serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

B01 Eucariotos .
B01.650 Plantas .
B01.650.940 Viridiplantae .
B01.650.940.800 Estreptófitas .
B01.650.940.800.575 Embriófitas .
B01.650.940.800.575.912 Traqueófitas .
B01.650.940.800.575.912.250 Magnoliopsida .
B01.650.940.800.575.912.250.831 Proteaceae .
D08 Enzimas e Coenzimas .
D08.811 Enzimas .
D08.811.277 Hidrolases .
D08.811.277.656 Peptídeo Hidrolases .
D08.811.739 Recombinases .
D08.811.739.650 Recombinases Rec A .
D08.811.913 Transferases .
D08.811.913.696 Fosfotransferases .
D08.811.913.696.445 Nucleotidiltransferases .
D08.811.913.696.445.692 Recombinases Rec A .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.776 Proteínas .
D12.776.097 Proteínas de Bactérias .
D12.776.097.820 Proteína Estafilocócica A .
D12.776.256 Proteínas na Dieta .
D12.776.543 Proteínas de Membrana .
D12.776.543.620 Proteínas da Mielina .
D12.776.543.620.738 Proteínas Nogo .
D12.776.631 Proteínas do Tecido Nervoso .
D12.776.631.580 Proteínas da Mielina .
D12.776.631.580.738 Proteínas Nogo .
D23 Fatores Biológicos .
D23.050 Antígenos .
D23.050.161 Antígenos de Bactérias .
D23.050.161.821 Proteína Estafilocócica A .
E07 Equipamentos e Provisões .
E07.695 Próteses e Implantes .
G07 Fenômenos Fisiológicos .
G07.203 Alimentos, Dieta e Nutrição .
G07.203.300 Alimentos .
G07.203.300.428 Proteínas na Dieta .
J02 Alimentos e Bebidas .
J02.500 Alimentos .
J02.500.428 Proteínas na Dieta .
SP6 Nutrição em Saúde Pública .
SP6.006 Dieta .
SP6.006.017 Macronutrientes .
SP6.006.017.018 Proteínas na Dieta .
VS2 Vigilância Sanitária de Produtos .
VS2.006 Controle e Fiscalização de Equipamentos e Provisões .
VS2.006.002 Equipamentos e Provisões Hospitalares .
VS2.006.002.010 Próteses e Implantes .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Proteaceae .
Grevillea .
Grevílea .
Prótea .
Proteáceas .
Família de planta da ordem Proteales, subclasse Rosidae, classe Magnoliopsida. Raízes pivotantes e feixes de radículas semelhantes aos do equisseto formados em consequência do solo fraco são comuns nesta família. .
0.63
3195
 
Proteína Estafilocócica A .
Proteína A .
Proteína presente na parede celular de muitas linhagens de Staphylococcus aureus. A proteína liga-se seletivamente à região Fc da IMUNOGLOBULINA G humana normal e derivada de mieloma. Ela induz a atividade de anticorpo e pode causar reações de hipersensibilidade devido à liberação de histamina; também tem sido utilizada como marcador de antígeno de superfície celular e na avaliação clínica da função do linfócito B. .
0.55
234372
 
Peptídeo Hidrolases .
Enzimas Proteolíticas .
Peptidases .
Proteinases .
Proteases .
Protease .
PEPTÍDIO HIDROLASES .
Hidrolases que especificamente clivam as ligações peptídicas encontradas em PROTEÍNAS e PEPTÍDEOS. Exemplos de subclasses deste grupo são as EXOPEPTIDASES e ENDOPEPTIDASES. .
0.54
21528511
 
Proteínas Nogo .
Proteína Nogo .
Proteína Reticulon-4 .
Proteína NI-35 .
Inibidor do Crescimento de Neuritos 35-350 .
Proteína Nogo-66 .
NI-35-250 .
Proteína Nogo-A .
Proteína NI-220 .
Proteína NI-250 .
Proteína Nogo-B .
Proteína Reticulon 4-B .
Proteína Nogo-C .
Proteínas mielínicas expressas em três isoformas: Nogo-A, Nogo-B e Nogo-C. Elas compartilham um domínio de homologia a reticulon (RHD) C-terminal que consiste de dois domínios hidrofóbicos de membrana adjacentes a uma região hidrofílica de 66 aminoácidos (Nogo-66). Uma região transmembrana longa permite conformações que abrem um vão na membrana inteira ou se arranjam em uma conformação em grampo de cabelo. A Nogo inibe o crescimento dos NEURITOS e modula a rede nervosa e a restrição da PLASTICIDADE NEURONAL no SISTEMA NERVOSO CENTRAL. Também regula a fasciculação do neurito, sua ramificação e extensão no desenvolvimento do sistema nervoso. .
0.54
0684
 
Proteínas na Dieta .
Proteínas Alimentares .
Proteínas dos Alimentos .
Proteínas obtidas de alimentos. São a principal fonte dos AMINOÁCIDOS ESSÊNCIAIS. .
0.51
43533696
 
Recombinases Rec A .
Proteína Rec A .
RecA Proteína .
Família de recombinases identificadas inicialmente em BACTÉRIAS. Catalisam a troca de fitas de DNA dirigida por ATP durante a RECOMBINAÇÃO GENÉTICA. O produto da reação consiste em um duplex e uma alça de fita simples deslocada, que tem a forma da letra D, razão pela qual é denominada estrutura em alça D. .
0.44
73396
 
Próteses e Implantes .
Implantes Artificiais .
Prótese .
Substitutos artificiais para partes do corpo, e materiais inseridos em tecidos para propósitos funcionais, cosméticos ou terapêuticos. As próteses podem ser funcionais, como no caso de braços e pernas artificiais, ou cosméticas, como no caso de um olho artificial. Os implantes, todos cirurgicamente inseridos ou enxertados no corpo, tendem a ser utilizados terapeuticamente. IMPLANTES EXPERIMENTAIS estão disponíveis para aqueles usados experimentalmente. .
0.44
150338517