serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

A02 Sistema Musculoesquelético .
A02.633 Músculos .
A10 Tecidos .
A10.690 Músculos .
A10.690.552 Músculo Estriado .
A10.690.552.500 Músculo Esquelético .
A10.690.552.500.500 Fibras Musculares Esqueléticas .
A10.690.552.500.500.700 Fibras Musculares de Contração Lenta .
A11 Células .
A11.620 Células Musculares .
A11.620.249 Fibras Musculares Esqueléticas .
A11.620.249.700 Fibras Musculares de Contração Lenta .
C04 Neoplasias .
C04.588 Neoplasias por Localização .
C04.588.839 Neoplasias de Tecidos Moles .
C04.588.839.500 Neoplasias Musculares .
C05 Doenças Musculoesqueléticas .
C05.651 Doenças Musculares .
C05.651.494 Neoplasias Musculares .
C10 Doenças do Sistema Nervoso .
C10.597 Manifestações Neurológicas .
C10.597.636 Paresia .
C10.668 Doenças Neuromusculares .
C10.668.491 Doenças Musculares .
C23 Condições Patológicas, Sinais e Sintomas .
C23.888 Sinais e Sintomas .
C23.888.592 Manifestações Neurológicas .
C23.888.592.643 Paresia .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.776 Proteínas .
D12.776.210 Proteínas Contráteis .
D12.776.210.500 Proteínas Musculares .
D12.776.631 Proteínas do Tecido Nervoso .
D12.776.631.750 Sinapsinas .
D12.776.744 Fosfoproteínas .
D12.776.744.840 Sinapsinas .
E02 Terapêutica .
E02.760 Assistência ao Paciente .
E02.760.169 Continuidade da Assistência ao Paciente .
E02.760.169.063 Assistência ao Convalescente .
E02.760.169.063.500 Reabilitação .
E02.760.169.063.500.387 Terapia por Exercício .
E02.760.169.063.500.387.875 Treinamento de Resistência .
E02.779 Modalidades de Fisioterapia .
E02.779.483 Terapia por Exercício .
E02.779.483.875 Treinamento de Resistência .
E02.831 Reabilitação .
E02.831.535 Modalidades de Fisioterapia .
E02.831.535.483 Terapia por Exercício .
E02.831.535.483.875 Treinamento de Resistência .
G11 Fenômenos Fisiológicos Musculoesqueléticos e Neurais .
G11.427 Fenômenos Fisiológicos Musculoesqueléticos .
G11.427.410 Movimento .
G11.427.410.698 Atividade Motora .
G11.427.410.698.277 Exercício .
G11.427.410.698.277.311 Condicionamento Físico Humano .
G11.427.410.698.277.311.750 Treinamento de Resistência .
I03 Atividades Humanas .
I03.350 Exercício .
I03.350.311 Condicionamento Físico Humano .
I03.350.311.750 Treinamento de Resistência .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Proteínas Musculares .
Proteínas do Músculo .
Proteínas que compõem o músculo, sendo as principais as ACTINAS e MIOSINAS. Existem mais de uma dúzia de proteínas acessórias, incluindo a TROPONINA, TROPOMIOSINA e DISTROFINA. .
0.70
 
Sinapsinas .
Sinapsina I .
Sinapsina II .
Sinapsina III .
Proteína I .
Proteína III .
Família de proteínas associadas às vesículas sinápticas envolvidas na regulação de curto prazo da liberação de NEUROTRANSMISSORES. A sinapsina I, o membro predominante desta família, liga as VESÍCULAS SINÁPTICAS a FILAMENTOS DE ACTINA no terminal nervoso pré-sináptico. Essas interações são moduladas pela FOSFORILAÇÃO reversível da sinapsina I através de várias vias de transdução de sinal. A proteína também é um substrato para PROTEÍNAS QUINASES DEPENDENTES DE C-AMP e para PROTEÍNAS QUINASES DEPENDENTES DE CÁLCIO-CALMODULINA. Acredita-se que essas propriedades funcionais também sejam compartilhadas pela sinapsina II. .
0.59
 
Fibras Musculares de Contração Lenta .
Fibras Musculares Lentas .
Fibras Musculares Vermelhas .
Fibras Musculares Tipo I .
Fibras musculares esqueléticas caracterizadas por sua expressão de isoformas Tipo I de CADEIAS PESADAS DE MIOSINA que possuem baixa atividade de ATPase e efetuam várias outras propriedades funcionais – diminuição da velocidade, potência, taxa de remodelação da tensão. .
0.53
 
Paresia .
Hemiparesia .
Paresia Muscular .
Termo geral que se refere ao grau leve a moderado de fraqueza muscular, ocasionalmente usado como sinônimo de PARALISIA (perda grave ou completa da função motora). Na literatura antiga, paresia geralmente se referia especificamente a neurossífilis parética (ver NEUROSSÍFILIS). "Paresia geral" e "paralisia geral" podem ainda trazer esta conotação. A paresia das extremidades inferiores bilateral é denominada PARAPARESIA. .
0.51
 
Treinamento de Resistência .
Musculação .
Programa de Fortalecimento por Levantamento de Peso .
Programa de Musculação por Levantamento de Peso .
Treinamento de Força .
Programa de Força por Sustentação de Peso .
Programa de Força por Levantamento de Peso .
Tipo de programa de exercícios de fortalecimento que exige que a musculatura do corpo exerça uma força contra alguma forma de resistência, como pesos, faixas elásticas, água ou objetos estáticos. Exercícios de resistência são uma combinação de contrações estáticas e dinâmicas envolvendo o aumento e a diminuição dos músculos esqueléticos. .
0.50
 
Células Musculares .
Células Musculares Maduras .
Miócitos .
Células de Músculos .
Células contráteis maduras, geralmente conhecidas como miócitos, que formam um dos três tipos de músculo. Os três tipos de músculo são o esquelético (FIBRAS MUSCULARES ESQUELÉTICAS), o cardíaco (MIÓCITOS CARDÍACOS) e o liso (MIÓCITOS DE MÚSCULO LISO). Provêm de células musculares embrionárias (precursoras) denominadas MIOBLASTOS. .
0.48
 
Neoplasias Musculares .
Câncer de Músculo .
Câncer Muscular .
Câncer ou tumores localizados no tecido muscular ou músculos específicos. Eles se distinguem das NEOPLASIAS DE TECIDO MUSCULAR, que são neoplasias compostas de tecido muscular esquelético, cardíaco ou liso, como MIOSSARCOMA ou LEIOMIOMA. .
0.48
 
Músculos .
Tecido Muscular .
Tecidos contráteis que produzem movimentos nos animais. .
0.48
 
Doenças Musculares .
Transtornos Musculares .
Miopatias .
Transtornos adquiridos, familiares e congênitos de MÚSCULO ESQUELÉTICO e MÚSCULO LISO. .
0.47