serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

B01 Eucariotos .
B01.650 Plantas .
B01.650.940 Viridiplantae .
B01.650.940.800 Estreptófitas .
B01.650.940.800.575 Embriófitas .
B01.650.940.800.575.912 Traqueófitas .
B01.650.940.800.575.912.250 Magnoliopsida .
B01.650.940.800.575.912.250.859 Rosanae .
B01.650.940.800.575.912.250.859.625 Clusiaceae .
B01.650.940.800.575.912.250.859.625.500 Hypericum .
C05 Doenças Musculoesqueléticas .
C05.116 Doenças Ósseas .
C05.116.099 Doenças do Desenvolvimento Ósseo .
C05.116.099.708 Osteocondrodisplasias .
C05.116.099.708.479 Hiperostose Cortical Congênita .
C05.116.540 Hiperostose .
C05.116.540.400 Hiperostose Cortical Congênita .
C05.116.540.600 Hiperostose Esternocostoclavicular .
C05.799 Doenças Reumáticas .
C05.799.440 Hiperostose Esternocostoclavicular .
C07 Doenças Estomatognáticas .
C07.793 Odontopatias .
C07.793.422 Hipercementose .
C11 Oftalmopatias .
C11.744 Erros de Refração .
C11.744.479 Hiperopia .
C16 Doenças e Anormalidades Congênitas, Hereditárias e Neonatais .
C16.614 Doenças do Recém-Nascido .
C16.614.465 Hiperostose Cortical Congênita .
C17 Doenças da Pele e do Tecido Conjuntivo .
C17.300 Doenças do Tecido Conjuntivo .
C17.300.775 Doenças Reumáticas .
C17.300.775.440 Hiperostose Esternocostoclavicular .
C17.800 Dermatopatias .
C17.800.329 Doenças do Cabelo .
C17.800.329.875 Hipertricose .
C17.800.946 Doenças das Glândulas Sudoríparas .
C17.800.946.350 Hiperidrose .
C23 Condições Patológicas, Sinais e Sintomas .
C23.888 Sinais e Sintomas .
C23.888.852 Sinais e Sintomas Respiratórios .
C23.888.852.567 Hiperóxia .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Hiperostose .
Hipertrofia Óssea .
O aumento da massa óssea por unidade de volume. .
1.00
29672
 
Hiperidrose .
Sudorese excessiva. No tipo localizado, os sítios mais frequentes são as palmas, solas, axilas, pregas inguinais e a área perineal. Acredita-se que a causa principal seja emocional. A hiperidrose generalizada pode ser induzida por um ambiente úmido, quente, por febre ou por exercício vigoroso. .
0.71
1182698
 
Hypericum .
Hipérico .
Hypericum connatum .
Orelha-de-Gato .
Hypericum laxiusculum .
Alecrim-Bravo .
Hypericum teretiusculum .
Arruda-de-São-Paulo .
Arruda-do-Campo .
Hypericum perforatum .
Milfurada .
Erva-de-São-João .
Erva de São João .
Gênero de plantas perenes, da família CLUSIACEAE (às vezes classificada como Hypericaceae). Preparações herbais e homeopáticas são usadas para depressão, neuralgia e uma variedade de outras afecções. Contém FLAVONOIDES, GLICOSÍDEOS, mucilagem, TANINOS e ÓLEOS ESSENCIAIS. .
0.66
331985
 
Hiperopia .
Hipermetropia .
O erro de refração no qual os raios de luz que entram no olho paralelos ao eixo óptico são postos em um foco atrás da retina, como resultado de o globo ocular ser demasiado curto da frente para trás. Símbolo: H. Chamado também "farsightedness" (porque o ponto próximo fica mais distante do que na emetropia com uma igual amplitude de acomodação. (Dorland, 28a ed) .
0.66
1052867
 
Hiperóxia .
Aumento anormal na quantidade de oxigênio nos tecidos e órgãos. .
0.65
243077
 
Hipercementose .
Alteração regressiva dos dentes caracterizada por desenvolvimento excessivo de cemento secundário na superfície dentária.; Pode ocorrer em qualquer parte da raiz, mas os dois terços apicais são mais comumente afetados. (Dorland, 28a ed) .
0.63
1679
 
Hiperostose Cortical Congênita .
Hiperostose Cortical Infantil .
Síndrome de Caffey-De Toni-Silvermann .
Doença de lactentes jovens caracterizada por intumescências de tecidos moles sobre os ossos afetados, febres e irritabilidade e marcada por períodos de remissão e exacerbação. (Dorland, 28a ed) .
0.62
19449
 
Hiperostose Esternocostoclavicular .
Transtorno ou síndrome reumatológica benigna, rara caracterizada por hiperostose e ossificação de tecido mole entre as clavículas e a parte anterior das costelas superioras. É frequentemente associada com o transtorno dermatológico pustulose palmoplantar, particularmente no Japão. O diagnóstico cuidadoso é requerido para distingui-la da artrite psoriática, OSTEÍTE DEFORMANTE e outras doenças. A espondilite da pustulose palmoplantar é uma das causas possíveis. Há evidência de que a infecção óssea poder ser também uma origem. A imagem do osso é especialmente útil no diagnóstico. Foi descrita originariamente por Sonozaki em 1974. .
0.62
2115
 
Hipertricose .
Crescimento excessivo de pelo em locais inadequados, como nas extremidades, cabeça e costas. É causada por fatores genéticos ou adquiridos, e é um processo independente de androgênios. Este conceito não inclui HIRSUTISMO, que significa excesso de pelo em MULHERES e CRIANÇAS, dependente de androgênios. .
0.62
491180