serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

B01 Eucariotos .
B01.650 Plantas .
B01.650.940 Viridiplantae .
B01.650.940.800 Estreptófitas .
B01.650.940.800.575 Embriófitas .
B01.650.940.800.575.912 Traqueófitas .
B01.650.940.800.575.912.250 Magnoliopsida .
B01.650.940.800.575.912.250.401 Fabaceae .
B01.650.940.800.575.912.250.401.012 Abrus .
D03 Compostos Heterocíclicos .
D03.066 Ácidos Heterocíclicos .
D03.066.399 Ácidos Isonipecóticos .
D03.066.399.650 Pirinitramida .
D03.383 Compostos Heterocíclicos com 1 Anel .
D03.383.621 Piperidinas .
D03.383.621.349 Ácidos Isonipecóticos .
D03.383.621.349.700 Pirinitramida .
D03.383.725 Piridinas .
D03.383.725.676 Picolinas .
D03.383.725.676.925 Vitamina B 6 .
D03.383.725.676.925.875 Piridoxina .
D03.383.725.762 Compostos de Piridínio .
D03.383.725.762.760 Piritiamina .
D03.383.725.812 Piritioxina .
D03.383.742 Pirimidinas .
D03.383.742.715 Piritiamina .
D08 Enzimas e Coenzimas .
D08.811 Enzimas .
D08.811.913 Transferases .
D08.811.913.696 Fosfotransferases .
D08.811.913.696.620 Fosfotransferases (Aceptor do Grupo Álcool) .
D08.811.913.696.620.685 Piridoxal Quinase .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.776 Proteínas .
D12.776.220 Proteínas do Citoesqueleto .
D12.776.220.909 Pirina .
D12.776.934 Proteínas com Motivo Tripartido .
D12.776.934.750 Pirina .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Piritioxina .
Dipiridoxolildissulfeto .
Piridoxinadissulfato .
Piritinol .
PIRITOXINA .
Agente neurotrópico que reduz a permeabilidade da barreira hematoencefálica ao fosfato. Não tem atividade de vitamina B6. .
1.00
 
Piridoxina .
Forma 4-metanol da VITAMINA B 6 convertida em FOSFATO DE PIRIDOXAL que é uma coenzima para a síntese de aminoácidos, neurotransmissores (serotonina, norepinefrina), esfingolipídeos e ácido aminolevulínico. Embora a piridoxina e a vitamina B 6 ainda sejam usadas como sinônimo, especialmente por pesquisadores médicos, essa prática é errônea e, algumas vezes, enganosa. (Tradução livre do original: EE Snell; Ann NY Acad Sci, vol 585 pg 1, 1990). .
0.69
 
Piritiamina .
Heterovitamina B 1 .
Neopiritiamina .
Antagonista de tiamina devido à sua inibição da pirofosforilação da tiamina. É usado para produzir deficiência de tiamina. .
0.66
 
Pirina .
Marenostrina .
Proteína da Febre do Mediterrâneo .
Proteína da Febre Familiar do Mediterrâneo .
Proteína da Febre Mediterrânea .
Proteína de Febre do Mediterrâneo .
Proteína de Febre Familiar do Mediterrâneo .
Proteína de Febre Mediterrânea .
Proteína MEFV .
Proteína TRIM20 .
Proteína de motivo tripartido que consiste de um domínio pirina N-terminal, uma região central de espiral espiralada e DEDOS DE ZINCO do tipo B-box, e regiões C-terminais que medeiam a homotrimerização e as interações com outras proteínas (o domínio B30.2/SPRY). É expresso primeiramente por GRANULÓCITOS maduros e se associa com o citoesqueleto na área perinuclear, bem como os AUTOFAGOSSOMOS, onde coordena o arranjo de PROTEÍNAS RELACIONADAS A AUTOFAGIA e a degradação de componentes de INFLAMASSOMOS. Atua na IMUNIDADE INATA e na INFLAMAÇÃO. Mutações no gene da proteína pirina (MEFV) estão associadas com FEBRE FAMILIAR DO MEDITERRÂNEO. .
0.66
 
Pirinitramida .
Piritramida .
Difenilpropilamina com intensa atividade narcótica e analgésica de longa duração. É um derivado da MEPERIDINA com atividade e uso semelhantes. .
0.56
 
Piridinas .
Compostos com anel aromático de 6 membros contendo NITROGÊNIO. A versão saturada são as PIPERIDINAS. .
0.55
 
Piridoxal Quinase .
Piridoxamina Quinase .
Piridoxina Quinase .
PIRODOXAL QUINASE .
Enzima que catalisa reversivelmente a fosforilação do piridoxal na presença de ATP, com a formação de piridoxal 5-fosfato e ADP. Piridoxina, piridoxamina e vários derivados também podem agir como aceptores. EC 2.7.1.35. .
0.55
 
Abrus .
Alcaçuz-da-América .
Açacumirim .
Cipó-de-Alcaçuz .
Feijão-Vermelho .
Feijão-Carumbé .
Fruta-de-Conta .
Ervilha do Rosário .
Jequirity .
Jequiriti .
Jiquiriti .
Juqueriti .
Olho-de-Cabra .
Olho-de-Pombo .
Piriquitá .
Piriquiti .
Tento .
Tento-Miúdo .
Tento-Pequeno .
Gênero de planta da família FABACEAE cujos membros contêm o composto altamente tóxico ABRINA. .
0.55