serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

A03 Sistema Digestório .
A03.556 Trato Gastrointestinal .
A03.556.750 Faringe .
A04 Sistema Respiratório .
A04.623 Faringe .
A13 Estruturas Animais .
A13.491 Casco e Garras .
A14 Sistema Estomatognático .
A14.724 Faringe .
B01 Eucariotos .
B01.050 Animais .
B01.050.150 Cordados .
B01.050.150.900 Vertebrados .
B01.050.150.900.833 Répteis .
B01.050.150.900.833.672 Serpentes .
B01.050.150.900.833.672.125 Aletinofídios .
B01.050.150.900.833.672.125.750 Colubridae .
B01.650 Plantas .
B01.650.940 Viridiplantae .
B01.650.940.800 Estreptófitas .
B01.650.940.800.575 Embriófitas .
B01.650.940.800.575.912 Traqueófitas .
B01.650.940.800.575.912.250 Magnoliopsida .
B01.650.940.800.575.912.250.456 Gentianales .
B01.650.940.800.575.912.250.456.937 Rubiaceae .
B01.650.940.800.575.912.250.456.937.388 Gardenia .
B01.650.940.800.575.912.250.859 Rosanae .
B01.650.940.800.575.912.250.859.625 Clusiaceae .
B01.650.940.800.575.912.250.859.625.333 Garcinia .
C16 Doenças e Anormalidades Congênitas, Hereditárias e Neonatais .
C16.320 Doenças Genéticas Inatas .
C16.320.565 Erros Inatos do Metabolismo .
C16.320.565.202 Erros Inatos do Metabolismo dos Carboidratos .
C16.320.565.202.715 Mucopolissacaridoses .
C16.320.565.202.715.640 Mucopolissacaridose I .
C16.320.565.595 Doenças por Armazenamento dos Lisossomos .
C16.320.565.595.600 Mucopolissacaridoses .
C16.320.565.595.600.640 Mucopolissacaridose I .
C17 Doenças da Pele e do Tecido Conjuntivo .
C17.300 Doenças do Tecido Conjuntivo .
C17.300.550 Mucinoses .
C17.300.550.575 Mucopolissacaridoses .
C17.300.550.575.640 Mucopolissacaridose I .
C18 Doenças Nutricionais e Metabólicas .
C18.452 Doenças Metabólicas .
C18.452.648 Erros Inatos do Metabolismo .
C18.452.648.202 Erros Inatos do Metabolismo dos Carboidratos .
C18.452.648.202.715 Mucopolissacaridoses .
C18.452.648.202.715.640 Mucopolissacaridose I .
C18.452.648.595 Doenças por Armazenamento dos Lisossomos .
C18.452.648.595.600 Mucopolissacaridoses .
C18.452.648.595.600.640 Mucopolissacaridose I .
D02 Compostos Orgânicos .
D02.705 Compostos Organofosforados .
D02.705.400 Organofosfatos .
D02.705.400.750 Tetraclorvinfos .
HP4 Materia Medica .
HP4.018 Medicamento Homeopático .
HP4.018.592 Medicamento Homeopático P .
HP4.018.592.353 Phenobarbitalum .
SP8 Desastres .
SP8.473 Risco .
SP8.473.654 Ameaças .
SP8.473.654.587 Meteorologia .
SP8.473.654.587.627 Tipos de Precipitação .
SP8.473.654.587.627.521 Chuviscos .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Colubridae .
Colubrídeos .
Gartersnake .
Natrix .
Thamnophis .
Water Moccasin .
Cobra D'água .
Maior família de serpentes, compreendendo cinco subfamílias: Colubrinae, Natricinae, Homalopsinae, Lycodontinae e Xenodontinae. Apresentam grande diversidade de hábitos alimentares, algumas se alimentando de praticamente qualquer coisa, outras com dieta especializada. Podem ser ovíparas, ovovivíparas ou vivíparas. A maioria das serpentes norte-americanas são colubrinas. Entre os colubrídeos há serpentes "king", moccasins d'água, cobras d'água e "gartersnakes". Alguns gêneros são venenosos. (Tradução livre do original: .
1.00
25706
 
Casco e Garras .
Casco Animal .
Cascos e Garras .
Garra .
Garras .
Anexos altamente queratinizados que são afiadas e curvas, ou achatadas e com bordas pontiagudas. São encontrados principalmente na terminação dos membros em certos animais. .
0.48
432369
 
Chuviscos .
Garoa .
Este fenômeno corresponde a um tipo de precipitação que se diferencia da chuva, porque se compõe de gotas cuja maioria tem diâmetro inferior a 0,5 mm. Não se o vê cair, seus elementos parecem flutuar no ar e não produzem ondas nos atoleiros. Provêem de nuvens do tipo estrato. (Tradução livre do original: Material IV - Glosario de Protección Civil, OPS, 1992) .
0.47
00
 
Tetraclorvinfos .
Gardona .
Inibidor organofosfato da colinesterase que é utilizado como inseticida. Possui baixa toxicidade em mamíferos. (Tradução livre do original: From Merck Index, 11th ed) .
0.43
0108
 
Faringe .
Garganta .
Tubo fibromuscular em forma de funil, que leva os alimentos ao ESÔFAGO e o ar à LARINGE e aos PULMÕES. Situa-se posteriormente à CAVIDADE NASAL, à CAVIDADE ORAL e à LARINGE, estendendo-se da BASE DO CRÂNIO à borda inferior da CARTILAGEM CRICOIDE (anteriormente) e à borda inferior da vértebra C6 (posteriormente). É dividida em NASOFARINGE, OROFARINGE e HIPOFARINGE (laringofaringe). .
0.43
24314613
 
Gardenia .
Jasmim-do-Cabo .
Gênero de plantas (família RUBIACEAE) cujos membros contêm genepina, da qual são obtidos os geniposídeos para uso como agente de ligação cruzada em ADESIVOS e ácido 3-cafeoil-4-sinapoilquínico. .
0.42
0302
 
Garcinia .
Gênero de plantas (família CLUSIACEAE) cujos membros contêm XANTONAS. .
0.42
4433
 
Phenobarbitalum .
Gardenalum .
Medicamento homeopático. Gardenalum. Abrev.: "phenob.". Origem química. Substância utilizada: fenobarbital. .
0.38
10
 
Mucopolissacaridose I .
Síndrome de Hurler .
Síndrome de Pfaundler-Hurler .
Lipocondrodistrofia .
Síndrome de Hurler-Scheie .
Mucopolissacaridose V .
Síndrome de Scheie .
GARGOLISMO .
Doença de armazenamento lisossomal sistêmica causada por deficiência da alfa-L-iduronidase (IDURONIDASE) e caracterizada por deterioração física progressiva, com excreção urinária de DERMATAN SULFATO e HEPARAN SULFATO. Há três fenótipos reconhecidos, representando um espectro de gravidade clínica de grave até moderada: síndromes de Hurler, de Hurler-Scheie e de Scheie (anteriormente denominada mucopolissacaridose V). Entre os sintomas estão NANISMO, hepatoesplenomegalia, fácies semelhante a gárgulas com ponte nasal baixa, embaçamento da córnea, complicações cardíacas e respiração ruidosa. .
0.37
311215