serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.644 Peptídeos .
D12.644.861 Serpinas .
D12.644.861.140 Proteínas Inativadoras do Complemento 1 .
D12.776 Proteínas .
D12.776.124 Proteínas Sanguíneas .
D12.776.124.486 Imunoproteínas .
D12.776.124.486.274 Proteínas do Sistema Complemento .
D12.776.124.486.274.050 Complemento C1 .
D12.776.124.486.274.920 Proteínas Inativadoras do Complemento .
D12.776.124.486.274.920.250 Proteínas Inativadoras do Complemento 1 .
D12.776.124.486.274.920.325 Proteínas Inativadoras do Complemento C3b .
D12.776.872 Serpinas .
D12.776.872.140 Proteínas Inativadoras do Complemento 1 .
D27 Ações Químicas e Utilizações .
D27.505 Ações Farmacológicas .
D27.505.696 Efeitos Fisiológicos de Drogas .
D27.505.696.477 Fatores Imunológicos .
D27.505.696.477.656 Imunossupressores .
D27.505.696.477.656.500 Inativadores do Complemento .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Proteínas Inativadoras do Complemento 1 .
Inativadores do Complemento 1 .
Inibidores da C1 Esterase .
Inativadores do C1 .
Inibidores do Complemento 1 .
Inibidores do Complemento 1 Esterase .
Proteínas séricas que inibem, antagonizam ou inativam o COMPLEMENTO C1 ou suas subunidades. .
0.87
 
Proteínas Inativadoras do Complemento .
Inibidores do Complemento .
Proteínas séricas que regulam negativamente o processo em cascata de ATIVAÇÃO DO COMPLEMENTO. A ativação do complemento descontrolada e a subsequente lise celular são perigosas para o hospedeiro. O sistema de complemento é fortemente regulado por inativadores que aceleram o declínio de intermediários e de certos receptores da superfície celular. .
0.79
 
Proteínas Inativadoras do Complemento C3b .
Proteínas Inativadores do Complemento C3b .
Inativadores do Complemento 3b .
Inativadores do C3b .
Inibidores do C3b .
Fatores de Ativação do Conglutinogênio .
Inativadores de Complemento 3b .
Inativadores de C3b .
Inibidores de C3b .
Proteínas endógenas que inibem ou inativam o COMPLEMENTO C3B. Incluem o FATOR H DO COMPLEMENTO e o FATOR I DO COMPLEMENTO (inativador C3b/C4b). Clivam ou induzem a clivagem do C3b em fragmentos inativos sendo, assim, importantes na inibição da ATIVAÇÃO DO COMPLEMENTO e sua sequência citolítica. .
0.69
 
Inativadores do Complemento .
Agentes Inativadores do Complemento .
Compostos que regulam negativamente o processo em cascata de ATIVAÇÃO DO COMPLEMENTO. A ativação descontrolada do complemento e a lise celular resultante são potencialmente perigosas para o hospedeiro. .
0.67
 
Proteínas do Sistema Complemento .
Proteínas do Complemento .
Proteínas do Sistema de Complemento .
Complemento .
Glicoproteínas séricas que participam da ATIVAÇÃO DO COMPLEMENTO, mecanismo de defesa do hospedeiro que gera o COMPLEXO DE ATAQUE À MEMBRANA DO SISTEMA COMPLEMENTO. Estão incluídas as glicoproteínas das diversas vias de ativação do complemento (VIA CLÁSSICA DO COMPLEMENTO, VIA ALTERNATIVA DO COMPLEMENTO e via de complemento de lectina). .
0.57
 
Complemento C1 .
Complemento 1 .
Primeiro componente do complemento a atuar na ativação da VIA CLÁSSICA DO COMPLEMENTO. É um complexo trimolecular dependente de cálcio e composto de três subcomponentes: COMPLEMENTO C1Q, COMPLEMENTO C1R e COMPLEMENTO C1S na proporção 1:2:2. Quando o C1 intacto se liga a pelo menos dois anticorpos (envolvendo C1q), C1r e C1s são sequencialmente ativados, levando às próximas etapas da cascata da ATIVAÇÃO DO COMPLEMENTO. .
0.56