serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

A08 Sistema Nervoso .
A08.637 Neuroglia .
A08.637.800 Células de Schwann .
A08.637.800.500 Bainha de Mielina .
A08.637.800.500.550 Neurilema .
A08.675 Neurônios .
A08.675.542 Fibras Nervosas .
A08.675.542.512 Fibras Nervosas Mielinizadas .
A08.675.542.512.560 Bainha de Mielina .
A08.675.542.512.560.550 Neurilema .
A08.800 Sistema Nervoso Periférico .
A08.800.800 Nervos Periféricos .
A08.800.800.690 Células de Schwann .
A08.800.800.690.500 Bainha de Mielina .
A08.800.800.690.500.550 Neurilema .
A10 Tecidos .
A10.755 Tecido Nervoso .
A10.755.503 Bainha de Mielina .
A10.755.503.550 Neurilema .
A11 Células .
A11.650 Neuroglia .
A11.650.800 Células de Schwann .
A11.650.800.500 Bainha de Mielina .
A11.650.800.500.550 Neurilema .
A11.671 Neurônios .
A11.671.501 Fibras Nervosas .
A11.671.501.512 Fibras Nervosas Mielinizadas .
A11.671.501.512.560 Bainha de Mielina .
A11.671.501.512.560.550 Neurilema .
C02 Viroses .
C02.256 Infecções por Vírus de DNA .
C02.256.466 Infecções por Herpesviridae .
C02.256.466.650 Doença de Marek .
C02.928 Infecções Tumorais por Vírus .
C02.928.489 Doença de Marek .
C04 Neoplasias .
C04.557 Neoplasias por Tipo Histológico .
C04.557.580 Neoplasias de Tecido Nervoso .
C04.557.580.600 Neoplasias da Bainha Neural .
C04.557.580.600.610 Neuroma .
C15 Doenças Sanguíneas e Linfáticas .
C15.604 Doenças Linfáticas .
C15.604.515 Transtornos Linfoproliferativos .
C15.604.515.700 Doença de Marek .
C20 Doenças do Sistema Imune .
C20.683 Transtornos Imunoproliferativos .
C20.683.515 Transtornos Linfoproliferativos .
C20.683.515.840 Doença de Marek .
C22 Doenças dos Animais .
C22.131 Doenças das Aves .
C22.131.546 Doença de Marek .
D08 Enzimas e Coenzimas .
D08.811 Enzimas .
D08.811.399 Isomerases .
D08.811.399.325 cis-trans-Isomerases .
D08.811.399.325.500 Peptidilprolil Isomerase .
D08.811.399.325.500.400 Imunofilinas .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.776 Proteínas .
D12.776.395 Glicoproteínas .
D12.776.395.550 Glicoproteínas de Membrana .
D12.776.395.550.200 Moléculas de Adesão Celular .
D12.776.395.550.200.250 Moléculas de Adesão Celular Neuronais .
D12.776.395.550.200.250.150 Moléculas de Adesão Celular Neurônio-Glia .
D12.776.395.550.200.250.150.050 Molécula de Adesão de Leucócito Ativado .
D12.776.543 Proteínas de Membrana .
D12.776.543.550 Glicoproteínas de Membrana .
D12.776.543.550.200 Moléculas de Adesão Celular .
D12.776.543.550.200.250 Moléculas de Adesão Celular Neuronais .
D12.776.543.550.200.250.150 Moléculas de Adesão Celular Neurônio-Glia .
D12.776.543.550.200.250.150.050 Molécula de Adesão de Leucócito Ativado .
D12.776.543.750 Receptores de Superfície Celular .
D12.776.543.750.590 Neuropilinas .
D12.776.543.750.705 Receptores Imunológicos .
D12.776.543.750.705.400 Imunofilinas .
D12.776.827 Receptores de Droga .
D12.776.827.275 Imunofilinas .
D12.776.860 Escleroproteínas .
D12.776.860.300 Proteínas da Matriz Extracelular .
D12.776.860.300.030 Molécula de Adesão de Leucócito Ativado .
D23 Fatores Biológicos .
D23.050 Antígenos .
D23.050.301 Antígenos de Superfície .
D23.050.301.350 Moléculas de Adesão Celular .
D23.050.301.350.250 Moléculas de Adesão Celular Neuronais .
D23.050.301.350.250.150 Moléculas de Adesão Celular Neurônio-Glia .
D23.050.301.350.250.150.050 Molécula de Adesão de Leucócito Ativado .
E03 Anestesia e Analgesia .
E03.155 Anestesia .
E03.155.086 Anestesia por Condução .
E03.155.086.711 Bloqueio Nervoso .
E04 Procedimentos Cirúrgicos Operatórios .
E04.525 Procedimentos Neurocirúrgicos .
E04.525.210 Denervação .
E04.525.210.550 Bloqueio Nervoso .
F03 Transtornos Mentais .
F03.080 Transtornos de Ansiedade .
F03.080.550 Transtornos Neuróticos .
F03.650 Transtornos Neuróticos .
H02 Ocupações em Saúde .
H02.403 Medicina .
H02.403.600 Neurologia .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Molécula de Adesão de Leucócito Ativado .
Antígenos CD166 .
ALCAM .
Ligante de CD6 .
KG-CAM .
Neurolina .
Antígeno BEN .
DM-GRASP .
Proteína SC1 .
Molécula de adesão celular expressa em leucócitos ativados, fibroblastos e neurônios. É um ligante para CD6. As interações ALCAM-CD6 podem desempenhar um papel na ligação de células T e B para leucócitos ativados. .
1.00
0266
 
Bloqueio Nervoso .
Neurólise .
Interrupção da CONDUÇÃO NERVOSA pelos nervos periféricos ou pelos troncos nervosos por meio de injeção local de substâncias anestésicas (ex.: LIDOCAÍNA, FENOL, TOXINAS BOTULÍNICAS) para controlar ou tratar a dor. .
0.83
41115609
 
Neurilema .
Neurolema .
Camada citoplasmática mais externa das CÉLULAS DE SCHWANN que cobrem as FIBRAS NERVOSAS. .
0.74
1350
 
Transtornos Neuróticos .
Neurose .
Psiconeurose .
Transtornos cujos sintomas trazem sofrimento para o indivíduo e são reconhecidos por ele como sendo inaceitáveis. As relações sociais podem ser imensamente afetadas, mas geralmente permanecem dentro de limites aceitáveis. O transtorno é relativamente duradouro e recorrente se não for tratado. .
0.73
31412085
 
Neuroma .
Tumor que cresce de um nervo ou é constituído principalmente de células nervosas e fibras nervosas. Muitas lesões antigamente chamadas neuromas atualmente recebem nomes mais específicos, tais como ganglioneuroma, neurilemoma ou neurofibroma. (Dorland, 28a ed) .
0.73
672255
 
Neurologia .
Especialidade médica que se ocupa do estudo das estruturas, funções e doenças do sistema nervoso. .
0.72
96114186
 
Neuropilinas .
Neuropilina .
Neuropilinas são receptores de superfície celular de 140 KDa (presentes nos vertebrados) que se ligam às moléculas sinalizadoras neuronais durante o desenvolvimento neural, crescimento axonal e modula a angiogênese mediada por VEGF. A NEUROPILINA-1 e NEUROPILINA-2 diferem em suas especificidades de ligação e são distribuídas complementarmente em regiões do desenvolvimento do sistema nervoso. As neuropilinas são receptores para as SEMAFORINAS CLASSE 3 secretadas, bem como, para os fatores de crescimento das células vasculares endoteliais e podem formar hetero ou homodímeros. Também podem interagir sinergicamente com plexinas e com RECEPTORES DE VEGF para formar os complexos de receptores com afinidades e especificidades distintas. A especificidade de ligação da neuropilina é determinada por CUB e por domínios semelhantes aos fatores de coagulação na porção extracelular da molécula, enquanto que, o domínio MAM é essencial para a TRANSDUÇÃO DE SINAL. .
0.72
0188
 
Doença de Marek .
Paralisia Aviária .
Neurolinfomatose .
Paralisia das Aves Domésticas .
Doença viral transmissível de aves, causada por herpesvirus 2 aviária (HERPESVIRUS 2 GALINÁCEO) e outros MARDIVIRUS. Há uma infiltração celular linfoide ou formação de tumor linfomatoso nos nervos periféricos e nas gônadas, mas também pode haver envolvimento de órgãos viscerais, pele, músculo e olho. .
0.72
51671
 
Imunofilinas .
Neurofilinas .
Membros de uma família de proteínas altamente conservadas que são todas PEPTIDILPROLIL ISOMERASE cis-trans. Ligam-se aos fármacos imunossupressores CICLOSPORINA, TACROLIMUS e SIROLIMUS. Possuem atividade de rotamase, que é inibida pelos fármacos imunossupressores que se ligam a elas. .
0.70
0591