serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

A08 Sistema Nervoso .
A08.800 Sistema Nervoso Periférico .
A08.800.050 Sistema Nervoso Autônomo .
A08.800.050.050 Vias Autônomas .
A08.800.050.050.800 Nervos Esplâncnicos .
A08.800.050.800 Sistema Nervoso Simpático .
A08.800.050.800.800 Nervos Esplâncnicos .
A08.800.800 Nervos Periféricos .
A08.800.800.060 Vias Autônomas .
A08.800.800.060.800 Nervos Esplâncnicos .
A08.800.800.120 Nervos Cranianos .
A08.800.800.120.060 Nervo Acessório .
A08.800.800.720 Nervos Espinhais .
A08.800.800.720.725 Raízes Nervosas Espinhais .
C10 Doenças do Sistema Nervoso .
C10.292 Doenças dos Nervos Cranianos .
C10.292.175 Doenças do Nervo Acessório .
C10.668 Doenças Neuromusculares .
C10.668.829 Doenças do Sistema Nervoso Periférico .
C10.668.829.800 Polineuropatias .
C10.668.829.800.750 Polirradiculoneuropatia .
C10.668.829.800.750.700 Polirradiculopatia .
E02 Terapêutica .
E02.319 Tratamento Farmacológico .
E02.319.267 Vias de Administração de Medicamentos .
E02.319.267.510 Infusões Parenterais .
E02.319.267.510.794 Infusão Espinal .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Nervos Espinhais .
Nervos Raquidianos .
Os 31 pares de nervos periféricos formados pela união das raizes espinhais dorsal e ventral de cada segmento da medula espinhal. Os plexos nervosos espinhais e as raizes espinhais também estão incluídos nesta definição. .
1.00
364819
 
Raízes Nervosas Espinhais .
Raízes Dorsais .
Raízes Espinhais .
Raízes Ventrais .
Feixes pareados das FIBRAS NERVOSAS que penetram e partem de cada segmento da MEDULA ESPINAL. As raízes nervosas ventrais e dorsais unem-se para formar os nervos espinais mistos dos segmentos. As raízes dorsais são geralmente aferentes, formadas pelas projeções centrais das células sensitivas dos gânglios espinais (raiz dorsal), enquanto que as raízes ventrais são eferentes, compreendendo os axônios dos neurônios motores espinhais e FIBRAS AUTÔNOMAS PRÉ-GANGLIONARES. .
0.77
529664
 
Nervo Acessório .
XI Nervo Craniano .
XI Par Craniano .
Nervo Craniano XI .
Décimo Primeiro Nervo Craniano .
Nervo Acessório Espinal .
Nervo Acessório Espinhal .
Décimo primeiro nervo craniano que se origina dos NEURÔNIOS no BULBO e na MEDULA CERVICAL. Possui uma raiz craniana, que se une ao NERVO VAGO (X craniano) e envia fibras motoras para os músculos da LARINGE, e uma raiz espinhal, que envia fibras motoras para os músculos do TRAPÉZIO e os músculos esternocleidomastóideos. .
0.63
21839
 
Nervos Esplâncnicos .
Os principais nervos que suprem a inervação simpática abdominal. Os nervos esplâncnicos maior, menor e imo são formados pelas fibras pré-ganglionares provenientes da medula espinhal que passam através dos gânglios paravertebrais e então chegam aos gânglios e plexos celíacos. Os nervos esplâncnicos lombares transportam fibras que passam através dos gânglios paravertebrais e chegam aos gânglios mesentérico e hipogástrico. .
0.58
72168
 
Polirradiculopatia .
Polirradiculite .
Síndrome da Cauda Equina .
Polirradiculopatia Abdominal .
Doença ou lesão envolvendo múltiplas RAÍZES NERVOSAS ESPINHAIS. A polirradiculopatia se refere à inflamação de raizes nervosas espinhais múltiplas. .
0.55
222009
 
Doenças do Nervo Acessório .
Doenças do XI Nervo Craniano .
Doenças do XI Par Craniano .
Doença do Décimo Primeiro Nervo Craniano .
Doença do Décimo Primeiro Par Craniano .
Doenças do Décimo Primeiro Par Craniano .
Doenças do Nervo Acessório Espinal .
Doenças do Nervo Acessório Espinhal .
Doenças do décimo-primeiro nervo craniano (acessório espinal). Este nervo se origina dos neurônios motores na medula inferior (porção acessória do nervo) e medula espinal superior (porção espinal do nervo). Os dois componentes do nervo se juntam e deixam o crânio através do forame jugular, enervando os músculos esternocleideomastóideo e trapézio, que se tornam fracos ou paralisados se o nervo for lesado. O nervo é comumente envolvido na DOENÇA DO NEURÔNIO MOTOR e pode ser lesado por trauma do triângulo posterior do pescoço. .
0.54
392
 
Infusão Espinal .
Infusão Espinhal .
Infusões Espinais .
Infusões Espinhais .
Administração de medicação por inserção de uma agulha finíssima ou um cateter na coluna espinhal ou na cavidade epidural. .
0.52
0115