serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

A13 Estruturas Animais .
A13.093 Antenas de Artrópodes .
A13.093.500 Sensilas .
A18 Estruturas Vegetais .
A18.024 Componentes Aéreos da Planta .
A18.024.500 Frutas .
A18.024.500.750 Sementes .
A18.024.500.750.500 Grãos Comestíveis .
B01 Eucariotos .
B01.050 Animais .
B01.050.150 Cordados .
B01.050.150.900 Vertebrados .
B01.050.150.900.649 Mamíferos .
B01.050.150.900.649.313 Eutérios .
B01.050.150.900.649.313.500 Artiodáctilos .
B01.050.150.900.649.313.500.380 Ruminantes .
B01.050.150.900.649.313.500.380.373 Cervos .
B01.650 Plantas .
B01.650.160 Produtos Agrícolas .
B01.650.160.250 Grãos Comestíveis .
B01.650.510 Plantas Comestíveis .
B01.650.510.250 Grãos Comestíveis .
B01.650.940 Viridiplantae .
B01.650.940.800 Estreptófitas .
B01.650.940.800.575 Embriófitas .
B01.650.940.800.575.912 Traqueófitas .
B01.650.940.800.575.912.250 Magnoliopsida .
B01.650.940.800.575.912.250.456 Gentianales .
B01.650.940.800.575.912.250.456.875 Loganiaceae .
B01.650.940.800.575.912.250.456.875.750 Strychnos .
C10 Doenças do Sistema Nervoso .
C10.228 Doenças do Sistema Nervoso Central .
C10.228.140 Encefalopatias .
C10.228.140.300 Transtornos Cerebrovasculares .
C10.228.140.300.775 Acidente Vascular Cerebral .
C14 Doenças Cardiovasculares .
C14.907 Doenças Vasculares .
C14.907.253 Transtornos Cerebrovasculares .
C14.907.253.855 Acidente Vascular Cerebral .
D01 Compostos Inorgânicos .
D01.268 Elementos .
D01.268.558 Metais Terras Raras .
D01.268.558.362 Elementos da Série dos Lantanídeos .
D01.268.558.362.249 Cério .
D01.552 Metais .
D01.552.033 Ligas .
D01.552.033.690 Ligas Metalo-Cerâmicas .
D01.552.033.690.250 Cimentos Cermet .
D01.552.550 Metais Terras Raras .
D01.552.550.399 Elementos da Série dos Lantanídeos .
D01.552.550.399.249 Cério .
D10 Lipídeos .
D10.945 Ceras .
D25 Materiais Biomédicos e Odontológicos .
D25.058 Ligas .
D25.058.520 Ligas Metalo-Cerâmicas .
D25.058.520.250 Cimentos Cermet .
D25.339 Materiais Dentários .
D25.339.208 Ligas Dentárias .
D25.339.208.720 Ligas Metalo-Cerâmicas .
D25.339.208.720.250 Cimentos Cermet .
D25.339.291 Cimentos Dentários .
D25.339.291.402 Cimentos de Ionômeros de Vidro .
D25.339.291.402.120 Cimentos Cermet .
G07 Fenômenos Fisiológicos .
G07.203 Alimentos, Dieta e Nutrição .
G07.203.300 Alimentos .
G07.203.300.300 Produtos Agrícolas .
G07.203.300.300.550 Grãos Comestíveis .
G07.203.300.775 Sementes .
G07.203.300.775.500 Grãos Comestíveis .
G16 Fenômenos Biológicos .
G16.500 Fenômenos Ecológicos e Ambientais .
G16.500.275 Meio Ambiente .
G16.500.275.157 Ecossistema .
G16.500.275.157.531 Pradaria .
J01 Tecnologia, Indústria e Agricultura .
J01.637 Manufaturas .
J01.637.051 Materiais Biomédicos e Odontológicos .
J01.637.051.058 Ligas .
J01.637.051.058.520 Ligas Metalo-Cerâmicas .
J01.637.051.058.520.250 Cimentos Cermet .
J01.637.051.339 Materiais Dentários .
J01.637.051.339.208 Ligas Dentárias .
J01.637.051.339.208.720 Ligas Metalo-Cerâmicas .
J01.637.051.339.208.720.250 Cimentos Cermet .
J01.637.051.339.291 Cimentos Dentários .
J01.637.051.339.291.402 Cimentos de Ionômeros de Vidro .
J01.637.051.339.291.402.120 Cimentos Cermet .
J02 Alimentos e Bebidas .
J02.500 Alimentos .
J02.500.300 Produtos Agrícolas .
J02.500.300.550 Grãos Comestíveis .
J02.500.775 Sementes .
J02.500.775.500 Grãos Comestíveis .
N06 Meio Ambiente e Saúde Pública .
N06.230 Meio Ambiente .
N06.230.124 Ecossistema .
N06.230.124.390 Pradaria .
SP8 Desastres .
SP8.473 Risco .
SP8.473.654 Ameaças .
SP8.473.654.482 Geografia .
SP8.473.654.482.182 Pradaria .
VS2 Vigilância Sanitária de Produtos .
VS2.001 Controle e Fiscalização de Alimentos e Bebidas .
VS2.001.001 Alimentos .
VS2.001.001.002 Alimentos Industrializados .
VS2.001.001.002.005 Grãos Comestíveis .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Pradaria .
Campina .
Campo (Bioma) .
Cerrado .
Pampa .
Pampas .
Prado .
Prados .
Pradarias .
Savana .
Savanas .
Estepe .
Estepes .
1) Ecossistema dominado por gramíneas (POACEAE) com poucas árvores ou arbustos. 2) Savana: Região semi-árida (índice de seca 1 a 7). Formação vegetal própria das regiões tropicais com uma longa estação seca, caracterizada pelo predomínio das gramíneas e das plantas rizomatosas de grande porte entremeadas de árvores esparsas. Essa vegetação fica marrom e seca na maior parte do ano, exceto na curta estação de chuvas, e particularmente sujeita a extensos incêndios. (Tradução livre do original: Material V - Gunn, S.W.A. Multilingual Dictionary of Disaster Medicine and International Relief, 1990) .
1.00
2261107
 
Strychnos .
Cipó-Cruzeiro .
Quina-Cruzeiro .
Quina-de-Mato-Grosso .
Quina-de-Periquito .
Quina-do-Cerrado .
Quina-do-Paitá .
Quina-Branca .
Gênero de plantas da família LOGANIACEAE (classificado por alguns botânicos como Strychnaceae). .
0.68
4114
 
Cério .
Elemento químico da família de terras-raras. Possui símbolo atômico Ce, número atômico 58 e peso atômico 140,12. O cério é um metal maleável com aplicações industriais. .
0.63
12507
 
Ceras .
Cera 11372 .
Substância plástica depositada por insetos ou obtida de plantas. As ceras são ésteres de vários ácidos graxos com álcoois superiores geralmente monoídricos. A cera de farmácia é principalmente cera amarela (cera de abelha), o material do qual é feito o favo de mel. Esta consiste principalmente de ácido cerótico e miricina, sendo usada para fazer pomadas, ceratos etc. Quando a cera amarela é descorada, torna-se branca. (Dorland, 28a ed) .
0.62
483209
 
Cervos .
Veados .
Cervo .
Família Cervidae, de 17 gêneros e 45 espécies, que ocorre praticamente em toda América do Norte, América do Sul e Eurásia, na maioria das ilhas continentais associadas e no norte da África. Populações selvagens de cervos foram estabelecidas, depois de introduzidas por pessoas, em Cuba, Nova Guiné, Austrália, Nova Zelândia e outros locais em que a família não ocorre naturalmente. São finos, com longas pernas e melhor caracterizados pela presença de cornos. Seu habitat são florestas, pântanos, cerrados, desertos e tundra ártica. São geralmente bons nadadores; alguns migram sazonalmente. .
0.59
807938
 
Cimentos Cermet .
Cermet .
Materiais restaurativos liberadores de fluoreto obtidos pela sedimentação de partículas metálicas (geralmente prata) em pó ionômero de vidro. Ionômeros de vidro são cimentos liberadores de fluoreto que não são muitos duráveis. A precipitação de partículas metálicas é uma maneira de melhorar as propriedades físicas, fazendo o cimento de ionômero de vidro mais durável. .
0.56
14266
 
Acidente Vascular Cerebral .
Acidente Vascular Cerebral (AVC) .
Derrame Cerebral .
Ictus Cerebral .
AVC 22062 .
Apoplexia .
Acidente Cerebrovascular .
Apoplexia Cerebral .
Apoplexia Cerebrovascular .
Icto Cerebral .
Acidente Vascular Encefálico .
AVE 22062 .
Acidente Vascular do Cérebro .
Acidente Cerebral Vascular .
Acidentes Cerebrais Vasculares .
Acidentes Cerebrovasculares .
Acidentes Vasculares Cerebrais .
Acidentes Cerebrais Vsasculares .
Acidente Cerebral Vascuular .
Grupo de afecções caracterizadas por perda súbita, não convulsiva, da função neurológica, devido a ISQUEMIA ENCEFÁLICA ou HEMORRAGIAS INTRACRANIANAS. O acidente cerebral vascular é classificado pelo tipo de NECROSE de tecido, como localização anatômica, vasculatura envolvida, etiologia, idade dos indivíduos afetados e natureza hemorrágica versus não hemorrágica (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, pp777-810). .
0.55
185178121
 
Sensilas .
Antena Sensorial .
Cerdas .
Sensílios .
Sensílio .
Sensilas Olfativas .
Sensilas Anteniformes .
Sensillum .
Nome coletivo para um grupo de MECANORRECEPTORES e QUIMIORRECEPTORES externos que se manifestam na forma de estruturas sensoriais em ARTRÓPODES. Incluem projeções cuticulares (tufos ciliares, pelos e cerdas), poros e fendas. .
0.55
6401
 
Grãos Comestíveis .
Cereal .
Cereais .
Grão de Cereal .
Grãos de Cereais .
Grão Comestível .
Grãos .
SEMENTES usadas como fonte nutricional, a maioria grãos da família POACEAE. .
0.54
37012856