serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

C04 Neoplasias .
C04.557 Neoplasias por Tipo Histológico .
C04.557.580 Neoplasias de Tecido Nervoso .
C04.557.580.600 Neoplasias da Bainha Neural .
C04.557.580.600.610 Neuroma .
D06 Hormônios, Substitutos de Hormônios e Antagonistas de Hormônios .
D06.472 Hormônios .
D06.472.699 Hormônios Peptídicos .
D06.472.699.592 Peptídeo PHI .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.644 Peptídeos .
D12.644.400 Neuropeptídeos .
D12.644.400.500 Neuropeptídeo Y .
D12.644.400.610 Peptídeo PHI .
D12.644.548 Hormônios Peptídicos .
D12.644.548.592 Peptídeo PHI .
D12.776 Proteínas .
D12.776.543 Proteínas de Membrana .
D12.776.543.750 Receptores de Superfície Celular .
D12.776.543.750.720 Receptores de Neurotransmissores .
D12.776.543.750.720.600 Receptores de Neuropeptídeos .
D12.776.543.750.750 Receptores de Peptídeos .
D12.776.543.750.750.555 Receptores de Neuropeptídeos .
D12.776.631 Proteínas do Tecido Nervoso .
D12.776.631.650 Neuropeptídeos .
D12.776.631.650.500 Neuropeptídeo Y .
D12.776.631.650.610 Peptídeo PHI .
D27 Ações Químicas e Utilizações .
D27.505 Ações Farmacológicas .
D27.505.696 Efeitos Fisiológicos de Drogas .
D27.505.696.277 Depressores do Sistema Nervoso Central .
D27.505.696.277.950 Tranquilizantes .
D27.505.696.277.950.040 Antipsicóticos .
D27.505.954 Usos Terapêuticos .
D27.505.954.427 Fármacos do Sistema Nervoso Central .
D27.505.954.427.210 Depressores do Sistema Nervoso Central .
D27.505.954.427.210.950 Tranquilizantes .
D27.505.954.427.210.950.040 Antipsicóticos .
D27.505.954.427.700 Psicotrópicos .
D27.505.954.427.700.872 Tranquilizantes .
D27.505.954.427.700.872.331 Antipsicóticos .
F03 Transtornos Mentais .
F03.080 Transtornos de Ansiedade .
F03.080.550 Transtornos Neuróticos .
F03.650 Transtornos Neuróticos .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Neuropeptídeos .
NEUROPEPTÍDIOS .
Peptídeos liberados por NEURÔNIOS como mensageiros intracelulares. Muitos neuropeptídeos também são hormônios liberados por células não neuronais. .
0.66
 
Receptores de Neuropeptídeos .
RECEPTORES DE NEUROPEPTÍDIOS .
Receptores de superfície celular que se ligam especificamente a neuropeptídeos específicos com alta afinidade e desencadeiam alterações intracelulares influenciando o comportamento celular. Muitos neuropeptídeos também são hormônios fora do sistema nervoso. .
0.52
 
Neuropeptídeo Y .
Peptídeo Imunorreativo Similar ao Neuropeptídeo Y .
NEUROPEPTÍDIO Y .
PEPTÍDIO IMUNOREATIVO SIMILAR AO NEUROPEPTÍDIO Y .
PEPTÍDIO IMUNOREATIVO SEMELHANTE AO NEUROPEPTÍDIO Y .
Peptídeo de 36 aminoácidos presente em diversos órgãos e neurônios noradrenérgicos simpáticos. Tem atividade vasoconstritora e natridiurética, regula o fluxo sanguíneo local, a secreção glandular e atividade do músculo liso. O peptídeo também estimula o comportamento de ingestão de líquidos e sólidos e influencia a secreção de hormônios pituitários. .
0.48
 
Antipsicóticos .
Agentes Antipsicóticos .
Drogas Antipsicóticas .
Medicamentos Antipsicóticos .
Neurolépticos .
Tranquilizantes Maiores .
Efeito Antipsicótico .
Antipsicótico .
Antipsicóticos Fenotiazínicos .
Tranquilizantes de Fenotiazina .
Antipsicóticos Butirofenônicos .
Tranquilizantes Butirofenônicos .
Fármacos que controlam o comportamento psicótico agitado, aliviam os estados psicóticos agudos, reduzem os sintomas psicóticos, e exercem um efeito tranquilizador. São usados na ESQUIZOFRENIA, demência senil, psicose passageira após cirurgia ou INFARTO DO MIOCÁRDIO, etc. Embora estes fármacos sejam frequentemente chamados neurolépticos (com alusão à tendência para produzir efeitos neurológicos colaterais) é pouco provável que todos os antipsicóticos produzam esse tipo de efeito. Muitos destes fármacos também podem ser eficazes contra náusea, êmese e prurido. .
0.42
 
Peptídeo PHI .
Neuropeptídeo PHI 27 .
Peptídeo Histidina-Isoleucina .
Peptídeo de Histidina e Isoleucina .
Peptídeo PHM .
PEPTÍDIO PHI .
NEUROPEPTÍDIO PHI 27 .
PEPTÍDIO HISTIDINA-ISOLEUCINA .
PEPTÍDIO PHM .
Peptídeo de 27 aminoácidos com histidina na porção amino-terminal e isoleucina amida na porção carboxi-terminal. A composição exata de aminoácidos do peptídeo é dependente da espécie. O peptídeo é secretado no intestino, mas é encontrado no sistema nervoso, vários órgãos e na maioria dos tecidos periféricos. Possui uma ampla variedade de efeitos biológicos, afetando os sistemas nervoso, cardiovascular, gastrointestinal e respiratório. .
0.42
 
Transtornos Neuróticos .
Neurose .
Psiconeurose .
Transtornos cujos sintomas trazem sofrimento para o indivíduo e são reconhecidos por ele como sendo inaceitáveis. As relações sociais podem ser imensamente afetadas, mas geralmente permanecem dentro de limites aceitáveis. O transtorno é relativamente duradouro e recorrente se não for tratado. .
0.42
 
Neuroma .
Tumor que cresce de um nervo ou é constituído principalmente de células nervosas e fibras nervosas. Muitas lesões antigamente chamadas neuromas atualmente recebem nomes mais específicos, tais como ganglioneuroma, neurilemoma ou neurofibroma. (Dorland, 28a ed) .
0.42