serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

C10 Doenças do Sistema Nervoso .
C10.500 Malformações do Sistema Nervoso .
C10.500.507 Malformações do Desenvolvimento Cortical .
C10.500.507.450 Malformações do Desenvolvimento Cortical do Grupo II .
C10.500.507.450.249 Lissencefalia Cobblestone .
C10.500.507.450.499 Lisencefalia .
C10.500.507.450.499.249 Lissencefalia Cobblestone .
C16 Doenças e Anormalidades Congênitas, Hereditárias e Neonatais .
C16.131 Anormalidades Congênitas .
C16.131.666 Malformações do Sistema Nervoso .
C16.131.666.507 Malformações do Desenvolvimento Cortical .
C16.131.666.507.450 Malformações do Desenvolvimento Cortical do Grupo II .
C16.131.666.507.450.249 Lissencefalia Cobblestone .
C16.131.666.507.450.499 Lisencefalia .
C16.131.666.507.450.499.249 Lissencefalia Cobblestone .
D05 Substâncias Macromoleculares .
D05.500 Complexos Multiproteicos .
D05.500.356 Alvo Mecanístico do Complexo 2 de Rapamicina .
D05.500.781 Proteínas do Grupo Polycomb .
D05.500.781.100 Complexo Repressor Polycomb 1 .
D05.500.781.750 Complexo Repressor Polycomb 2 .
D08 Enzimas e Coenzimas .
D08.811 Enzimas .
D08.811.464 Ligases .
D08.811.464.938 Complexos Ubiquitina-Proteína Ligase .
D08.811.464.938.750 Ubiquitina-Proteína Ligases .
D08.811.464.938.750.280 Complexo Repressor Polycomb 1 .
D08.811.913 Transferases .
D08.811.913.555 Transferases de Grupo de Um Carbono .
D08.811.913.555.500 Metiltransferases .
D08.811.913.555.500.800 Metiltransferases de Proteína .
D08.811.913.555.500.800.400 Histona-Lisina N-Metiltransferase .
D08.811.913.555.500.800.400.500 Complexo Repressor Polycomb 2 .
D08.811.913.696 Fosfotransferases .
D08.811.913.696.620 Fosfotransferases (Aceptor do Grupo Álcool) .
D08.811.913.696.620.682 Proteínas Quinases .
D08.811.913.696.620.682.700 Proteínas Serina-Treonina Quinases .
D08.811.913.696.620.682.700.931 Serina-Treonina Quinases TOR .
D08.811.913.696.620.682.700.931.750 Alvo Mecanístico do Complexo 2 de Rapamicina .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.776 Proteínas .
D12.776.124 Proteínas Sanguíneas .
D12.776.124.486 Imunoproteínas .
D12.776.124.486.274 Proteínas do Sistema Complemento .
D12.776.124.486.274.150 Complemento C2 .
D12.776.476 Peptídeos e Proteínas de Sinalização Intracelular .
D12.776.476.925 Serina-Treonina Quinases TOR .
D12.776.476.925.750 Alvo Mecanístico do Complexo 2 de Rapamicina .
D12.776.660 Proteínas Nucleares .
D12.776.660.235 Proteínas Cromossômicas não Histona .
D12.776.660.235.600 Proteínas do Grupo Polycomb .
D12.776.660.235.600.100 Complexo Repressor Polycomb 1 .
D12.776.660.235.600.200 Complexo Repressor Polycomb 2 .
D12.776.664 Nucleoproteínas .
D12.776.664.235 Proteínas Cromossômicas não Histona .
D12.776.664.235.800 Proteínas do Grupo Polycomb .
D12.776.664.235.800.100 Complexo Repressor Polycomb 1 .
D12.776.664.235.800.200 Complexo Repressor Polycomb 2 .
D12.776.930 Fatores de Transcrição .
D12.776.930.780 Proteínas Repressoras .
D12.776.930.780.890 Proteínas do Grupo Polycomb .
D12.776.930.780.890.100 Complexo Repressor Polycomb 1 .
D12.776.930.780.890.200 Complexo Repressor Polycomb 2 .
D27 Ações Químicas e Utilizações .
D27.505 Ações Farmacológicas .
D27.505.519 Mecanismos Moleculares de Ação Farmacológica .
D27.505.519.914 Sequestrantes .
D27.505.519.914.500 Quelantes .
D27.720 Usos Especializados de Substâncias Químicas .
D27.720.832 Sequestrantes .
D27.720.832.500 Quelantes .
F01 Comportamento e Mecanismos Comportamentais .
F01.393 Mecanismos de Defesa .
F01.393.821 Repressão Psicológica .
SP4 Saúde Ambiental .
SP4.006 Engenharia Ambiental .
SP4.006.062 Equipamentos e Provisões .
SP4.006.062.498 Equipamento Leve .
SP4.006.062.498.844 Compressores .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Complexo Repressor Polycomb 2 .
Complexo proteico polycomb com múltiplas subunidades que catalisa a METILAÇÃO de HISTONA H3 cromossômica. Age em conjunto com o COMPLEXO REPRESSOR POLYCOMB 1, contribuindo para a REPRESSÃO EPIGENÉTICA. .
1.00
 
Complexo Repressor Polycomb 1 .
Complexo proteico polycomb com múltiplas subunidades e afinidade por CROMATINA que contiver a HISTONA H3 metilada. Possui atividade ubiquitina E3 ligase específica para a HISTONA H2A e age em conjunto com o COMPLEXO REPRESSOR POLYCOMB 2, contribuindo para a REPRESSÃO EPIGENÉTICA. .
0.83
 
Lissencefalia Cobblestone .
Complexo Cobblestone .
Displasia Cobblestone .
Lissencefalia Tipo 2 .
Complexo de Cobblestone .
Complexo .
Aspecto granulado liso do CÓRTEX CEREBRAL, com córtex mais espesso e substância branca reduzida e anormal, que resulta da migração de neurônios heterotópicos além da zona marginal para dentro das leptomeninges através de aberturas na MEMBRANA BASAL externa. Há também ventrículos dilatados, TRONCO ENCEFÁLICO e cerebelo subdesenvolvidos e ausência do CORPO CALOSO. Estas anormalidades ocorrem como síndrome, sem outras deformidades de nascimento (complexo de cobblestone), ou em outras síndromes associadas com DISTROFIA MUSCULAR congênita; esta frequentemente envolve o olho, como a Síndrome Walker-Warburg, distrofia muscular congênita de Fukuyama e doença encefálica músculo-olho. .
0.46
 
Alvo Mecanístico do Complexo 2 de Rapamicina .
MTORC-2 .
Complexo TOR 2 .
TORC2 .
mTORC2 .
Alvo do Complexo 2 de Rapamicina .
Complexo multiproteico que consiste de MTOR QUINASE, PROTEÍNA MLST8, companheira insensível a rapamicina da proteína mTOR (PROTEÍNA RICTOR), e PRR5 (proteína 5 rica em prolina). Tal como MTORC1, também regula o crescimento e a proliferação de células em resposta a fatores de crescimento, mas pode não ser tão sensível a disponibilidade de nutrientes e é insensível a SIROLIMO. Diferentemente de MTORC1, pode regular o CITOESQUELETO DE ACTINA através de GTPASES RHO promovendo a formação de FIBRAS DE ESTRESSE. O complexo mTORC2 também desempenha papel crítico na fosforilação e ativação da AKT1 PROTEÍNA QUINASE. .
0.46
 
Complemento C2 .
Complemento 2 .
Componente da VIA CLÁSSICA DO COMPLEMENTO. C2 é clivado pelo COMPLEMENTO C1S ativado no COMPLEMENTO C2B e COMPLEMENTO C2A. O C2a, que é um fragmento COOH-terminal contendo uma serina protease que combina com o COMPLEMENTO C4B para formar o C4b2a (via clássica da C3 convertase) e em seguida o C4b2a3b (via clássica da C5 convertase). .
0.43
 
Repressão Psicológica .
Memória Tardia .
Síndrome de Falsa Memória .
Memória Reprimida .
Repressão .
Processo mental de manter fora e expulsar, banindo da consciência as ideias e impulsos que são inaceitáveis a ela. .
0.41
 
Quelantes .
Agentes Quelantes .
Complexons .
Antagonistas de Metais .
Compostos químicos que se ligam a íons e os removem de soluções. Muitos quelantes agem por meio da formação de COMPLEXOS DE COORDENAÇÃO com METAIS. .
0.40
 
Compressores .
0.40