serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

A18 Estruturas Vegetais .
A18.024 Componentes Aéreos da Planta .
A18.024.875 Brotos de Planta .
A18.024.875.875 Meristema .
A18.024.937 Caules de Planta .
A18.024.937.500 Meristema .
A18.400 Raízes de Plantas .
A18.400.500 Meristema .
B01 Eucariotos .
B01.050 Animais .
B01.050.150 Cordados .
B01.050.150.900 Vertebrados .
B01.050.150.900.649 Mamíferos .
B01.050.150.900.649.313 Eutérios .
B01.050.150.900.649.313.992 Roedores .
B01.050.150.900.649.313.992.635 Muridae .
B01.050.150.900.649.313.992.635.300 Gerbillinae .
D02 Compostos Orgânicos .
D02.033 Álcoois .
D02.033.455 Glicóis .
D02.033.455.250 Etilenoglicóis .
D02.033.455.250.700 Polietilenoglicóis .
D02.033.455.250.700.682 Poloxâmero .
D05 Substâncias Macromoleculares .
D05.750 Polímeros .
D05.750.741 Polietilenoglicóis .
D05.750.741.667 Poloxâmero .
D08 Enzimas e Coenzimas .
D08.811 Enzimas .
D08.811.913 Transferases .
D08.811.913.696 Fosfotransferases .
D08.811.913.696.620 Fosfotransferases (Aceptor do Grupo Álcool) .
D08.811.913.696.620.682 Proteínas Quinases .
D08.811.913.696.620.682.725 Proteínas Tirosina Quinases .
D08.811.913.696.620.682.725.400 Receptores Proteína Tirosina Quinases .
D08.811.913.696.620.682.725.400.003 c-Mer Tirosina Quinase .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.776 Proteínas .
D12.776.395 Glicoproteínas .
D12.776.395.550 Glicoproteínas de Membrana .
D12.776.395.550.530 Laminina .
D12.776.543 Proteínas de Membrana .
D12.776.543.550 Glicoproteínas de Membrana .
D12.776.543.550.500 Laminina .
D12.776.543.750 Receptores de Superfície Celular .
D12.776.543.750.630 Receptores Proteína Tirosina Quinases .
D12.776.543.750.630.003 c-Mer Tirosina Quinase .
D12.776.624 Proteínas de Neoplasias .
D12.776.624.664 Proteínas Oncogênicas .
D12.776.624.664.700 Proteínas Proto-Oncogênicas .
D12.776.624.664.700.037 c-Mer Tirosina Quinase .
D12.776.860 Escleroproteínas .
D12.776.860.300 Proteínas da Matriz Extracelular .
D12.776.860.300.675 Laminina .
D25 Materiais Biomédicos e Odontológicos .
D25.720 Polímeros .
D25.720.741 Polietilenoglicóis .
D25.720.741.667 Poloxâmero .
G05 Fenômenos Genéticos .
G05.728 Recombinação Genética .
G05.728.615 Recombinação Homóloga .
G05.728.615.475 Conversão Gênica .
G07 Fenômenos Fisiológicos .
G07.203 Alimentos, Dieta e Nutrição .
G07.203.300 Alimentos .
G07.203.300.590 Refeições .
G07.203.300.590.780 Lanches .
J01 Tecnologia, Indústria e Agricultura .
J01.637 Manufaturas .
J01.637.051 Materiais Biomédicos e Odontológicos .
J01.637.051.720 Polímeros .
J01.637.051.720.741 Polietilenoglicóis .
J01.637.051.720.741.667 Poloxâmero .
J02 Alimentos e Bebidas .
J02.500 Alimentos .
J02.500.590 Refeições .
J02.500.590.780 Lanches .
SP4 Saúde Ambiental .
SP4.011 Ciência .
SP4.011.097 Química .
SP4.011.097.102 Polímeros .
SP4.021 Abastecimento de Água .
SP4.021.202 Purificação da Água .
SP4.021.202.133 Operações Unitárias .
SP4.021.202.133.689 Coagulação (Tratamento da Água) .
SP4.021.202.133.689.460 Polímeros .
Z01 Localizações Geográficas .
Z01.542 Europa (Continente) .
Z01.542.248 Europa Oriental .
Z01.542.248.679 Polônia .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Laminina .
Merosina .
Glicoproteína grande, não colagenosa com propriedades antigênicas. Localiza-se na lamina lucida da membrana basal e atua como ligadora de células epiteliais à membrana basal. Evidências sugerem que a proteína desempenha um papel na invasão tumoral. .
0.64
9513687
 
Polímeros .
Compostos formados pela combinação de unidades menores, geralmente repetitivas, unidas por ligações covalentes. Estes compostos frequentemente formam grandes macromoléculas (p.ex., BIOPOLÍMEROS, PLÁSTICOS). .
0.60
33773029
 
Polônia .
Polacos .
Poloneses .
República da Polônia .
República Popular da Polônia .
País no centro da Europa, a leste da Alemanha. Sua capital é Varsóvia. .
0.52
2441718
 
Poloxâmero .
Poloxâmeros .
Copolímero bloqueador não iônico de polioxietileno-polioxipropileno com a fórmula geral HO(C2H4O)a(-C3H6O)b(C2H4O)aH. Está disponível em diferentes graduações que variam de líquidos a sólidos. É utilizado como agente emulsificante, agente solubilizante, surfactante e agente umectante para antibióticos. O poloxâmero também é utilizado como unguento, bases supositórias e como aglutinante ou revestimento de comprimidos. (Tradução livre do original: Martindale The Extra Pharmacopoeia, 31st ed) .
0.50
62454
 
Conversão Gênica .
Recombinação Polar .
Polaron .
Segregação assimétrica de genes durante a replicação, que leva à produção de fitas recombinantes não recíprocas e à conversão aparente de um alelo em outro. Assim, p.ex., os produtos meióticos de um indivíduo Aa podem ser AAAa ou aaaA em vez de AAaa, ou seja, o alelo A foi convertido no alelo a ou vice-versa. .
0.50
62375
 
c-Mer Tirosina Quinase .
MERTK .
Proto-Oncogene Tirosina Quinase c-Mer .
Receptor tirosina quinase que transduz sinais da MATRIZ EXTRACELULAR para o CITOPLASMA por meio da ligação de ligantes como a GALECTINA 3. Regula muitos processos fisiológicos que incluem sobrevivência, migração, diferenciação e FAGOCITOSE de células apoptóticas e FOTORRECEPTORES ROD no EPITÉLIO PIGMENTADO DA RETINA. Mutações no gene MERTK estão associados com a ARETINITE PIGMENTOSA do tipo 38. Também desempenha papel crítico como inibidor da sinalização de RECEPTORES TOLL-LIKE. .
0.49
0355
 
Gerbillinae .
Ratos-da-Areia .
Gerbilos .
Meriones .
Psammomys .
Camundongos-do-Deserto .
Subfamília de Muridae que compreende diversos gêneros, incluindo Gerbillus, Rhombomys, Tatera, Meriones e Psammomys. .
0.48
489782
 
Lanches .
Merendas .
Petisco .
Hora do Lanche .
Hora da Merenda .
Comida ingerida entre as REFEIÇÕES. .
0.48
24796
 
Meristema .
Extremidade da Raiz .
Meristemas .
Grupo de células vegetais que são capazes de se dividir infinitamente, e cuja função principal é a produção de novo crescimento na extremidade crescente de uma raiz ou caule. .
0.47
203432