serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

A08 Sistema Nervoso .
A08.186 Sistema Nervoso Central .
A08.511 Rede Nervosa .
A08.637 Neuroglia .
A08.637.500 Neurópilo .
A08.675 Neurônios .
A08.675.542 Fibras Nervosas .
A08.675.542.512 Fibras Nervosas Mielinizadas .
A08.675.542.756 Fibras Nervosas Amielínicas .
A08.675.703 Neurópilo .
A08.800 Sistema Nervoso Periférico .
A08.800.800 Nervos Periféricos .
A08.800.800.720 Nervos Espinhais .
A08.800.800.720.450 Plexo Lombossacral .
A08.800.800.720.450.760 Nervo Isquiático .
A08.800.800.720.450.760.640 Nervo Fibular .
A11 Células .
A11.650 Neuroglia .
A11.650.500 Neurópilo .
A11.671 Neurônios .
A11.671.501 Fibras Nervosas .
A11.671.501.512 Fibras Nervosas Mielinizadas .
A11.671.501.756 Fibras Nervosas Amielínicas .
A11.671.514 Fibras Nervosas Mielinizadas .
A11.671.685 Neurópilo .
D27 Ações Químicas e Utilizações .
D27.505 Ações Farmacológicas .
D27.505.954 Usos Terapêuticos .
D27.505.954.427 Fármacos do Sistema Nervoso Central .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Neurópilo .
Neuropilo .
Neuropilos .
Neurópilos .
Densa e intrincada rede de fibras nervosas amielínicas composta de processos gliais, fibrilas, terminais sinápticos, axônios e dendritos dispersos entre as células nervosas da substância cinzenta no sistema nervoso central. .
0.79
4929
 
Fibras Nervosas .
Neurofibras .
Fibras Musgosas Cerebelares .
Fibras Musgosas do Cerebelo .
Prolongações delgadas dos NEURÔNIOS, incluindo AXÔNIOS e seus invólucros gliais (BAINHA DE MIELINA). As fibras nervosas conduzem os impulsos nervosos para e do SISTEMA NERVOSO CENTRAL. .
0.49
18021068
 
Fibras Nervosas Amielínicas .
Fibras Nervosas não Mielinizadas .
Fibras Nervosas não Mielinadas .
Fibras C .
Fibras Nervosas não Mielínicas .
Fibras Nervosas Amielínicas .
Classe de fibras nervosas definidas pelo arranjo da bainha nervosa. Os AXÔNIOS das fibras nervosas não mielinizadas são pequenos em diâmetro e geralmente várias são circundados por uma única BAINHA DE MIELINA. Conduzem os impulsos nervosos de baixa velocidade e representam a maioria das fibras sensoriais periféricas e autônomas, mas também são encontradas no CÉREBRO e na MEDULA ESPINAL. .
0.44
61655
 
Sistema Nervoso Central .
SNC 1961 .
CNS 1961 .
Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo encéfalo, medula espinal e meninges. .
0.42
109236628
 
Fibras Nervosas Mielinizadas .
Fibras Nervosas Mielinadas .
Fibras Nervosas Mielínicas .
Fibras A .
Fibras B .
Classe de fibras nervosas definidas por sua estrutura, especificamente o arranjo da bainha nervosa. Os AXÔNIOS das fibras nervosas mielinizadas são completamente revestidos por uma BAINHA DE MIELINA. São fibras de diâmetros relativamente grandes e variados. Sua velocidade de CONDUÇÃO NERVOSA é maior que nas fibras nervosas não mielinizadas (FIBRAS NERVOSAS NÃO MIELINIZADAS). Fibras nervosas mielinizadas estão presentes nos nervos somáticos e autossômicos. .
0.40
3911834
 
Nervo Fibular .
Nervo Ciático Poplíteo Externo .
Nervo Peroneal .
Nervo Peroneiro .
Nervo Peronial .
Nervos Fibulares .
Nervos Peroneais .
Nervos Peroniais .
Ramo lateral dos dois ramos terminais do nervo ciático. O nervo fibular (ou peroneal) fornece inervação sensitiva e motora para partes da perna e pé. .
0.39
734131
 
Rede Nervosa .
Redes Neurais (Anatômico) .
Estrutura emaranhada composta de células nervosas que se interconectam. Estas células podem estar separadas na fenda sináptica ou juntas a outras células pelos processos citoplasmáticos. Em invertebrados, por exemplo, a rede nervosa permite que os impulsos nervosos se espalhem sobre uma área ampla da rede uma vez que as sinapses podem passar informação em qualquer direção. .
0.39
5925124
 
Fármacos do Sistema Nervoso Central .
Agentes do Sistema Nervoso Central .
Agentes Atuantes no Sistema Nervoso Central .
Agentes de Ação no Sistema Nervoso Central .
Agentes de Ação sobre o Sistema Nervoso Central .
Fármacos Atuantes no Sistema Nervoso Central .
Fármacos de Ação sobre o Sistema Nervoso Central .
Medicamentos de Saúde Mental .
Classe de fármacos que produz efeitos fisiológicos e psicológicos através de vários mecanismos. Podem ser divididos em fármacos "específicos" -- por exemplo, aqueles que afetam um mecanismo molecular identificável próprio das células alvo, as quais apresentam receptores para aquele fármaco -- e os agentes "não específicos" que produzem efeitos em diferentes células alvo e agem através de diversos mecanismos moleculares. Aqueles que apresentam mecanismos não específicos geralmente são classificados de acordo com a produção de comportamento depressivo ou estimulante. Aqueles que apresentam mecanismos específicos são classificados por local de ação ou pelo uso terapêutico específico. (Tradução livre do original: Gilman AG, et al., Goodman and Gilman's The Pharmacological Basis of Therapeutics, 8th ed, p252) .
0.39
222412