serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

B01 Eucariotos .
B01.050 Animais .
B01.050.150 Cordados .
B01.050.150.900 Vertebrados .
B01.050.150.900.649 Mamíferos .
B01.050.150.900.649.313 Eutérios .
B01.050.150.900.649.313.992 Roedores .
B01.050.150.900.649.313.992.419 Dasyproctidae .
B01.650 Plantas .
B01.650.940 Viridiplantae .
B01.650.940.800 Estreptófitas .
B01.650.940.800.575 Embriófitas .
B01.650.940.800.575.912 Traqueófitas .
B01.650.940.800.575.912.063 Gleiquênias .
B01.650.940.800.575.912.063.750 Pteridaceae .
B01.650.940.800.575.912.063.750.044 Adiantum .
B01.650.940.800.575.912.250 Magnoliopsida .
B01.650.940.800.575.912.250.044 Anacardiaceae .
B01.650.940.800.575.912.250.093 Arecaceae .
B01.650.940.800.575.912.250.700 Malvaceae .
B01.650.940.800.575.912.250.700.288 Hibiscus .
VS2 Vigilância Sanitária de Produtos .
VS2.002 Controle de Medicamentos e Entorpecentes .
VS2.002.005 Farmacopeias como Assunto .
VS2.002.005.001 Farmacopeia Brasileira .
VS2.002.005.001.001 Denominação Comum Brasileira .
Z01 Localizações Geográficas .
Z01.107 Américas .
Z01.107.757 América do Sul .
Z01.107.757.176 Brasil .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Dasyproctidae .
Cotias .
Cutia Brasileira .
Cutias .
Aguti .
Cutias Brasileiras .
Dasiproctídeos .
Dasyprocta .
Dasyprocta leporina .
Myoprocta .
Cutiara .
Cutiaras .
Myoprocta acouchy .
Myoprocta pratti .
Família de roedores herbívoros da América Central e do Sul que compreende os gêneros Dasyprocta (agoutis) e Myoprocta. Assemelham-se a porquinhos-da-índia (COBAIAS), porém são maiores e possuem pernas mais compridas. Seu pelo é avermelhado ou marrom escuro. .
1.00
2116
 
Brasil .
Rio Grande do Sul .
(1)País localizado na costa leste da América do Sul, entre a Colômbia e o Peru, que faz fronteira com o Oceano Atlântico. É delimitado ao norte pela Venezuela, Guiana, Suriname e Guiana Francesa; ao sul pelo Uruguai; e a oeste pela Argentina. Sua capital é Brasília. (2)A República Federativa do Brasil é formada por 5 regiões (norte, nordeste, centro-oeste, sudeste e sul), 26 Estados e o Distrito Federal (Brasília). A atual divisão político-administrativa é de 1988, quando foi criado o estado do Tocantins, a partir do desmembramento de parte de Goiás, e os territórios de Amapá e Roraima foram transformados em estados. Quinto país do mundo em área total, superado por Federação Russa, Canadá, China e EUA, e maior da América do Sul, o Brasil ocupa a parte centro-oriental do continente. São 23.089 km de fronteiras, sendo 7.367 km marítimas e 15.719 km terrestres. A orla litorânea estende-se do cabo Orange, na foz do rio Oiapoque, ao norte, até o arroio Chuí, no sul. Todos os países sul-americanos, com exceção de Equador e Chile, fazem fronteira com Brasil. Pouco mais de 70 km tornam a extensão norte-sul do país superior ao sentido leste-oeste. São 4.394,7 km entre os extremos leste e oeste. Ao norte, o ponto extremo do Brasil é a nascente do rio Ailã, no monte Caburaí, em Roraima, fronteira com a Guiana. Ao sul, o arroio Chuí, na divisa do Rio Grande do Sul com o Uruguai. A leste, a ponta do Seixas, na Paraíba. E a oeste, as nascentes do rio Moa, na serra da Contamana, no Acre, fronteira com o Peru. O centro geográfico fica na margem esquerda do rio Jarina, em Barra do Garça em Mato Grosso. (Almanaque Abril. Brasil, SP: Editora Abril S.A., 2002). Existe grande contraste entre os estados em relação aos aspectos físicos e demográficos e aos indicadores sociais e econômicos. A área do Amazonas, por exemplo, é maior do que a área somada dos nove estados da região nordeste. Enquanto Roraima e Amazonas têm cerca de um a dois habitantes por km2, no Rio de Janeiro e no Distrito Federal esse índice é superior a 300 (a média para o país é de 20,19 IBGE 2004). A população brasileira estimada para 2006 é de 186 milhões de habitantes distribuída em uma área de 8.514.215,3 km2 (média de 46 hab/km2). A mortalidade infantil média para o país é de 26,6 óbitos de crianças menores de um ano por 1000 nascidos vivos, variando de 47,1 para o estado de Alagoas (IBGE 2004) e 13,5 para o estado de São Paulo (SEADE 2005). A esperança (ou expectativa) de vida do brasileiro ao nascer é de 71,7 anos (IBGE 2004). A taxa de fecundidade é de 2,3 filhos por mulher menor de 20 anos (IBGE 2004). Em relação à economia, apenas três estados do Sudeste - São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais - respondem por cerca de 60 por cento do PIB brasileiro. .
0.61
5719572409
 
Arecaceae .
Arecáceas .
Pupunheira .
Bactris gasipaes .
Palmae .
Palmaceae .
Palmeiras Brasileiras .
Bactris .
Metroxylon .
Pupunha .
Palmeira-Pupunha .
Pejibaye .
Pijiguao .
Família de palmeiras (ordem Arecales, subclasse Arecidae, classe Liliopsida). .
0.59
991389
 
Hibiscus .
Kenaf .
Cânhamo-Brasileiro .
Gênero de plantas da família MALVACEAE, cujos membros contêm ÁCIDO CÍTRICO, MALATOS, ANTOCIANINAS, FLAVONOIDES, GLICOSÍDEOS, FIBRA ALIMENTAR e LIGNANOS. A espécie Hibiscus sabdariffa pe um constituinte comum em CHÁS DE ERVAS. A espécie Hibiscus cannabinus é fonte de fibras têxteis (TÊXTEIS). .
0.58
 
Adiantum .
Avenca .
Avenca-Amaericana .
Avenca-Brasileira .
Avenca-Cabelo-de-Vênus .
Avenca-Cuneiforme .
Avenca-da-Grande .
Avenca-de-Folha-Miúda .
Avenca-delta .
Avenca-do-Canadá .
Avenca-Gigante .
Avenca-Miúda .
Avenca-Paulista .
Avenca-Trapeziforme .
Avencão .
Cinco-Dedos .
Gênero de plantas (família Pteridaceae) cujos membros contêm TRITERPENOS. Algumas espécies deste gênero são chamadas samambaias 'Gingko biloba' que também é o nome vulgar usado ocasionalmente para Lygodium (GLEIQUÊNIAS) e POLYPODIUM. .
0.58
378
 
Anacardiaceae .
Anacardiáceas .
Abaraíba .
Aguaraibá-Guaçu .
Araroeira .
Aroeira .
Aroeira-do-Amazonas .
Aroeira-Folha-de-Salso .
Aroeira-Vermelha .
Corneíba .
Pimenteira do Peru .
Cotinus .
Lannea .
Lithrea .
Marula .
Pimenteira Brasileira .
Pimenteira da Califórnia .
Schinus .
Sclerocarya .
Spondias .
Lannae .
Família da planta "Sumagre" (ordem Sapindales, subclasse Rosidae e classe Magnoliopsida) cujas árvores, arbustos e trepadeiras tropicais e subtropicais possuem canais resinosos na casca. A seiva de muitas espécies é irritante para a pele. .
0.57
104431
 
Denominação Comum Brasileira .
Denominação Comum Brasileira (DCB) .
DCB 27900 .
Denominação Comum Brasileira para Substâncias Farmacêuticas .
Denominações Comuns Brasileiras para Substâncias Farmacêuticas .
Denominação Comum Brasileira para Substância Farmacêutica .
Denominação do fármaco ou princípio farmacologicamente ativo aprovado pelo órgão federal responsável pela vigilância sanitária. .
0.56
00