serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

C05 Doenças Musculoesqueléticas .
C05.651 Doenças Musculares .
C05.651.594 Miosite .
C10 Doenças do Sistema Nervoso .
C10.597 Manifestações Neurológicas .
C10.597.690 Distúrbios Pupilares .
C10.597.690.362 Miose .
C10.668 Doenças Neuromusculares .
C10.668.491 Doenças Musculares .
C10.668.491.562 Miosite .
C11 Oftalmopatias .
C11.710 Distúrbios Pupilares .
C11.710.528 Miose .
C23 Condições Patológicas, Sinais e Sintomas .
C23.888 Sinais e Sintomas .
C23.888.592 Manifestações Neurológicas .
C23.888.592.708 Distúrbios Pupilares .
C23.888.592.708.362 Miose .
D05 Substâncias Macromoleculares .
D05.750 Polímeros .
D05.750.078 Biopolímeros .
D05.750.078.730 Proteínas dos Microfilamentos .
D05.750.078.730.475 Miosinas .
D08 Enzimas e Coenzimas .
D08.811 Enzimas .
D08.811.277 Hidrolases .
D08.811.277.040 Hidrolases Anidrido Ácido .
D08.811.277.040.025 Adenosina Trifosfatases .
D08.811.277.040.025.193 Proteínas Motores Moleculares .
D08.811.277.040.025.193.750 Miosinas .
D08.811.277.450 Glicosídeo Hidrolases .
D08.811.277.450.483 Hexosaminidases .
D08.811.277.450.483.180 beta-N-Acetil-Hexosaminidases .
D08.811.348 Isoenzimas .
D08.811.682 Oxirredutases .
D08.811.682.047 Oxirredutases do Álcool .
D08.811.682.047.551 Lactato Desidrogenases .
D08.811.682.047.551.400 L-Lactato Desidrogenase .
D08.811.682.047.820 Álcool Oxidorredutases Dependentes de NAD(+) e NADP(+) .
D08.811.682.047.820.493 L-Lactato Desidrogenase .
D08.811.913 Transferases .
D08.811.913.696 Fosfotransferases .
D08.811.913.696.640 Fosfotransferases (Aceptor do Grupo Nitrogenado) .
D08.811.913.696.640.150 Creatina Quinase .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.776 Proteínas .
D12.776.210 Proteínas Contráteis .
D12.776.210.500 Proteínas Musculares .
D12.776.210.500.600 Miosinas .
D12.776.220 Proteínas do Citoesqueleto .
D12.776.220.525 Proteínas dos Microfilamentos .
D12.776.220.525.475 Miosinas .
D12.776.800 Isoformas de Proteínas .
D12.776.800.300 Isoenzimas .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Miosinas .
Miosina ATPase .
Miosina .
ADENOSINATRIFOSFATASE DA ACTOMIOSINA .
ADENOSINATRIFOSTATASE DA MIOSINA .
ACTOMIOSINA ATPASE .
ISOENZIMAS DA MIOSINA .
ISOZIMAS DA MIOSINA .
Superfamília diversificada de proteínas que atuam como proteínas de translocação. Compartilham a característica comum de serem capazes de se ligar a ACTINAS e hidrolisar o MgATP. Geralmente, as miosinas consistem em cadeias pesadas envolvidas na locomoção e cadeias leves envolvidas na regulação. Há três domínios inseridos na estrutura na cadeia pesada da miosina: cabeça, pescoço e cauda. A região da cabeça da cadeia pesada contém o domínio de ligação à actina e o domínio MgATPase, que provê energia para locomoção. A região do pescoço está envolvida na união das cadeias leves. A região da cauda possui o ponto de ancoragem que retém a posição da cadeia pesada. A superfamília das miosinas é organizada em classes estruturais baseadas no tipo e arranjo das subunidades que elas contêm. .
1.00
 
Isoenzimas .
Isozimas .
Formas estruturalmente relacionadas de uma enzima. Cada isoenzima tem o mesmo mecanismo e classificação, mas difere nas características químicas, físicas ou imunológicas. .
0.71
 
Creatina Quinase .
Creatina Fosfoquinase .
Creatinoquinase .
ISOENZIMAS DA CREATINA QUINASE .
ISOZIMAS DA CREATINA QUINASE .
Transferase que catalisa a formação de FOSFOCREATINA a partir de ATP + CREATINA. A reação armazena energia do ATP na forma de fosfocreatina. Três ISOENZIMAS citoplasmáticas foram identificadas em tecidos humanos: os tipos MM (de MÚSCULO ESQUELÉTICO), MB (de miocárdio) e BB (de tecido nervoso), bem como uma isoenzima mitocondrial. O termo macro creatina quinase refere-se à creatina quinase complexada com outras proteínas séricas. .
0.56
 
L-Lactato Desidrogenase .
Lactato Desidrogenase .
ISOENZIMAS DA DESIDROGENASE LÁTICA .
ISOZIMAS DA DESIDROGENASE LÁTICA .
Enzima tetramérica que junto com a coenzima NAD+, catalisa a interconversão de lactato e piruvato. Em vertebrados, há genes para três subunidades diferentes (LDH-A, LDH-B e LDH-C). .
0.52
 
Miosite .
Miopatia Inflamatória .
Miosite Focal .
Miosite Infecciosa .
Inflamação de um músculo ou tecido muscular. .
0.48
 
Miose .
Miose Pupilar .
Constrição pupilar. Pode resultar da ausência congênita do músculo pupilar dilatador, enervação simpática deficiente ou irritação da CONJUNTIVA ou CÓRNEA. .
0.47
 
beta-N-Acetil-Hexosaminidases .
beta-N-Acetilhexosaminidases .
beta-N-Acetil-Hexosaminidase .
beta-Hexosaminidase .
ISOENZIMAS DE HEXOSAMINIDASES .
ISOZIMAS DE HEXOSAMINIDASES .
Hexosaminidase específica para resíduos de N-acetil-D-hexosamina não redutores em N-acetil-beta-D-hexosaminídeos. Agem nos GLUCOSÍDEOS, GALACTOSÍDEOS, e vários OLIGOSSACARÍDEOS. Duas isoenzimas de beta-N-acetilhexoaminidase específicas de mamíferos são chamadas de HEXOSAMINIDASE A e HEXOSAMINIDASE B. A deficiência da isoenzima tipo A causa a DOENÇA DE TAY-SACHS, enquanto que a deficiência de ambas as isoenzimas A e B causam a DOENÇA DE SANDHOFF. A enzima também tem sido usada como marcador tumoral para distinguir entre doença maligna e benigna. .
0.46