serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

B01 Eucariotos .
B01.050 Animais .
B01.050.150 Cordados .
B01.050.150.900 Vertebrados .
B01.050.150.900.649 Mamíferos .
B01.050.150.900.649.313 Eutérios .
B01.050.150.900.649.313.988 Primatas .
B01.050.150.900.649.313.988.400 Haplorrinos .
B01.050.150.900.649.313.988.400.112 Catarrinos .
B01.050.150.900.649.313.988.400.112.199 Cercopithecidae .
B01.050.150.900.649.313.988.400.112.199.120 Cercopithecinae .
B01.050.150.900.649.313.988.400.112.199.120.120 Cercocebus .
B01.650 Plantas .
B01.650.940 Viridiplantae .
B01.650.940.800 Estreptófitas .
B01.650.940.800.575 Embriófitas .
B01.650.940.800.575.912 Traqueófitas .
B01.650.940.800.575.912.250 Magnoliopsida .
B01.650.940.800.575.912.250.401 Fabaceae .
B01.650.940.800.575.912.250.401.712 Pterocarpus .
B01.650.940.800.575.912.250.859 Rosanae .
B01.650.940.800.575.912.250.859.937 Rosales .
B01.650.940.800.575.912.250.859.937.406 Moraceae .
B01.650.940.800.575.912.250.859.937.406.088 Artocarpus .
B01.650.940.800.575.912.250.859.937.500 Rosaceae .
B01.650.940.800.575.912.250.875 Rutaceae .
B01.650.940.800.575.912.250.875.733 Pilocarpus .
B01.680 Rhizaria .
B01.680.150 Cercozoários .
B05 Formas dos Organismos .
B05.500 Estágios do Ciclo de Vida .
B05.500.500 Larva .
B05.500.500.150 Cercárias .
D01 Compostos Inorgânicos .
D01.268 Elementos .
D01.268.558 Metais Terras Raras .
D01.268.558.362 Elementos da Série dos Lantanídeos .
D01.268.558.362.249 Cério .
D01.552 Metais .
D01.552.550 Metais Terras Raras .
D01.552.550.399 Elementos da Série dos Lantanídeos .
D01.552.550.399.249 Cério .
D10 Lipídeos .
D10.945 Ceras .
G07 Fenômenos Fisiológicos .
G07.345 Crescimento e Desenvolvimento .
G07.345.500 Morfogênese .
G07.345.500.550 Metamorfose Biológica .
G07.345.500.550.500 Estágios do Ciclo de Vida .
G07.345.500.550.500.500 Larva .
G07.345.500.550.500.500.150 Cercárias .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Rosaceae .
Rosáceas .
Buxinho .
Buchinha-de-Flor .
Cotoneáster-das-Pedras .
Cotoneáster-da-Folha-Miúda .
Marmelo .
Amelanchier .
Cercocarpus .
Chaenomeles .
Coleogyne .
Cotoneaster .
Cydonia .
Marmeleiro-do-Japão .
Sorveira-da-Europa .
Dryas .
Família de plantas que inclui a conhecida rosa na ordem ROSALES e classe Magnoliopsida). São geralmente lenhosas. Várias espécies desta família contêm compostos cianogênicos. .
1.00
141147
 
Cercocebus .
Lophocebus .
Mangabeys .
Gênero da subfamília CERCOPITHECINAE que habita florestas africanas. São também conhecidos como mangabeys. .
0.54
 
Cercárias .
Cercária .
Formas larvais livre-natantes de parasitas encontrados em um hospedeiro intermediário. .
0.53
6250
 
Artocarpus .
Fruta-Pão .
Jaqueira .
Fruteira-Pão .
Jaca 24649 .
Gênero de plantas da família MORACEAE. O extrato puag-haad, da A. lakoocha, contém ESTILBENOS e seus RESORCINÓIS com substituição na posição 4 relacionados. .
0.50
4265
 
Cercozoários .
Cercozoa .
Grupo de EUCARIOTOS ameboides e flagelados do supergrupo RHIZARIA. Alimentam-se por meio de pseudópodos filiformes. .
0.49
0102
 
Pilocarpus .
Pilocarpo .
Gênero de plantas (família RUTACEAE) fonte natural de PILOCARPINA. .
0.46
518
 
Cério .
Elemento químico da família de terras-raras. Possui símbolo atômico Ce, número atômico 58 e peso atômico 140,12. O cério é um metal maleável com aplicações industriais. .
0.46
12507
 
Pterocarpus .
Árvore do Kino Indiano .
Pterocarpus marsupium .
Gênero de plantas (família FABACEAE) cujos membros contêm TRITERPENOS. .
0.45
193
 
Ceras .
Cera 11372 .
Substância plástica depositada por insetos ou obtida de plantas. As ceras são ésteres de vários ácidos graxos com álcoois superiores geralmente monoídricos. A cera de farmácia é principalmente cera amarela (cera de abelha), o material do qual é feito o favo de mel. Esta consiste principalmente de ácido cerótico e miricina, sendo usada para fazer pomadas, ceratos etc. Quando a cera amarela é descorada, torna-se branca. (Dorland, 28a ed) .
0.45
473209