.450.730.040 Aquaporinas .
D12.776.543.550.450.730.520 Canais de Ânion Dependentes de Voltagem .
D12.776.543.550.450.875 Canais de Sódio .
D12.776.543.550.450.875.750 Canais de Sódio Disparados por Voltagem .
D12.776.543.585 Proteínas de Membrana Transportadoras .
D12.776.543.585.400 Canais Iônicos .
D12.776.543.585.400.150 Canais de Cálcio .
D12.776.543.585.400.175 Canais de Cloreto .
D12.776.543.585.400.730 Porinas .
D12.776.543.585.400.730.040 Aquaporinas .
D12.776.543.585.400.730.520 Canais de Ânion Dependentes de Voltagem .
D12.776.543.585.400.875 Canais de Sódio .
D12.776.543.585.400.875.750 Canais de Sódio Disparados por Voltagem .
D12.776.631 Proteínas do Tecido Nervoso .
D12.776.631.960 Canais de Sódio Disparados por Voltagem .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Osteon .
Canais de Volkmann .
Canal Central .
Sistema de Havers .
Sistema Haversiano .
Unidade estrutural circular de tecido ósseo. Constituída por um orifício central (o canal Haversiano), através do qual correm os vasos sanguíneos, cercados por anéis concêntricos (lamelas). .
1.00
4781
 
Contratura Isquêmica .
Contratura de Volkmann .
Tipo de lesão permanente em músculos e nervos, que resulta da ausência prolongada de fluxo sanguíneo a estes tecidos. Caracterizada pelo encurtamento e enrijecimento dos músculos. .
0.73
155
 
Canais de Ânion Dependentes de Voltagem .
Canais Aniônicos Dependentes de Voltagem .
Família de porinas eucarióticas de permeabilidade iônica dependente da tensão da membrana que formam canais aquosos. Desempenham um papel essencial na PERMEABILIDADE DA MEMBRANA CELULAR mitocondrial. Com frequência são reguladas pelas PROTEÍNAS PROTO-ONCOGÊNICAS BCL 2 e têm sido implicadas na APOPTOSE. .
0.47
2905
 
Aquaporinas .
Proteínas de Canais de Água .
Canais de Água .
Classe de porinas que permite a passagem de ÁGUA e outras moléculas pequenas através das MEMBRANAS CELULARES. .
0.43
194092
 
Canais de Cloreto .
Canais Iônicos de Cloreto .
CANAIS DE CLORO .
CANAIS IÔNICOS, CLORO .
Glicoproteínas de membrana celular que formam canais para a passagem seletiva de íons cloro. Entre os bloqueadores não seletivos estão FENAMATOS, ÁCIDO ETACRÍNICO, e TAMOXIFENO. .
0.42
158062
 
Canais de Sódio Disparados por Voltagem .
Família de proteínas de membrana que conduzem íons SÓDIO seletivamente devido a alterações na diferença de POTENCIAIS DA MEMBRANA. Possuem caracteristicamente uma estrutura multimérica com uma subunidade alfa central que define o subtipo de canal de sódio e várias subunidades beta que modulam a atividade do canal de sódio. .
0.41
1539
 
Canais de Cálcio .
Canais Iônicos de Cálcio .
Receptores de Bloqueadores dos Canais de Cálcio .
Glicoproteínas de membrana celular dependentes de voltagem seletivamente permeáveis aos íons cálcio. São categorizados como tipos L-, T-, N-, P-, Q- e R-, baseados na cinética de ativação e inativação, especificidade ao íon, e sensibilidade à drogas e toxinas. Os tipo L- e T- encontram-se presentes em todo os sistemas cardiovascular e nervoso central e os tipos N-, P-, Q- e R- localizam-se no tecido neuronal. .
0.41
11824724
 
Canais Iônicos .
Canais de Membrana .
Glicoproteínas seletivas a íons com passagem controlada que atravessam a membrana. O estímulo para a ATIVAÇÃO DO CANAL IÔNICO pode ser uma variedade de estímulos, como LIGANTES, POTENCIAIS DA MEMBRANA, deformação mecânica ou por meio de PEPTÍDEOS E PROTEÍNAS DE SINALIZAÇÃO INTRACELULAR. .
0.41
11434097
 
Canais de Sódio .
Canais Iônicos de Sódio .
Canais iônicos que permitem a passagem específica de íons SÓDIO. Uma quantidade variável de subtipos de canais de sódio está envolvida em desempenhar funções especializadas como sinalização nervosa, contração do MIOCÁRDIO e na função do RIM. .
0.40
4713467