serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

D01 Compostos Inorgânicos .
D01.045 Álcalis .
D01.045.125 Carbonatos .
D01.200 Compostos Inorgânicos de Carbono .
D01.200.275 Ácido Carbônico .
D01.200.275.150 Carbonatos .
D01.248 Eletrólitos .
D01.248.497 Íons 5743 .
D01.248.497.158 Ânions .
D01.248.497.158.165 Carbonatos .
D01.268 Elementos .
D01.268.150 Carbono .
D01.268.150.075 Isótopos de Carbono .
D01.496 Isótopos .
D01.496.123 Isótopos de Carbono .
D02 Compostos Orgânicos .
D02.241 Ácidos Carboxílicos .
D02.241.223 Ácidos Carbocíclicos .
D02.241.223.268 Ácidos Cicloexanocarboxílicos .
D02.455 Hidrocarbonetos .
D02.455.426 Hidrocarbonetos Cíclicos .
D02.455.426.392 Hidrocarbonetos Alicíclicos .
D02.455.426.392.368 Cicloparafinas .
D02.455.426.392.368.367 Cicloexanos .
D02.455.426.392.368.367.218 Ácidos Cicloexanocarboxílicos .
D08 Enzimas e Coenzimas .
D08.811 Enzimas .
D08.811.464 Ligases .
D08.811.464.257 Carbono-Carbono Ligases .
D08.811.520 Liases .
D08.811.520.224 Carbono-Carbono Liases .
G02 Fenômenos Químicos .
G02.111 Fenômenos Bioquímicos .
G02.111.165 Ciclo do Ácido Cítrico .
G02.607 Fenômenos de Química Orgânica .
G02.607.125 Ciclo do Carbono .
G03 Metabolismo .
G03.295 Metabolismo Energético .
G03.295.342 Ciclo do Ácido Cítrico .
G03.493 Redes e Vias Metabólicas .
G03.493.170 Ciclo do Ácido Cítrico .
G16 Fenômenos Biológicos .
G16.500 Fenômenos Ecológicos e Ambientais .
G16.500.150 Ciclo do Carbono .
G16.500.175 Processos Climáticos .
G16.500.175.500 Tempestades Ciclônicas .
SP4 Saúde Ambiental .
SP4.001 Saúde .
SP4.001.037 Desastres .
SP4.001.037.403 Desastres Naturais .
SP4.001.037.403.524 Desastre Meteorológico .
SP4.001.037.403.524.285 Tempestades Ciclônicas .
SP4.011 Ciência .
SP4.011.097 Química .
SP4.011.097.021 Bioquímica .
SP4.011.097.021.194 Ciclo Biogeoquímico .
SP4.011.097.021.194.640 Ciclo do Carbono .
SP4.011.097.039 Compostos Químicos .
SP4.011.097.039.714 Carbonatos .
SP4.011.097.063 Elementos .
SP4.011.097.063.849 Carbono .
SP4.011.117 Climatologia .
SP4.011.117.383 Conceitos Meteorológicos .
SP4.011.117.383.492 Tempestades Ciclônicas .
SP8 Desastres .
SP8.473 Risco .
SP8.473.654 Ameaças .
SP8.473.654.587 Meteorologia .
SP8.473.654.587.462 Tempestades Ciclônicas .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Ciclo do Carbono .
Mineralização do Carbono .
Ciclo pelo qual o elemento carbono é trocado entre a matéria orgânica e o ambiente físico da Terra. .
1.00
31437
 
Carbono .
Carbono-12 .
Elemento não metálico com símbolo atômico C, número atômico 6 e massa atômica [12,0096; 12,0116]. Pode ocorrer como vários alótropos diferentes, entre eles, DIAMANTE, CARVÃO VEGETAL, GRAFITE e como FULIGEM a partir de queima incompleta de combustível. .
0.67
19743255
 
Tempestades Ciclônicas .
Ciclone .
Ciclones .
Furacão .
Furacões .
Tempestade Tropical .
Tormenta Tropical .
Tormentas Tropicais .
Tempestades Tropicais .
Tufão .
Tufões .
Furacões (Desastres) .
Furacões (Saúde Ambiental) .
Furacões [Saúde ambiental] .
1) Sistemas não frontais de baixa pressão sobre águas tropicais ou subtropicais com convexão organizada e padrão definido de circulação de vento na superfície. 2) Área de concentração de energia cinética na atmosfera, ou seja, de ventos fortes. Essa energia vem da distribuição de massas de ar diferentes entre si em temperatura, pressão e densidade. Tipos: Frontais - São os que se formam ao longo das frentes; Orográficos - Formam-se sobre as áreas montanhosas. Predominam a sotavento das montanhas e cordilheiras e são sempre mais intensos no outono e inverno; Superiores - Desenvolvem-se em níveis elevados (troposfera superior) e propagam-se para os níveis inferiores até a superfície; ocorrem com mais frequência no outono e inverno; Termais - São muito mais intensos e cobrem maiores áreas no verão, desaparecendo quase que por completo no inverno; ocorrem pelo aquecimento de certas regiões livres de atividades frontais; Tropicais - veja em CICLONE TROPICAL. .
0.55
1091511
 
Carbono-Carbono Ligases .
Ligases Carbono-Carbono .
Enzimas que catalisam a união de duas moléculas através da formação de uma ligação carbono-carbono. São as enzimas carboxilantes e na maioria, biotinil-proteínas. EC 6.4. .
0.55
1713
 
Ácidos Cicloexanocarboxílicos .
Derivados do ácido carboxílico do ciclo-hexano. .
0.55
215395
 
Ciclo do Ácido Cítrico .
Ciclo de Krebs .
Ciclo do Ácido Tricarboxílico .
Ciclo de Ácido Cítrico .
Série de reações oxidativas na quebra de unidades acetil da GLUCOSE, ÁCIDOS GRAXOS ou AMINOÁCIDOS através de intermediários de ácidos tricarboxílicos. Os produtos finais são DIÓXIDO DE CARBONO, água e energia na forma de ligações fosfato. .
0.54
215778
 
Carbonatos .
Carbonato .
Sais ou íons do teórico ácido carbônico que contêm o radical CO2(3-). Os carbonatos são prontamente decompostos pelos ácidos. Os carbonatos dos metais alcalinos são hidrossolúveis; todos os outros são insolúveis. .
0.54
185617
 
Carbono-Carbono Liases .
Enzimas que catalisam a clivagem de uma ligação carbono-carbono por meios outros além da hidrólise ou oxidação. Esta subclasse contém as DESCARBOXILASES, as ALDEÍDO-LIASES e as OXO-ÁCIDO-LIASES. EC 4.1. .
0.54
2473
 
Isótopos de Carbono .
Isótopos do Carbono .
Átomos de carbono que possuem o mesmo número atômico que o elemento carbono, porém diferem quanto ao peso atômico. C-13 é um isótopo de carbono estável. .
0.53
1951643