serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

B01 Eucariotos .
B01.043 Alveolados .
B01.043.075 Apicomplexa .
B01.043.075.600 Piroplásmios .
B01.043.075.600.580 Piroplasmida .
B01.043.075.600.580.070 Babesia .
B01.300 Fungos .
B01.300.665 Neocallimastigomycota .
B01.300.665.600 Neocallimastigales .
B01.300.665.600.675 Piromyces .
B01.650 Plantas .
B01.650.940 Viridiplantae .
B01.650.940.800 Estreptófitas .
B01.650.940.800.575 Embriófitas .
B01.650.940.800.575.912 Traqueófitas .
B01.650.940.800.575.912.250 Magnoliopsida .
B01.650.940.800.575.912.250.341 Ericales .
B01.650.940.800.575.912.250.341.937 Ericaceae .
B01.650.940.800.575.912.250.341.937.437 Pyrola .
C03 Doenças Parasitárias .
C03.701 Doenças Parasitárias em Animais .
C03.701.688 Infecções Protozoárias em Animais .
C03.701.688.122 Babesiose .
C03.752 Infecções por Protozoários .
C03.752.625 Infecções Protozoárias em Animais .
C03.752.625.122 Babesiose .
C03.752.875 Doenças Transmitidas por Carrapatos .
C03.752.875.175 Babesiose .
C11 Oftalmopatias .
C11.675 Doenças Orbitárias .
C11.675.349 Exoftalmia .
C22 Doenças dos Animais .
C22.674 Doenças Parasitárias em Animais .
C22.674.710 Infecções Protozoárias em Animais .
C22.674.710.122 Babesiose .
C23 Condições Patológicas, Sinais e Sintomas .
C23.888 Sinais e Sintomas .
C23.888.821 Sinais e Sintomas Digestórios .
C23.888.821.525 Azia 4913 .
D03 Compostos Heterocíclicos .
D03.383 Compostos Heterocíclicos com 1 Anel .
D03.383.663 Piranos .
D03.383.663.718 Pironas .
D03.633 Compostos Heterocíclicos de Anéis Fundidos .
D03.633.300 Compostos Heterocíclicos com 3 Anéis .
D03.633.300.953 Xantenos .
D03.633.300.953.570 Pironina .
G04 Fenômenos Fisiológicos Celulares .
G04.146 Morte Celular .
G04.146.160 Apoptose .
G04.146.160.530 Piroptose .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Piroptose .
Tipo de morte celular programada associada com infecção por patógenos intracelulares. É caracterizada pela formação de inflamassomos, por ativação de caspase 1 e por inflamação mediada por citocinas. .
1.00
 
Azia 4913 .
Pirose .
Dor subesternal ou sensação de ardência, normalmente associada com regurgitação de suco gástrico no esôfago. .
0.76
631829
 
Babesiose .
Babesíase .
Piroplasmose .
Infecção por Babesia .
Grupo de doenças de mamíferos transmitida por carrapatos que incluem ZOONOSES em humanos. São causadas por protozoários do gênero BABESIA que parasitam os eritrócitos, causando hemólise. Nos EUA, o hospedeiro natural do organismo é o camundongo e a transmissão é pelo carrapato dos cervos IXODES SCAPULARIS. .
0.65
 
Pyrola .
Pírola .
Gênero de plantas da família PYROLACEAE. O nome vulgar pírola é mais frequentemente usado para GAULTHERIA. .
0.65
031
 
Pironas .
Cetopiranos. .
0.63
63656
 
Babesia .
Piroplasma .
Gênero de protozoários parasitas, transportados por carrapatos, que infesta hemácias de mamíferos, incluindo humanos. Há diversas espécies reconhecidas e sua distribuição é mundial. .
0.61
772472
 
Pironina .
Corante de xanteno usado como tintura bacteriana e biológica. Sinônimos: Pironina, Pironina G, Pironina Y. Uso também para a Pironina B. que é um dietil ao invés de dimetilamino-. .
0.60
0210
 
Piroplásmios .
Piroplasmia .
Subclasse de protozoários parasitas heterogêneos que geralmente são transmitidos por carrapatos. Seus organismos são em forma de bastão ou ameboides e não apresentam conoide, oocistos, esporos ou pseudocistos. Locomoção ocorre pela flexão do corpo, por deslizamento ou, em fases sexuadas, por grandes organelas do tipo axopódio. .
0.59
05
 
Exoftalmia .
Proptose .
Protrusão anormal de ambos os olhos; pode ser causada por mau funcionamento das glândulas endócrinas, doenças malignas, lesões ou paralisia dos músculos extrínsecos do olho. .
0.58
1544687
 
Piromyces .
Piromonas .
Gênero de fungos da família Neocallimasticaceae, ordem NEOCALLIMASTICALES, que contêm zoósporos uniflagelados. .
0.58
049