serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

D02 Compostos Orgânicos .
D02.455 Hidrocarbonetos .
D02.455.849 Terpenos .
D02.455.849.575 Monoterpenos .
D02.455.849.575.812 Piretrinas .
D03 Compostos Heterocíclicos .
D03.066 Ácidos Heterocíclicos .
D03.066.399 Ácidos Isonipecóticos .
D03.066.399.650 Pirinitramida .
D03.383 Compostos Heterocíclicos com 1 Anel .
D03.383.621 Piperidinas .
D03.383.621.349 Ácidos Isonipecóticos .
D03.383.621.349.700 Pirinitramida .
D03.383.725 Piridinas .
D03.383.725.050 Aminopiridinas .
D03.383.725.050.805 Pirilamina .
D03.383.725.676 Picolinas .
D03.383.725.676.925 Vitamina B 6 .
D03.383.725.676.925.875 Piridoxina .
D03.383.725.791 Piridonas .
D03.383.725.812 Piritioxina .
D03.383.742 Pirimidinas .
D03.383.742.675 Pirimetamina .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.776 Proteínas .
D12.776.220 Proteínas do Citoesqueleto .
D12.776.220.909 Pirina .
D12.776.934 Proteínas com Motivo Tripartido .
D12.776.934.750 Pirina .
G02 Fenômenos Químicos .
G02.111 Fenômenos Bioquímicos .
G02.111.570 Estrutura Molecular .
G02.111.570.820 Conformação Molecular .
G02.111.570.820.709 Conformação Proteica .
G02.111.570.820.709.275 Elementos Estruturais de Proteínas .
G02.111.570.820.709.275.750 Domínios Proteicos .
G02.111.570.820.709.275.750.500 Domínios e Motivos de Interação entre Proteínas .
G02.111.570.820.709.275.750.500.395 Superfamília de Domínios de Morte .
G02.111.570.820.709.275.750.500.395.875 Domínio Pirina .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Pirina .
Marenostrina .
Proteína da Febre do Mediterrâneo .
Proteína da Febre Familiar do Mediterrâneo .
Proteína da Febre Mediterrânea .
Proteína de Febre do Mediterrâneo .
Proteína de Febre Familiar do Mediterrâneo .
Proteína de Febre Mediterrânea .
Proteína MEFV .
Proteína TRIM20 .
Proteína de motivo tripartido que consiste de um domínio pirina N-terminal, uma região central de espiral espiralada e DEDOS DE ZINCO do tipo B-box, e regiões C-terminais que medeiam a homotrimerização e as interações com outras proteínas (o domínio B30.2/SPRY). É expresso primeiramente por GRANULÓCITOS maduros e se associa com o citoesqueleto na área perinuclear, bem como os AUTOFAGOSSOMOS, onde coordena o arranjo de PROTEÍNAS RELACIONADAS A AUTOFAGIA e a degradação de componentes de INFLAMASSOMOS. Atua na IMUNIDADE INATA e na INFLAMAÇÃO. Mutações no gene da proteína pirina (MEFV) estão associadas com FEBRE FAMILIAR DO MEDITERRÂNEO. .
1.00
1763
 
Piridinas .
Compostos com anel aromático de 6 membros contendo NITROGÊNIO. A versão saturada são as PIPERIDINAS. .
0.75
5047228
 
Pirilamina .
Mepiramina .
Piranisamina .
Antagonista do receptor H1 da histamina. Tem propriedades hipnóticas leves e alguma ação anestésica local, e é usado para alergias (incluindo erupções da pele), tanto parenteral quanto localmente. É um ingrediente comum de remédios para resfriado. .
0.72
51723
 
Piritioxina .
Dipiridoxolildissulfeto .
Piridoxinadissulfato .
Piritinol .
PIRITOXINA .
Agente neurotrópico que reduz a permeabilidade da barreira hematoencefálica ao fosfato. Não tem atividade de vitamina B6. .
0.70
3237
 
Piridonas .
Piridinonas .
Derivados da piridina com um ou mais grupos cetona no anel. .
0.70
146739
 
Piretrinas .
Piretroide .
Piretroides .
Constituinte inseticida ativo das flores CHRYSANTHEMUM CINERARIIFOLIUM. A piretrina I é o éster piretolônico do ácido crisantemomonocarboxílico e a piretrina II é o éster piretolônico monometílico do ácido crisantemodicarboxílico. .
0.70
1496961
 
Piridoxina .
Forma 4-metanol da VITAMINA B 6 convertida em FOSFATO DE PIRIDOXAL que é uma coenzima para a síntese de aminoácidos, neurotransmissores (serotonina, norepinefrina), esfingolipídeos e ácido aminolevulínico. Embora a piridoxina e a vitamina B 6 ainda sejam usadas como sinônimo, especialmente por pesquisadores médicos, essa prática é errônea e, algumas vezes, enganosa. (Tradução livre do original: EE Snell; Ann NY Acad Sci, vol 585 pg 1, 1990). .
0.69
736284
 
Pirimetamina .
Um dos ANTAGONISTAS DO ÁCIDO FÓLICO, utilizado como antimalárico ou com uma sulfonamida para tratar toxoplasmose. .
0.69
944143
 
Domínio Pirina .
Domínio DAPIN .
Domínio PAAD-DAPIN-PIRINA .
Domínio PADD .
Domínio PYD .
Domínio de interação proteica da superfamília do domínio de morte. É caracterizada por um eixo de 6 hélices semelhante aos que ocorrem em RECEPTORES DE MORTE CELULAR. Os domínios de pirina estão presentes em uma variedade de proteínas, especialmente aquelas que atuam em INFLAMASSOMOS, na AUTOFAGIA e na APOPTOSE. Formam homodímeros ou heterodímeros com proteínas do domínio de morte, facilitando o arranjamento de complexos de sinalização. .
0.69
06
 
Pirinitramida .
Piritramida .
Difenilpropilamina com intensa atividade narcótica e analgésica de longa duração. É um derivado da MEPERIDINA com atividade e uso semelhantes. .
0.69
1248