serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

C05 Doenças Musculoesqueléticas .
C05.651 Doenças Musculares .
C05.651.594 Miosite .
C10 Doenças do Sistema Nervoso .
C10.597 Manifestações Neurológicas .
C10.597.690 Distúrbios Pupilares .
C10.597.690.362 Miose .
C10.668 Doenças Neuromusculares .
C10.668.491 Doenças Musculares .
C10.668.491.562 Miosite .
C11 Oftalmopatias .
C11.710 Distúrbios Pupilares .
C11.710.528 Miose .
C23 Condições Patológicas, Sinais e Sintomas .
C23.888 Sinais e Sintomas .
C23.888.592 Manifestações Neurológicas .
C23.888.592.708 Distúrbios Pupilares .
C23.888.592.708.362 Miose .
D05 Substâncias Macromoleculares .
D05.750 Polímeros .
D05.750.078 Biopolímeros .
D05.750.078.730 Proteínas dos Microfilamentos .
D05.750.078.730.475 Miosinas .
D08 Enzimas e Coenzimas .
D08.811 Enzimas .
D08.811.277 Hidrolases .
D08.811.277.040 Hidrolases Anidrido Ácido .
D08.811.277.040.013 Proteínas AAA .
D08.811.277.040.013.500 ATPases Associadas a Diversas Atividades Celulares .
D08.811.277.040.013.500.063 Dineínas .
D08.811.277.040.025 Adenosina Trifosfatases .
D08.811.277.040.025.024 ATPases Associadas a Diversas Atividades Celulares .
D08.811.277.040.025.024.063 Dineínas .
D08.811.277.040.025.193 Proteínas Motores Moleculares .
D08.811.277.040.025.193.249 Dineínas .
D08.811.277.040.025.193.750 Miosinas .
D08.811.913 Transferases .
D08.811.913.696 Fosfotransferases .
D08.811.913.696.620 Fosfotransferases (Aceptor do Grupo Álcool) .
D08.811.913.696.620.682 Proteínas Quinases .
D08.811.913.696.620.682.700 Proteínas Serina-Treonina Quinases .
D08.811.913.696.620.682.700.125 Proteínas Quinases Dependentes de Cálcio-Calmodulina .
D08.811.913.696.620.682.700.125.500 Quinase de Cadeia Leve de Miosina .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.644 Peptídeos .
D12.644.360 Peptídeos e Proteínas de Sinalização Intracelular .
D12.644.360.100 Proteínas Quinases Dependentes de Cálcio-Calmodulina .
D12.644.360.100.500 Quinase de Cadeia Leve de Miosina .
D12.776 Proteínas .
D12.776.157 Proteínas de Transporte .
D12.776.157.025 Proteínas AAA .
D12.776.157.025.750 ATPases Associadas a Diversas Atividades Celulares .
D12.776.157.025.750.063 Dineínas .
D12.776.210 Proteínas Contráteis .
D12.776.210.500 Proteínas Musculares .
D12.776.210.500.600 Miosinas .
D12.776.220 Proteínas do Citoesqueleto .
D12.776.220.525 Proteínas dos Microfilamentos .
D12.776.220.525.475 Miosinas .
D12.776.220.600 Proteínas dos Microtúbulos .
D12.776.220.600.200 Dineínas .
D12.776.476 Peptídeos e Proteínas de Sinalização Intracelular .
D12.776.476.100 Proteínas Quinases Dependentes de Cálcio-Calmodulina .
D12.776.476.100.500 Quinase de Cadeia Leve de Miosina .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Miosinas .
Miosina ATPase .
Miosina .
ADENOSINATRIFOSFATASE DA ACTOMIOSINA .
ADENOSINATRIFOSTATASE DA MIOSINA .
ACTOMIOSINA ATPASE .
ISOENZIMAS DA MIOSINA .
ISOZIMAS DA MIOSINA .
Superfamília diversificada de proteínas que atuam como proteínas de translocação. Compartilham a característica comum de serem capazes de se ligar a ACTINAS e hidrolisar o MgATP. Geralmente, as miosinas consistem em cadeias pesadas envolvidas na locomoção e cadeias leves envolvidas na regulação. Há três domínios inseridos na estrutura na cadeia pesada da miosina: cabeça, pescoço e cauda. A região da cabeça da cadeia pesada contém o domínio de ligação à actina e o domínio MgATPase, que provê energia para locomoção. A região do pescoço está envolvida na união das cadeias leves. A região da cauda possui o ponto de ancoragem que retém a posição da cadeia pesada. A superfamília das miosinas é organizada em classes estruturais baseadas no tipo e arranjo das subunidades que elas contêm. .
1.00
 
Adenosina Trifosfatases .
Adenosinatrifosfatase .
ATPases .
ATPase .
Grupo de enzimas que catalisa a hidrólise de ATP. A reação de hidrólise é geralmente acoplada com outra função, como transporte de Ca(2+) através de uma membrana. Estas enzimas podem ser dependentes de Ca(2+), Mg(2+), ânions, H+ ou DNA. .
0.71
 
Miosite .
Miopatia Inflamatória .
Miosite Focal .
Miosite Infecciosa .
Inflamação de um músculo ou tecido muscular. .
0.54
 
Miose .
Miose Pupilar .
Constrição pupilar. Pode resultar da ausência congênita do músculo pupilar dilatador, enervação simpática deficiente ou irritação da CONJUNTIVA ou CÓRNEA. .
0.53
 
Dineínas .
Dineína Adenosina Trifosfatase .
Dineína .
Dineína ATPase .
Dineína Adenosinetrifosfatase .
Família de proteínas motoras do citoesquelético que usam a energia da hidrólise do ATP, gerada pelo anel de AAA ATPASES na cadeia pesada da dineína para desempenhar uma variedade de funções celulares. As dineínas são divididas em duas classes principais com base em critérios estruturais e funcionais. .
0.52
 
Quinase de Cadeia Leve de Miosina .
Miosina Quinase .
Quinase da Miosina de Cadeia Leve .
Enzima que fosforila as cadeias leves da miosina na presença de ATP originando fosfato de miosina de cadeia leve e ADP, e requer cálcio e calmodulina. A cadeia leve de 20-kD é fosforilada mais rapidamente do que qualquer outro aceptor, mas as cadeias leves de outras miosinas e da própria miosina podem agir como aceptores. A enzima exerce um papel central na regulação da contração da musculatura lisa. .
0.52