serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

A09 Órgãos dos Sentidos .
A09.246 Orelha .
A09.246.631 Orelha Interna .
A09.246.631.246 Cóclea .
A09.246.631.246.577 Órgão Espiral .
A09.246.631.246.930 Lâmina Espiral .
B01 Eucariotos .
B01.650 Plantas .
B01.650.940 Viridiplantae .
B01.650.940.800 Estreptófitas .
B01.650.940.800.575 Embriófitas .
B01.650.940.800.575.912 Traqueófitas .
B01.650.940.800.575.912.250 Magnoliopsida .
B01.650.940.800.575.912.250.456 Gentianales .
B01.650.940.800.575.912.250.456.500 Apocynaceae .
B01.650.940.800.575.912.250.456.500.432 Nerium .
C01 Infecções Bacterianas e Micoses .
C01.252 Infecções Bacterianas .
C01.252.400 Infecções por Bactérias Gram-Negativas .
C01.252.400.771 Febre por Mordedura de Rato .
C23 Condições Patológicas, Sinais e Sintomas .
C23.888 Sinais e Sintomas .
C23.888.852 Sinais e Sintomas Respiratórios .
C23.888.852.889 Espirro .
D02 Compostos Orgânicos .
D02.540 Lactonas .
D02.540.576 Policetídeos .
D02.540.576.500 Macrolídeos .
D02.540.576.500.999 Leucomicinas .
D02.540.576.500.999.725 Espiramicina .
D04 Compostos Policíclicos .
D04.210 Compostos de Anéis Fundidos .
D04.210.500 Esteroides .
D04.210.500.247 Colestanos .
D04.210.500.247.515 Espirostanos .
E01 Diagnóstico .
E01.370 Técnicas e Procedimentos Diagnósticos .
E01.370.350 Diagnóstico por Imagem .
E01.370.350.350 Interpretação de Imagem Assistida por Computador .
E01.370.350.350.810 Tomografia Computadorizada por Raios X .
E01.370.350.350.810.800 Tomografia Computadorizada Espiral .
E01.370.350.600 Fotografia .
E01.370.350.600.350 Aumento da Imagem .
E01.370.350.600.350.700 Intensificação de Imagem Radiográfica .
E01.370.350.600.350.700.810 Tomografia Computadorizada por Raios X .
E01.370.350.600.350.700.810.800 Tomografia Computadorizada Espiral .
E01.370.350.700 Radiografia .
E01.370.350.700.700 Intensificação de Imagem Radiográfica .
E01.370.350.700.700.810 Tomografia Computadorizada por Raios X .
E01.370.350.700.700.810.800 Tomografia Computadorizada Espiral .
E01.370.350.700.810 Tomografia por Raios X .
E01.370.350.700.810.810 Tomografia Computadorizada por Raios X .
E01.370.350.700.810.810.800 Tomografia Computadorizada Espiral .
E01.370.350.825 Tomografia .
E01.370.350.825.810 Tomografia por Raios X .
E01.370.350.825.810.810 Tomografia Computadorizada por Raios X .
E01.370.350.825.810.810.800 Tomografia Computadorizada Espiral .
G09 Fenômenos Fisiológicos Circulatórios e Respiratórios .
G09.772 Fenômenos Fisiológicos Respiratórios .
G09.772.832 Espirro .
HP4 Materia Medica .
HP4.018 Medicamento Homeopático .
HP4.018.778 Medicamento Homeopático V .
HP4.018.778.263 Viburnum opulus .
K01 Ciências Humanas .
K01.844 Religião .
K01.844.799 Filosofias Religiosas .
K01.844.799.679 Espiritualismo .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Nerium .
Adelfa .
Adelfeira .
Aloendro .
Eloendro .
Espirradeira .
Loendro .
Loureiro-Rosa .
Oleandro .
Nerium oleander .
Loureir0-Rosa .
Gênero de FUNGOS ascomicetos (ordem SORDARIALES) encontrados nos SOLOS e estercos de herbívoros(FEZES). .
1.00
3176
 
Espirro .
Expulsão súbita de ar, forçada e involuntária, do NARIZ e BOCA causada por irritação das MEMBRANAS MUCOSAS do TRATO RESPIRATÓRIO superior. .
0.67
9798
 
Espiramicina .
Adipato de Espiramicina .
Antibiótico macrolídeo produzido pelo Streptomyces ambofaciens. A droga é eficaz contra patógenos aeróbios Gram-positivos, N. gonorrhoeae e staphylococci. É utilizado para tratar infecções causadas por bactérias e pelo Toxoplasma gondii. .
0.54
30495
 
Viburnum opulus .
Viburnum edule .
Rosa-de-Gueldres .
Bola-de-Neve .
Noveleiro .
Novelo-Cromático .
Espirema .
Medicamento homeopático. Viburnum edule. Viburno. Rosa-de-gueldres, Bola-de-neve, Noveleiro, Novelo, Novelo-da-china, Novelo-cromático, Espirema. Abrev.: "vib.". Origem vegetal. Habitat original: Europa, Ásia e América do Norte. Parte utilizada: casca. .
0.52
20
 
Espiritualismo .
Espíritas .
Espiritismo .
Filosofia religiosa que expressa a convicção fundamental de que espíritos que partiram podem ser contatados pelos vivos através de um médium. .
0.50
64483
 
Órgão Espiral .
Papila Basilar .
Órgão de Corti .
EPITÉLIO espiral contendo CÉLULAS CILIADAS AUDITIVAS sensoriais e células de suporte na cóclea. O órgão espiral, situado na MEMBRANA BASILAR e coberto por uma MEMBRANA TECTORIAL gelatinosa, converte ondas mecânicas (induzidas pelo som) em impulsos nervosos [que serão conduzidos] ao encéfalo. .
0.47
 
Tomografia Computadorizada Espiral .
TAC Espiral .
TAC Helicoidal .
Tomografia Computadorizada Helicoidal .
TC Helicoidal .
Tomografia Espiral Computadorizada .
TC Espiral .
Tomografia Helicoidal Computadorizada .
CT Helicoidal .
CT Espiral .
Tomografia computadorizada onde há exposição contínua de raios-X ao paciente, enquanto está sendo transportado através de feixes de radiação de forma espiral ou helicoidal. Isto fornece uma melhora no contraste tridimensional e na resolução espacial comparado à tomografia computadorizada convencional, onde os dados são obtidos e computados a partir de exposições sequenciais individuais. .
0.46
1897070
 
Febre por Mordedura de Rato .
Febre por Mordida de Rato .
Espirilose .
Febre Espirilar .
Sodoku .
Febre de Haverhill .
Endocardite por Streptobacillus moniliformis .
Infecção por Streptobacillus moniliformis .
Doenças por Rickettias .
Síndrome caracterizada por febre recorrente, exantema e artralgias ocorrendo dias a semanas após a mordida de rato. Os agentes causais são ora o Streptobacillus moniliformis ou o Spirillum minus. .
0.46
 
Espirostanos .
Derivados do colestano contendo um anel de lactona nas posições 16 e 17, e uma ligação espiroglicosídica em C-22. Entre os representantes estão as sarsaponinas, DIOSGENINA e yamogenina. .
0.46
1460
 
Lâmina Espiral .
Placa óssea que se estende para fora, do modíolo para dentro do canal espiral da cóclea, formando parte da estrutura que divide a RAMPA DO VESTÍBULO superior e a RAMPA DO TÍMPANO inferior. .
0.45