serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

B01 Eucariotos .
B01.650 Plantas .
B01.650.940 Viridiplantae .
B01.650.940.800 Estreptófitas .
B01.650.940.800.575 Embriófitas .
B01.650.940.800.575.912 Traqueófitas .
B01.650.940.800.575.912.250 Magnoliopsida .
B01.650.940.800.575.912.250.831 Proteaceae .
C07 Doenças Estomatognáticas .
C07.465 Doenças da Boca .
C07.465.910 Doenças da Língua .
C07.465.910.708 Língua Fissurada .
D02 Compostos Orgânicos .
D02.455 Hidrocarbonetos .
D02.455.426 Hidrocarbonetos Cíclicos .
D02.455.426.559 Hidrocarbonetos Aromáticos .
D02.455.426.559.847 Hidrocarbonetos Aromáticos Policíclicos .
D02.455.426.559.847.562 Naftacenos .
D02.455.426.559.847.562.050 Antraciclinas .
D02.455.426.559.847.562.050.650 Plicamicina .
D04 Compostos Policíclicos .
D04.615 Hidrocarbonetos Aromáticos Policíclicos .
D04.615.562 Naftacenos .
D04.615.562.050 Antraciclinas .
D04.615.562.050.650 Plicamicina .
D08 Enzimas e Coenzimas .
D08.811 Enzimas .
D08.811.277 Hidrolases .
D08.811.277.656 Peptídeo Hidrolases .
D09 Carboidratos .
D09.408 Glicosídeos .
D09.408.051 Aminoglicosídeos .
D09.408.051.059 Antraciclinas .
D09.408.051.059.650 Plicamicina .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.776 Proteínas .
D12.776.157 Proteínas de Transporte .
D12.776.157.464 Proteínas Associadas a Gotículas Lipídicas .
D12.776.157.464.500 Perilipinas .
D12.776.157.464.500.500 Perilipina-1 .
D12.776.157.464.500.750 Perilipina-2 .
D12.776.157.464.500.875 Perilipina-3 .
D12.776.157.464.500.906 Perilipina-4 .
D12.776.157.464.500.937 Perilipina-5 .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Perilipina-1 .
Perilipina .
Perilipina A .
Perilipina B .
Proteína PERI .
Proteína Perilipina .
Proteína Perilipina A .
Proteína Perilipina B .
Proteína Plin .
Proteína de gotículas lipídicas expressa principalmente por ADIPÓCITOS de TECIDO ADIPOSO BRANCO e do TECIDO ADIPOSO MARROM. Colocaliza-se com MACRÓFAGOS e CÉLULAS ESPUMOSAS de lesões ateroscleróticas e estabiliza as GOTÍCULAS LIPÍDICAS por meio da inibição da atividade da ESTEROL ESTERASE. Também pode proteger os TRIGLICERÍDEOS da hidrólise dentro da MEMBRANA PLASMÁTICA e modulam, assim, a atividade da colesterol ester hidrolase (ver ESTEROL ESTERASE). .
0.72
0454
 
Perilipinas .
Proteínas PAT .
Proteínas Perilipina-Adipofilina-TIP47 .
Proteínas Perilipinas .
Proteínas PLIN .
Família de proteínas associadas a gotículas lipídicas de vertebrados e insetos. Consistem de um domínio PAT N terminal conservado (uma região em alfa hélice de aproximadamente 110 aminoácidos), uma região repetitiva de hendecâmeros e regiões hidrofóbicas de ligação a lipídeos ou feixes de 4 hélices perto de suas regiões C terminais. Perilipinas localizam-se transiente ou constitutivamente em GOTÍCULAS LIPÍDICAS nos ADIPÓCITOS e CÉLULAS ESPUMOSAS, especialmente em regiões adjacentes à MEMBRANA PLASMÁTICA e ao RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO. São críticas para a síntese e homeostase de gotículas lipídicas, bem como para a regulação do metabolismo de lipídeos. Variações genéticas nas perilipinas têm sido associadas com ATEROSCLEROSE, OBESIDADE e DIABETES MELLITUS. .
0.70
19
 
Perilipina-3 .
Perilipina 3 .
Proteína 1 de Ligação ao Receptor de Manose 6-Fosfato .
Proteína de Ligação ao Receptor de Manose 6-Fosfato de 47kDa .
Proteína de 47 kDa de Ligação ao MPR .
Proteína de 47kDa de Ligação ao Receptor de Manose 6-Fosfato .
Proteína de Ligação ao MPR de 47 kDa .
Proteína Perilipina 3 .
Proteína Placentária 17 .
Proteína PLIN3 .
Proteína TIP de 47 kDa .
Proteína TIP47 .
Proteína TIP47 de Seleção de Carga .
Perilipina que se localiza em GOTÍCULAS LIPÍDICAS, CITOPLASMA, ENDOSSOMOS e MEMBRANA PLASMÁTICA, especialmente em MACRÓFAGOS. Age como um transportador de ácidos graxos soltos às gotículas lipídicas promovendo, assim, sua biogênese e crescimento. Também é necessária no transporte do RECEPTOR DE MANOSE-6-FOSFATO (ver RECEPTOR IGF TIPO 2) dos endossomos até a REDE TRANS-GOLGI. Sua estrutura consiste de quatro feixes em hélice que interagem com a superfície hidrofóbica lipídica das gotículas. .
0.66
0122
 
Perilipina-4 .
Perilipina 4 .
Proteína Perilipina 4 .
Proteína Plin4 .
Proteína S3-12 .
Proteína perilipina caracterizada por uma grande região de repetição hendecâmera que forma cinco alfa hélices adjacentes. É expressa principalmente no TECIDO ADIPOSO BRANCO e ADIPÓCITOS em diferenciação, bem como no músculo esquelético e no coração. É solúvel no citoplasma mas se relocaliza na superfície das GOTÍCULAS LIPÍDICAS sob altas concentrações lipídicas. .
0.66
019
 
Perilipina-5 .
Proteína 5 de Armazenamento de Gotícula Lipídica .
Proteína LSDP5 .
Proteína OXPAT .
Proteína Perilipina 5 .
Proteína PLIN5 .
Perilipina que age na LIPOGÊNESE, LIPÓLISE e na oxidação de ácidos graxos no TECIDO ADIPOSO MARROM, coração, fígado e músculo esquelético. Recruta MITOCÔNDRIAS para a superfície das GOTÍCULAS LIPÍDICAS, onde age tanto no armazenamento de ácidos graxos como TRIGLICERÍDEOS como na sua liberação para oxidação de ácidos graxos mitocondriais em resposta às necessidades metabólicas. .
0.65
044
 
Perilipina-2 .
Adipofilina .
Proteína ADRP .
Proteína Perilipina 2 .
Proteína PLIN2 .
Proteína Relacionada à Diferenciação Adiposa .
Perilipina expressa por muitos tipos celulares diferentes. Liga-se a ÁCIDOS GRAXOS e COLESTEROL, estabiliza os TRIGLICERÍDEOS e se localiza tanto na superfície quanto no corpo hidrofóbico das GOTÍCULAS LIPÍDICAS quanto no RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO dos MACRÓFAGOS. Também desempenha papel central na biogênese das gotículas lipídicas e das CÉLULAS ESPUMOSAS e é altamente expresso por macrófagos nas lesões ateroscleróticas nas artérias humanas junto com os marcadores inflamatórios TNF-alfa, receptor MCP-1 (ver RECEPTORES CCR2) e IL-6. .
0.65
0414
 
Proteaceae .
Grevillea .
Grevílea .
Prótea .
Proteáceas .
Família de planta da ordem Proteales, subclasse Rosidae, classe Magnoliopsida. Raízes pivotantes e feixes de radículas semelhantes aos do equisseto formados em consequência do solo fraco são comuns nesta família. .
0.53
3195
 
Plicamicina .
Ácido Aureólico .
Mitramicina .
Antibiótico tricíclico pentaglicosídico de linhagens de Streptomyces, que inibe a síntese de RNA e de proteínas, aderindo-se ao RNA. É usado como corante fluorescente e agente antineoplásico, especialmente em tumores ósseos e testiculares. A plicamicina também é usada para reduzir a hipercalcemia, especialmente aquela devida a doenças malignas. .
0.49
2905
 
Peptídeo Hidrolases .
Enzimas Proteolíticas .
Peptidases .
Proteinases .
Proteases .
Protease .
PEPTÍDIO HIDROLASES .
Hidrolases que especificamente clivam as ligações peptídicas encontradas em PROTEÍNAS e PEPTÍDEOS. Exemplos de subclasses deste grupo são as EXOPEPTIDASES e ENDOPEPTIDASES. .
0.45
21628511
 
Língua Fissurada .
Língua Bífida .
Língua Escrotal .
Língua Fendida .
Língua Fissurata .
Língua Plicata .
Ocorrência de quebras ou ranhuras no tecido da superfície dorsal da LÍNGUA. .
0.44
45220