serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

D03 Compostos Heterocíclicos .
D03.633 Compostos Heterocíclicos de Anéis Fundidos .
D03.633.300 Compostos Heterocíclicos com 3 Anéis .
D03.633.300.347 Dibenzoxazepinas .
D03.633.300.347.200 Ácido Dibenzo(b,f)(1,4)oxazepina-10(11H)-carboxílico, 8-cloro-, 2-acetilidrazida .
D06 Hormônios, Substitutos de Hormônios e Antagonistas de Hormônios .
D06.347 Antagonistas de Hormônios .
D06.347.710 Antagonistas de Prostaglandina .
D10 Lipídeos .
D10.251 Ácidos Graxos .
D10.251.355 Ácidos Graxos Insaturados .
D10.251.355.255 Eicosanoides .
D10.251.355.255.550 Prostaglandinas .
D10.251.355.255.550.100 Prostaglandinas A .
D10.251.355.255.550.550 Prostaglandinas I .
D10.532 Lipoproteínas .
D10.532.091 Apolipoproteínas .
D10.532.091.200 Apolipoproteínas A .
D10.532.091.200.100 Apolipoproteína A-I .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.776 Proteínas .
D12.776.070 Apoproteínas .
D12.776.070.400 Apolipoproteínas .
D12.776.070.400.200 Apolipoproteínas A .
D12.776.070.400.200.100 Apolipoproteína A-I .
D12.776.521 Lipoproteínas .
D12.776.521.120 Apolipoproteínas .
D12.776.521.120.200 Apolipoproteínas A .
D12.776.521.120.200.100 Apolipoproteína A-I .
D12.776.631 Proteínas do Tecido Nervoso .
D12.776.631.750 Sinapsinas .
D12.776.744 Fosfoproteínas .
D12.776.744.840 Sinapsinas .
D23 Fatores Biológicos .
D23.469 Mediadores da Inflamação .
D23.469.050 Autacoides .
D23.469.050.175 Eicosanoides .
D23.469.050.175.725 Prostaglandinas .
D23.469.050.175.725.100 Prostaglandinas A .
D23.469.050.175.725.550 Prostaglandinas I .
D27 Ações Químicas e Utilizações .
D27.505 Ações Farmacológicas .
D27.505.519 Mecanismos Moleculares de Ação Farmacológica .
D27.505.519.389 Inibidores Enzimáticos .
D27.505.519.389.892 Inibidores da Topoisomerase .
D27.505.519.389.892.500 Inibidores da Topoisomerase I .
D27.505.696 Efeitos Fisiológicos de Drogas .
D27.505.696.399 Hormônios, Substitutos de Hormônios e Antagonistas de Hormônios .
D27.505.696.399.450 Antagonistas de Hormônios .
D27.505.696.399.450.710 Antagonistas de Prostaglandina .
D27.505.954 Usos Terapêuticos .
D27.505.954.248 Antineoplásicos .
D27.505.954.248.794 Inibidores da Topoisomerase .
D27.505.954.248.794.500 Inibidores da Topoisomerase I .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Antagonistas de Prostaglandina .
Inibidores de Prostaglandina .
Compostos que inibem a ação das prostaglandinas. .
0.68
 
Prostaglandinas I .
Classe de prostaglandinas cíclicas que contêm ligações 6,9-epoxi. Os membros endógenos desta família são biossintetizados enzimaticamente dos ENDOPERÓXIDOS DE PROSTAGLANDINA. .
0.59
 
Ácido Dibenzo(b,f)(1,4)oxazepina-10(11H)-carboxílico, 8-cloro-, 2-acetilidrazida .
Dibenzo(b,f)(1,4)oxazepina-10(11H)-ácido carboxílico, 8-cloro-, 2-acetilhidrazida .
SC-19220 .
Inibe a atividade das prostaglandinas. .
0.53
 
Inibidores da Topoisomerase I .
Inibidores da Topoisomerase 1 .
Compostos que inibem a atividade da DNA TOPOISOMERASE I. .
0.47
 
Prostaglandinas A .
PGA 8764 .
Ácido (13E,15S)-15-hidroxi-9-oxoprosta-10,13-dien-1-oico (PGA(1)), ácido (5Z,13E,15S)-15-hidroxi-9-oxoprosta-5,10,13-trien-1-oico (PGA(2)), ácido (5Z,13E,15S,17Z)-15-hidroxi-9-oxoprosta-5,10,13,17-tetraen-1-oico (PGA(3)). Grupo de prostaglandinas secundárias derivadas do PGE, encontradas na natureza. PGA(1) e PGA(2), bem como seus derivados hidróxi-19, são encontrados em muitos órgãos e tecidos. .
0.44
 
Apolipoproteína A-I .
Apo A-I .
Componente proteico mais abundante das LIPOPROTEÍNAS HDL. Esta proteína atua como aceptor do COLESTEROL liberado das células, promovendo o efluxo do colesterol para o HDL e depois para o FÍGADO, para ser excretado (transporte reverso do colesterol). Atua também como cofator da LECITINA COLESTEROL ACILTRANSFERASE, que forma ÉSTERES DE COLESTEROL nas partículas de HDL. As mutações no gene APOA1 causam deficiência de HDL, como na doença familiar de deficiência da alfa lipoproteína e em alguns pacientes com a DOENÇA DE TANGIER. .
0.43
 
Prostaglandinas .
Grupo de compostos derivados do ácido graxo insaturado de vinte carbonos, geralmente o ácido araquidônico, através da via da cicloxigenase. São mediadores potentes de um grupo diverso de processos biológicos. .
0.41
 
Sinapsinas .
Sinapsina I .
Sinapsina II .
Sinapsina III .
Proteína I .
Proteína III .
Família de proteínas associadas às vesículas sinápticas envolvidas na regulação de curto prazo da liberação de NEUROTRANSMISSORES. A sinapsina I, o membro predominante desta família, liga as VESÍCULAS SINÁPTICAS a FILAMENTOS DE ACTINA no terminal nervoso pré-sináptico. Essas interações são moduladas pela FOSFORILAÇÃO reversível da sinapsina I através de várias vias de transdução de sinal. A proteína também é um substrato para PROTEÍNAS QUINASES DEPENDENTES DE C-AMP e para PROTEÍNAS QUINASES DEPENDENTES DE CÁLCIO-CALMODULINA. Acredita-se que essas propriedades funcionais também sejam compartilhadas pela sinapsina II. .
0.39
 
Inibidores da Topoisomerase .
Compostos que inibem a atividade das DNA TOPOISOMERASES. .
0.39