serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

C10 Doenças do Sistema Nervoso .
C10.597 Manifestações Neurológicas .
C10.597.742 Convulsões .
C23 Condições Patológicas, Sinais e Sintomas .
C23.888 Sinais e Sintomas .
C23.888.592 Manifestações Neurológicas .
C23.888.592.742 Convulsões .
D05 Substâncias Macromoleculares .
D05.500 Complexos Multiproteicos .
D05.500.500 Proteínas Motores Moleculares .
D06 Hormônios, Substitutos de Hormônios e Antagonistas de Hormônios .
D06.472 Hormônios .
D06.472.317 Hormônios Gastrointestinais .
D06.472.317.525 Motilina .
D06.472.699 Hormônios Peptídicos .
D06.472.699.500 Motilina .
D08 Enzimas e Coenzimas .
D08.811 Enzimas .
D08.811.277 Hidrolases .
D08.811.277.040 Hidrolases Anidrido Ácido .
D08.811.277.040.025 Adenosina Trifosfatases .
D08.811.277.040.025.193 Proteínas Motores Moleculares .
D08.811.399 Isomerases .
D08.811.399.475 Oxirredutases Intramoleculares .
D08.811.399.475.200 Aldose-Cetose Isomerases .
D08.811.399.475.200.350 Glucose-6-Fosfato Isomerase .
D08.811.464 Ligases .
D08.811.464.938 Complexos Ubiquitina-Proteína Ligase .
D08.811.464.938.750 Ubiquitina-Proteína Ligases .
D08.811.464.938.750.656 Receptores do Fator Autócrino de Motilidade .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.644 Peptídeos .
D12.644.400 Neuropeptídeos .
D12.644.400.470 Motilina .
D12.644.548 Hormônios Peptídicos .
D12.644.548.500 Motilina .
D12.776 Proteínas .
D12.776.124 Proteínas Sanguíneas .
D12.776.124.050 Proteínas da Fase Aguda .
D12.776.124.050.250 Fibrinogênio .
D12.776.124.125 Fatores de Coagulação Sanguínea .
D12.776.124.125.500 Fibrinogênio .
D12.776.543 Proteínas de Membrana .
D12.776.543.750 Receptores de Superfície Celular .
D12.776.543.750.660 Receptores do Fator Autócrino de Motilidade .
D12.776.631 Proteínas do Tecido Nervoso .
D12.776.631.650 Neuropeptídeos .
D12.776.631.650.463 Motilina .
D12.776.811 Precursores de Proteínas .
D12.776.811.300 Fibrinogênio .
D23 Fatores Biológicos .
D23.119 Fatores de Coagulação Sanguínea .
D23.119.490 Fibrinogênio .
G04 Fenômenos Fisiológicos Celulares .
G04.198 Movimento Celular .
G05 Fenômenos Genéticos .
G05.360 Estruturas Genéticas .
G05.360.600 Plasmídeos .
G05.360.600.300 Fator F .
G07 Fenômenos Fisiológicos .
G07.568 Movimento .
G07.568.500 Locomoção .
G07.568.500.180 Movimento Celular .
G10 Fenômenos Fisiológicos Orais e do Sistema Digestório .
G10.261 Fenômenos Fisiológicos do Sistema Digestório .
G10.261.360 Motilidade Gastrointestinal .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Glucose-6-Fosfato Isomerase .
Fosfoglucose Isomerase .
Fosfoexose Isomerase .
Glucosefosfato Isomerase .
Neuroleucina .
Fator Autócrino de Motilidade .
Fator Tumoral Autócrino de Motilidade .
Aldose-cetose isomerase que catalisa a interconversão reversível da glucose-6-fosfato e da frutose-6-fosfato. Em organismos procarióticos e eucarióticos, desempenha um papel essencial nas vias glicolítica e neoglicogênica. Esta forma secretada de glucose-6-fosfato isomerase tem sido denominada como um fator de motilidade autócrino ou neuroleucina, e age como uma citocina que se liga a RECEPTORES DO FATOR AUTÓCRINO DE MOTILIDADE. A deficiência nesta enzima em humanos é uma característica autossômica recessiva que resulta em ANEMIA HEMOLÍTICA CONGÊNITA NÃO ESFEROCÍTICA. .
0.76
 
Receptores do Fator Autócrino de Motilidade .
Receptores da superfície celular para o fator de mobilidade autócrino, que é a forma secretada da GLUCOSE-6-FOSFATO ISOMERASE. O receptor possui uma composição incomum porque compartilha algumas semelhanças com os RECEPTORES ACOPLADOS À PROTEÍNA G e funciona como uma proteína ubiquitina ligase quando é internalizado. .
0.65
 
Fibrinogênio .
Fator I de Coagulação .
Fator I .
Fator de Coagulação I .
Glicoproteína plasmática coagulada pela trombina, composta por um dímero de três pares de cadeias polipeptídicas não idênticas (alfa, beta e gama) mantidas juntas por pontes dissulfeto. A coagulação do fibrinogênio é uma mudança de sol para gel envolvendo arranjos moleculares complexos; enquanto o fibrinogênio é lisado pela trombina para formar polipeptídeos A e B, a ação proteolítica de outras enzimas libera diferentes produtos de degradação do fibrinogênio. .
0.50
 
Proteínas Motores Moleculares .
Proteínas Motoras Moleculares .
Proteínas de Motilidade .
Motores Moleculares .
Proteínas que estão envolvidas em/ou causam MOVIMENTO CELULAR como os de estruturas rotatórias (motor flagelar) ou estruturas cujo movimento está dirigido ao longo dos filamentos do citoesquelto (famílias motoras de MIOSINA, CINESINA e DINEÍNA). .
0.46
 
Motilina .
Peptídeo de aproximadamente 22 aminoácidos isolado do DUODENO. Em pH baixo, inibe a atividade motora gástrica, ao passo que, em pH alto, tem um efeito estimulador. .
0.42
 
Movimento Celular .
Migração Celular .
Locomoção Celular .
Motilidade Celular .
Movimento de células de um lugar para outro. Diferencia-se da CITOCINESE, que é o processo de divisão do CITOPLASMA de uma célula. .
0.41
 
Motilidade Gastrointestinal .
Motilidade Gastrintestinal .
Motilidade Intestinal .
Atividade motora do TRATO GASTROINTESTINAL. .
0.40
 
Fator F .
Fator de Transferência de Resistência .
Fator Sexual F .
Fator Sexual Bacteriano .
Fator de Fertilidade .
Plasmídeo, cuja presença na célula, tanto extracromossômica ou integrada ao CROMOSSOMO BACTERIANO, determina o "sexo" da bactéria, a mobilização do cromossomo hospedeiro, a transferência de material genético via conjugação (CONJUGAÇÃO GENÉTICA) e a formação de PILI SEXUAL. .
0.40
 
Convulsões .
Crises Convulsivas .
Convulsões não Epilépticas .
Crise Jacksoniana .
Ataque (Convulsivo) .
Ataques (Convulsivos) .
Ataque Convulsivo .
Ataques Convulsivos .
Ataques Focais .
Convulsões Focais .
Crises Convulsivas Focais .
Crises Focais .
Crises Convulsivas Generalizadas .
Ataques Generalizados .
Convulsões Generalizadas .
Ataques Motores .
Crises Convulsivas Motoras .
Crises Motoras .
Convulsões Sensoriais .
Crises Sensitivas .
Crises Convulsivas Parciais Sensitivas .
Crises Parciais Sensitivas .
Ataques Sensoriais .
Crises Convulsivas Audiogênicas .
Crises Convulsivas Clônicas .
Crises Convulsivas Gustativas .
Crises Convulsivas Olfativas .
Crises Convulsivas Somatossensoriais .
Crises Convulsivas Tônicas .
Crises Convulsivas Tônico-Clônicas .
Crises Convulsivas Vertiginosas .
Crises Convulsivas Vestibulares .
Crises Convulsivas Visuais .
Ataque Epiléptico .
Ataque Epilético .
Ataques Epilépticos .
Ataques Epiléticos .
Convulsão Epiléptica .
Convulsão Epilética .
Convulsões Epilépticas .
Convulsões Epiléticas .
Crise Epiléptica .
Crise Epilética .
Crises Epilépticas .
Crises Epiléticas .
Crises de Ausência .
Ataques .
Distúrbios clínicos ou subclínicos da função cortical, devido à descarga súbita, anormal, excessiva e desorganizada de células cerebrais. As manifestações clínicas incluem fenômenos motores, sensoriais e psíquicos. Os ataques recidivantes são normalmente referidos como EPILEPSIA ou "transtornos de ataques". .
0.40