serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

A11 Células .
A11.284 Estruturas Celulares .
A11.284.430 Espaço Intracelular .
A11.284.430.214 Citoplasma .
A11.284.430.214.190 Estruturas Citoplasmáticas .
A11.284.430.214.190.875 Organelas .
A11.284.430.214.190.875.700 Plastídeos .
A11.284.430.214.190.875.700.140 Cloroplastos .
A11.284.430.214.190.875.700.140.800 Tilacoides .
A18 Estruturas Vegetais .
A18.024 Componentes Aéreos da Planta .
A18.024.500 Frutas .
A18.024.500.750 Sementes .
A18.024.500.750.500 Grãos Comestíveis .
B01 Eucariotos .
B01.650 Plantas .
B01.650.160 Produtos Agrícolas .
B01.650.160.250 Grãos Comestíveis .
B01.650.510 Plantas Comestíveis .
B01.650.510.250 Grãos Comestíveis .
B01.650.940 Viridiplantae .
B01.650.940.800 Estreptófitas .
B01.650.940.800.575 Embriófitas .
B01.650.940.800.575.912 Traqueófitas .
B01.650.940.800.575.912.250 Magnoliopsida .
B01.650.940.800.575.912.250.822 Poaceae .
B01.650.940.800.575.912.250.822.288 Cynodon .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.776 Proteínas .
D12.776.395 Glicoproteínas .
D12.776.395.550 Glicoproteínas de Membrana .
D12.776.395.550.200 Moléculas de Adesão Celular .
D12.776.395.550.200.250 Moléculas de Adesão Celular Neuronais .
D12.776.395.550.200.250.150 Moléculas de Adesão Celular Neurônio-Glia .
D12.776.395.550.200.250.150.050 Molécula de Adesão de Leucócito Ativado .
D12.776.543 Proteínas de Membrana .
D12.776.543.550 Glicoproteínas de Membrana .
D12.776.543.550.200 Moléculas de Adesão Celular .
D12.776.543.550.200.250 Moléculas de Adesão Celular Neuronais .
D12.776.543.550.200.250.150 Moléculas de Adesão Celular Neurônio-Glia .
D12.776.543.550.200.250.150.050 Molécula de Adesão de Leucócito Ativado .
D12.776.860 Escleroproteínas .
D12.776.860.300 Proteínas da Matriz Extracelular .
D12.776.860.300.030 Molécula de Adesão de Leucócito Ativado .
D23 Fatores Biológicos .
D23.050 Antígenos .
D23.050.301 Antígenos de Superfície .
D23.050.301.350 Moléculas de Adesão Celular .
D23.050.301.350.250 Moléculas de Adesão Celular Neuronais .
D23.050.301.350.250.150 Moléculas de Adesão Celular Neurônio-Glia .
D23.050.301.350.250.150.050 Molécula de Adesão de Leucócito Ativado .
G07 Fenômenos Fisiológicos .
G07.203 Alimentos, Dieta e Nutrição .
G07.203.300 Alimentos .
G07.203.300.300 Produtos Agrícolas .
G07.203.300.300.550 Grãos Comestíveis .
G07.203.300.775 Sementes .
G07.203.300.775.500 Grãos Comestíveis .
J02 Alimentos e Bebidas .
J02.500 Alimentos .
J02.500.300 Produtos Agrícolas .
J02.500.300.550 Grãos Comestíveis .
J02.500.775 Sementes .
J02.500.775.500 Grãos Comestíveis .
K01 Ciências Humanas .
K01.093 Arte 904 .
K01.093.346 Gravuras e Gravação .
SP4 Saúde Ambiental .
SP4.006 Engenharia Ambiental .
SP4.006.062 Equipamentos e Provisões .
SP4.006.062.493 Equipamento de Estações de Tratamento .
SP4.006.062.493.819 Grades .
SP4.021 Abastecimento de Água .
SP4.021.202 Purificação da Água .
SP4.021.202.133 Operações Unitárias .
SP4.021.202.133.709 Filtração .
SP4.021.202.133.709.670 Grades .
SP4.026 Esgotos .
SP4.026.292 Tratamento de Águas Residuárias .
SP4.026.292.708 Grades .
SP8 Desastres .
SP8.473 Risco .
SP8.473.654 Ameaças .
SP8.473.654.587 Meteorologia .
SP8.473.654.587.522 Granizo .
V01 Componentes de Publicações .
V01.200 Gráficos .
V02 Formatos de Publicação .
V02.245 Gráficos .
VS2 Vigilância Sanitária de Produtos .
VS2.001 Controle e Fiscalização de Alimentos e Bebidas .
VS2.001.001 Alimentos .
VS2.001.001.002 Alimentos Industrializados .
VS2.001.001.002.005 Grãos Comestíveis .
Z01 Localizações Geográficas .
Z01.107 Américas .
Z01.107.084 Região do Caribe .
Z01.107.084.900 Índias Ocidentais .
Z01.107.084.900.362 Granada .
Z01.639 Ilhas .
Z01.639.880 Índias Ocidentais .
Z01.639.880.362 Granada .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Molécula de Adesão de Leucócito Ativado .
Antígenos CD166 .
ALCAM .
Ligante de CD6 .
KG-CAM .
Neurolina .
Antígeno BEN .
DM-GRASP .
Proteína SC1 .
Molécula de adesão celular expressa em leucócitos ativados, fibroblastos e neurônios. É um ligante para CD6. As interações ALCAM-CD6 podem desempenhar um papel na ligação de células T e B para leucócitos ativados. .
1.00
0266
 
Tilacoides .
Grana .
Membrana do Tilacoide .
Cisternas membranosas do CLOROPLASTO que contêm os pigmentos fotossintéticos, os centros de reação e a cadeia de transporte de elétrons. Cada tilacoide consiste de um saco achatado de membrana encerrando um estreito espaço intra-tilacoide (Tradução livre do original: Lackie and Dow, Dictionary of Cell Biology, 2nd ed). Os tilacoides individuais se conectam entre si e tendem a empilhar-se para formar agregados denominados grana. Eles são encontrados em cianobactérias e em todas as plantas. .
0.39
12175
 
Grades .
0.37
30
 
Grãos Comestíveis .
Cereal .
Cereais .
Grão de Cereal .
Grãos de Cereais .
Grão Comestível .
Grãos .
SEMENTES usadas como fonte nutricional, a maioria grãos da família POACEAE. .
0.35
36012856
 
Poaceae .
Alopecurus .
Arundo .
Gramineae .
Gramíneas .
Gramas .
Imperata .
Poáceas .
Alopercus .
Grande família de gramíneas herbáceas de folhas estreitas da ordem Cyperales, subclasse Commelinidae, classe Liliopsida (monocotiledôneas). GRÃO COMESTÍVEL vem de membros desta família. RINITE ALÉRGICA SAZONAL pode ser induzida por PÓLEN de muitas gramíneas. .
0.35
15514154
 
Granada .
Grenada .
Ilha das Índias Ocidentais. Sua capital é St. George. Foi descoberta em 1498 por Colombo que a chamou Concepción. Foi ocupada em momentos diferentes pelos franceses e britânicos durante o século XVIII. Os britânicos suprimiram uma insurreição indígena em 1795. Foi um estado associado à Comunidade Britânica entre 1967 e 1974, mas tornou-se uma nação independente dentro da Comunidade Britânica em 1974. O nome original referia-se à festa da Imaculada Conceição, tendo sido renomeada depois por causa do Reino Espanhol de Granada. .
0.34
25112
 
Cynodon .
Grama-Seda .
Grama-Bermuda .
Grama-Bermudas .
Capim-Seda .
Erva-das-Bermudas .
Grama-de-São-Paulo .
Grama-Fina .
Gramão .
Grama-Rasteira .
Graminha-Comum .
Grama-Roxa .
Graminha-da-Cidade .
Graminha-de-Raiz .
Graminha-do-Mato .
Graminha-Fina .
Graminha-Seda .
Agrostis bermudiana .
Agrostis filiformis .
Agrostis linearis .
Agrostis stellata .
Capriola dactylon .
Chloris cynodon .
Chloris maritima .
Chloris paytensis .
Cynodon affinis .
Cynodon aristiglumis .
Cynodon aristulatus .
Cynodon barberi f. longifolia .
Cynodon decipiens .
Cynodon dactylon .
Cynodon distichloides .
Cynodon erectus .
Cynodon glabratus .
Cynodon grandispiculus .
Cynodon hirsutissimus .
Cynodon iraquensis .
Cynodon laeviglumis .
Cynodon linearis .
Cynodon maritimus .
Cynodon mucronatus .
Cynodon nitidus .
Cynodon occidentalis .
Cynodon pascuus .
Cynodon pedicellatus .
Cynodon polevansii .
Cynodon portoricensis .
Cynodon repens .
Cynodon sarmentosus .
Cynodon scabrifolius .
Cynodon stellatus .
Cynodon tenuis .
Cynodon umbellatus .
Cynosurus dactylon .
Cynosurus uniflorus .
Dactilon officinale .
Dactylus officinalis .
Digitaria ambigua .
Digitaria dactylon .
Digitaria glumaepatula .
Digitaria glumipatula .
Digitaria linearis .
Digitaria lineari .
Digitaria littoralis .
Digitaria maritima .
Digitaria stolonifera .
Fibichia dactylon .
Fibichia umbellata .
Milium dactylon .
Panicum ambiguum .
Panicum dactylon .
Panicum glumipatulum .
Panicum lineare .
Paspalum ambiguum .
Paspalum dactylon .
Paspalum umbellatum .
Phleum dactylon .
Syntherisma linearis .
Vilfa linearis .
Vilfa stellata .
Capim-da-Cidade .
Capim-de-Burro .
Gênero de plantas (família POACEAE) consideradas como grama [de jardim] por uns e erva-daninha por outros. Contém o alérgeno Cyn d 7. .
0.33
30298
 
Gravuras e Gravação .
Gravação .
Gravura .
Gravuras .
0.33
2242
 
Gráficos .
Gráficos [Tipo de Publicação] .
Trabalhos que consistem em informação apresentada de forma gráfica, por exemplo, gráficos ou diagramas. .
0.31
00
 
Granizo .
Pedra de Gelo .
Cristal de gelo, duro e compacto, que se forma nas nuvens de tormentas do tipo cumulonimbus. Pode adotar formas muito variadas e alcançar em alguns casos, um diâmetro de até 8 cm, com peso de um kg, mas geralmente, seu tamanho não excede os 2 cm. Os granizos grandes têm comumente um centro de neve rodeado de capas de gelo que, de maneira alternada, podem ser claras e opacas. As violentas correntes ascendentes que se produzem no interior das nuvens onde se formam, fazem com que o granizo, mesmo atingindo peso suficiente para resistir ao seu empuxe, seja arrastado para cima cada vez que chega à base da nuvem, até que finalmente se precipita ao solo. (Material IV - Glosario de Protección Civil, OPAS, 1992) .
0.31