serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

B01 Eucariotos .
B01.050 Animais .
B01.050.150 Cordados .
B01.050.150.900 Vertebrados .
B01.050.150.900.649 Mamíferos .
B01.050.150.900.649.313 Eutérios .
B01.050.150.900.649.313.992 Roedores .
B01.050.150.900.649.313.992.750 Sciuridae .
B01.650 Plantas .
B01.650.940 Viridiplantae .
B01.650.940.800 Estreptófitas .
B01.650.940.800.575 Embriófitas .
B01.650.940.800.575.912 Traqueófitas .
B01.650.940.800.575.912.250 Magnoliopsida .
B01.650.940.800.575.912.250.300 Cucurbitaceae .
B01.650.940.800.575.912.250.300.140 Citrullus .
B01.650.940.800.575.912.250.300.140.500 Citrullus colocynthis .
B01.650.940.800.575.912.250.875 Rutaceae .
B01.650.940.800.575.912.250.875.177 Citrus .
C10 Doenças do Sistema Nervoso .
C10.228 Doenças do Sistema Nervoso Central .
C10.228.140 Encefalopatias .
C10.228.140.163 Encefalopatias Metabólicas .
C10.228.140.163.100 Encefalopatias Metabólicas Congênitas .
C10.228.140.163.100.937 Distúrbios Congênitos do Ciclo da Ureia .
C10.228.140.163.100.937.374 Citrulinemia .
C16 Doenças e Anormalidades Congênitas, Hereditárias e Neonatais .
C16.320 Doenças Genéticas Inatas .
C16.320.565 Erros Inatos do Metabolismo .
C16.320.565.100 Erros Inatos do Metabolismo dos Aminoácidos .
C16.320.565.100.940 Distúrbios Congênitos do Ciclo da Ureia .
C16.320.565.100.940.374 Citrulinemia .
C16.320.565.189 Encefalopatias Metabólicas Congênitas .
C16.320.565.189.937 Distúrbios Congênitos do Ciclo da Ureia .
C16.320.565.189.937.374 Citrulinemia .
C18 Doenças Nutricionais e Metabólicas .
C18.452 Doenças Metabólicas .
C18.452.132 Encefalopatias Metabólicas .
C18.452.132.100 Encefalopatias Metabólicas Congênitas .
C18.452.132.100.937 Distúrbios Congênitos do Ciclo da Ureia .
C18.452.132.100.937.374 Citrulinemia .
C18.452.648 Erros Inatos do Metabolismo .
C18.452.648.100 Erros Inatos do Metabolismo dos Aminoácidos .
C18.452.648.100.940 Distúrbios Congênitos do Ciclo da Ureia .
C18.452.648.100.940.374 Citrulinemia .
C18.452.648.189 Encefalopatias Metabólicas Congênitas .
C18.452.648.189.937 Distúrbios Congênitos do Ciclo da Ureia .
C18.452.648.189.937.374 Citrulinemia .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.125 Aminoácidos .
D12.125.095 Diamino Aminoácidos .
D12.125.095.226 Citrulina .
G02 Fenômenos Químicos .
G02.111 Fenômenos Bioquímicos .
G02.111.660 Biossíntese Peptídica .
G02.111.660.871 Biossíntese de Proteínas .
G02.111.660.871.790 Modificação Traducional de Proteínas .
G02.111.660.871.790.600 Processamento de Proteína Pós-Traducional .
G02.111.660.871.790.600.300 Citrulinação .
G02.111.691 Modificação Traducional de Proteínas .
G02.111.691.600 Processamento de Proteína Pós-Traducional .
G02.111.691.600.300 Citrulinação .
G03 Metabolismo .
G03.734 Biossíntese Peptídica .
G03.734.871 Biossíntese de Proteínas .
G03.734.871.790 Modificação Traducional de Proteínas .
G03.734.871.790.600 Processamento de Proteína Pós-Traducional .
G03.734.871.790.600.300 Citrulinação .
G05 Fenômenos Genéticos .
G05.308 Regulação da Expressão Gênica .
G05.308.670 Modificação Traducional de Proteínas .
G05.308.670.600 Processamento de Proteína Pós-Traducional .
G05.308.670.600.300 Citrulinação .
HP4 Materia Medica .
HP4.018 Medicamento Homeopático .
HP4.018.189 Medicamento Homeopático C .
HP4.018.189.809 Cucurbita citrullus .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Citrullus .
Melão-da-Índia .
Melancia .
Gênero de plantas (família CUCURBITACEAE) conhecido pelas frutas comestíveis. .
1.00
15432
 
Citrulina .
0.70
223719
 
Cucurbita citrullus .
Citrillus vulgaris .
Melancias .
Medicamento homeopático. Citrillus vulgaris. Melancia. Abrev.: "cuc-c.". Origem vegetal. Habitat original: África tropical. .
0.68
00
 
Citrullus colocynthis .
Colocíntida .
Colocynthis vulgaris .
Coloquíntida .
Coloquíntide .
Coloquinto .
Cucumis colocynthis .
Espécie de planta da família das CUCURBITACEAE distribuída nas zonas tropical e subtropical, principalmente na África Setentrional e na Ásia. É uma planta medicinal da MEDICINA TRADICIONAL e bem conhecida na antiga medicina como cabaça selvagem. .
0.66
020
 
Citrus .
Aurantium decumana .
Cidra .
Cidreira .
Cítricos .
Citros .
Citrus bergamia .
Citrus grandis .
Citrus hystrix .
Citrus limon .
Citrus limonia .
Citrus maxima .
Fruta Cítrica .
Mexerica .
Limoeiro .
Limão .
Limoeiro-Cravo .
Limão Cravo .
Limão-Cravo .
Limão-Siciliano .
Laranjeira-Amarga .
Mexeriqueira .
Laranjeira-Azeda .
Pomeleiro .
Tangerina .
Tangerineira .
Aurantii Cortex .
Aurantium .
Citrus vulgaris .
Citrus x aurantium .
Laranja Amarga .
Laranjeira-Cravo .
Laranja-Cravo .
Citro .
Gênero de plantas da família RUTACEAE. A família abrange as frutas cítricas conhecidas, incluindo laranjas, pomelos, limões e limas. Há muitos híbridos, o que torna sua nomenclatura confusa. .
0.66
2145860
 
Citrulinação .
Citrulinações .
Desiminações de Arginina de Proteínas .
Desiminações de Peptidilarginina .
Desimidação de Peptidilarginina .
Desiminação de Arginina de Proteínas .
Desiminação de Arginina das Proteínas .
Conversão de resíduos de ARGININA em proteínas em resíduos de CITRULINA por PEPTIDILARGININA DESIMINASES. .
0.64
21
 
Sciuridae .
Citellus .
Eutamias .
Cães-da-Pradaria .
Cão-da-Pradaria .
Ciurídeos .
Spermophilus .
Esquilos .
Tamias .
Siurídeos .
Família da ordem Rodentia que contém 49 gêneros. Alguns dos gêneros mais comuns são MARMOTA, que inclui as marmotas; Sciurus, o esquilo cinzento, S. carolinensis e o esquilo raposa, S. niger; Tamias, a tâmia do leste e do oeste; e Tamiasciurus, o esquilo vermelho. Os esquilos voadores, com exceção da Anomaluridae com cauda escamosa, também pertencem a esta família. .
0.60
184268
 
Citrulinemia .
Doença da Deficiência da Argininossucinato Sintase .
Deficiência de Argininossuccinato Sintetase .
Deficiência de Ácido Argininossuccínico Sintetase .
Deficiência ASS .
Citrulinemia 1 .
Citrulinemia Tipo 1 .
Citrulinemia Clássica .
Doença da Deficiência da Argininassucinato Sintase .
Grupo de doenças relacionadas à deficiência da enzima ARGININOSUCCINATO SINTASE, que causa uma elevação dos níveis séricos de CITRULINA. Em neonatos, as manifestações clínicas incluem letargia, hipotonia e ATAQUES. Formas mais brandas também ocorrem. As formas adulta e infantil podem se apresentar com episódios recorrentes de fraqueza, letargia, ATAXIA, alterações comportamentais e DISARTRIA intermitentes. .
0.59
6245