serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

B01 Eucariotos .
B01.650 Plantas .
B01.650.940 Viridiplantae .
B01.650.940.800 Estreptófitas .
B01.650.940.800.575 Embriófitas .
B01.650.940.800.575.912 Traqueófitas .
B01.650.940.800.575.912.250 Magnoliopsida .
B01.650.940.800.575.912.250.859 Rosanae .
B01.650.940.800.575.912.250.859.937 Rosales .
B01.650.940.800.575.912.250.859.937.500 Rosaceae .
B01.650.940.800.575.912.250.859.937.500.699 Pyrus .
C01 Infecções Bacterianas e Micoses .
C01.252 Infecções Bacterianas .
C01.252.400 Infecções por Bactérias Gram-Negativas .
C01.252.400.143 Infecções por Bordetella .
C01.252.400.143.740 Coqueluche .
C01.539 Infecção .
C01.539.739 Infecções Respiratórias .
C01.539.739.969 Coqueluche .
C08 Doenças Respiratórias .
C08.730 Infecções Respiratórias .
C08.730.969 Coqueluche .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.644 Peptídeos .
D12.644.115 Charibdotoxina .
D12.776 Proteínas .
D12.776.157 Proteínas de Transporte .
D12.776.157.464 Proteínas Associadas a Gotículas Lipídicas .
D12.776.157.464.500 Perilipinas .
D12.776.157.464.500.750 Perilipina-2 .
D12.776.157.635 Peroxinas .
D12.776.157.635.500 Fator 2 da Biogênese de Peroxissomos .
D12.776.543 Proteínas de Membrana .
D12.776.543.689 Fator 2 da Biogênese de Peroxissomos .
D20 Misturas Complexas .
D20.888 Peçonhas .
D20.888.065 Venenos de Artrópodes .
D20.888.065.830 Venenos de Escorpião .
D20.888.065.830.150 Charibdotoxina .
D23 Fatores Biológicos .
D23.946 Toxinas Biológicas .
D23.946.833 Peçonhas .
D23.946.833.065 Venenos de Artrópodes .
D23.946.833.065.830 Venenos de Escorpião .
D23.946.833.065.830.150 Charibdotoxina .
J01 Tecnologia, Indústria e Agricultura .
J01.897 Tecnologia .
J01.897.280 Tecnologia Educacional .
J01.897.280.500 Recursos Audiovisuais .
J01.897.280.500.668 Dispositivos de Armazenamento Óptico .
J01.897.280.500.668.800 Gravação de Videodisco .
J01.897.280.500.668.800.250 Discos Compactos .
J01.897.280.500.668.800.250.100 CD-Interativo .
J01.897.280.500.898 Televisão .
J01.897.280.500.898.800 Gravação de Videodisco .
J01.897.280.500.898.800.250 Discos Compactos .
J01.897.280.500.898.800.250.100 CD-Interativo .
L01 Ciência da Informação .
L01.178 Meios de Comunicação .
L01.178.590 Meios de Comunicação de Massa .
L01.178.590.875 Televisão .
L01.178.590.875.800 Gravação de Videodisco .
L01.178.590.875.800.250 Discos Compactos .
L01.178.590.875.800.250.100 CD-Interativo .
L01.178.820 Materiais de Ensino .
L01.178.820.090 Recursos Audiovisuais .
L01.178.820.090.668 Dispositivos de Armazenamento Óptico .
L01.178.820.090.668.800 Gravação de Videodisco .
L01.178.820.090.668.800.250 Discos Compactos .
L01.178.820.090.668.800.250.100 CD-Interativo .
L01.178.820.090.898 Televisão .
L01.178.820.090.898.800 Gravação de Videodisco .
L01.178.820.090.898.800.250 Discos Compactos .
L01.178.820.090.898.800.250.100 CD-Interativo .
L01.224 Metodologias Computacionais .
L01.224.230 Sistemas de Computação .
L01.224.230.260 Computadores .
L01.224.230.260.115 Periféricos de Computador .
L01.224.230.260.115.475 Dispositivos de Armazenamento em Computador .
L01.224.230.260.115.475.600 Dispositivos de Armazenamento Óptico .
L01.224.230.260.115.475.600.325 Discos Compactos .
L01.224.230.260.115.475.600.325.500 CD-Interativo .
L01.280 Processos de Cópia .
L01.280.960 Gravação em Vídeo .
L01.280.960.800 Gravação de Videodisco .
L01.280.960.800.250 Discos Compactos .
L01.280.960.800.250.100 CD-Interativo .
N04 Administração de Serviços de Saúde .
N04.590 Administração dos Cuidados ao Paciente .
N04.590.233 Assistência Integral à Saúde .
N04.590.233.624 Planejamento de Assistência ao Paciente .
N04.590.233.624.625 Procedimentos Clínicos .
N04.590.275 Procedimentos Clínicos .
SP4 Saúde Ambiental .
SP4.011 Ciência .
SP4.011.127 Ciências Sociais .
SP4.011.127.418 Organização e Administração .
SP4.011.127.418.709 Procedimentos Clínicos .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Procedimentos Clínicos .
Procedimento Clínico .
Procedimento Crítico .
Procedimentos Críticos .
Trajetória Clínica .
Trajetórias Clínicas .
Trajetória Crítica .
Trajetórias Críticas .
Rota Crítica .
Método do Caminho Crítico .
Vias Clínicas .
Vias Críticas .
Caminho Crítico .
PERT 20746 .
Program Evaluation and Review Technique .
Técnica de Avaliação e Revisão de Programas .
Técnica de Avaliação e Revisão de Projetos .
Programas de procedimentos médicos e de enfermagem, incluindo testes diagnósticos, medicações e consultas designadas a efetuar um programa eficiente, coordenado de tratamento. (Tradução livre do original: Mosby's Medical, Nursing & Allied Health Dictionary, 4th ed) .
1.00
 
Charibdotoxina .
ChTX 20757 .
Peptídeo com 37 aminoácidos isolado do escorpião Leiurus quinquestriatus hebraeus. É uma neurotoxina que inibe canais de potássio ativados pelo cálcio. .
0.39
 
CD-Interativo .
CD-I 20763 .
Disco Compacto Interativo .
Sistema de armazenamento de disco óptico usado em aparelhos leitores especializados que combinam as funções de computador e leitor de CD em uma caixa autossuficiente, projetados para serem conectados a um conjunto de televisão e estéreo caseiro para reprodução de vídeo e sons. O aparelho leitor é controlado com uma unidade remota de mão que se assemelha a um controle remoto de televisão. .
0.38
 
Fator 2 da Biogênese de Peroxissomos .
Fator 2 da Biogênese do Peroxissomo .
PMP35 .
Peroxina-2 .
Proteína 35 de Membrana de Peroxissomo .
Fator de Montagem 1 do Peroxissomo .
Proteína de múltiplas passagens pela membrana que contém um domínio RING finger C-terminal. Localiza-se na membrana do PEROXISSOMO e é essencial para a biogênese de peroxissomos.Mutações no gene PEX2 estão associadas com SÍNDROME DE ZELLWEGER e DOENÇA DE REFSUM INFANTIL. .
0.33
 
Coqueluche .
Tosse Comprida .
Tosse Convulsa .
Pertússis .
PERTOSSE .
Infecção respiratória causada pela BORDETELLA PERTUSSIS e caracterizada por tosse paroxística que termina numa inspiração prolongada e estridente (tosse comprida). .
0.33
 
Pyrus .
Pereira .
Peras .
Gênero de plantas (família ROSACEAE) conhecido por suas frutas comestíveis. .
0.32
 
Perilipina-2 .
Adipofilina .
Proteína ADRP .
Proteína Perilipina 2 .
Proteína PLIN2 .
Proteína Relacionada à Diferenciação Adiposa .
Perilipina expressa por muitos tipos celulares diferentes. Liga-se a ÁCIDOS GRAXOS e COLESTEROL, estabiliza os TRIGLICERÍDEOS e se localiza tanto na superfície quanto no corpo hidrofóbico das GOTÍCULAS LIPÍDICAS quanto no RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO dos MACRÓFAGOS. Também desempenha papel central na biogênese das gotículas lipídicas e das CÉLULAS ESPUMOSAS e é altamente expresso por macrófagos nas lesões ateroscleróticas nas artérias humanas junto com os marcadores inflamatórios TNF-alfa, receptor MCP-1 (ver RECEPTORES CCR2) e IL-6. .
0.31