serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

B01 Eucariotos .
B01.650 Plantas .
B01.650.940 Viridiplantae .
B01.650.940.800 Estreptófitas .
B01.650.940.800.575 Embriófitas .
B01.650.940.800.575.912 Traqueófitas .
B01.650.940.800.575.912.250 Magnoliopsida .
B01.650.940.800.575.912.250.456 Gentianales .
B01.650.940.800.575.912.250.456.937 Rubiaceae .
B01.650.940.800.575.912.250.456.937.250 Cinchona .
D03 Compostos Heterocíclicos .
D03.132 Alcaloides .
D03.132.206 Alcaloides de Cinchona .
D03.132.206.719 Quinina .
D03.605 Compostos Heterocíclicos de Anel em Ponte .
D03.605.687 Quinuclidinas .
D03.605.687.762 Quinina .
D03.633 Compostos Heterocíclicos de Anéis Fundidos .
D03.633.100 Compostos Heterocíclicos com 2 Anéis .
D03.633.100.810 Quinolinas .
D03.633.100.810.762 Quinina .
D08 Enzimas e Coenzimas .
D08.811 Enzimas .
D08.811.277 Hidrolases .
D08.811.277.656 Peptídeo Hidrolases .
D08.811.277.656.350 Exopeptidases .
D08.811.277.656.350.245 Carboxipeptidases .
D08.811.277.656.350.245.450 Lisina Carboxipeptidase .
D08.811.277.656.350.350 Dipeptidil Peptidases e Tripeptidil Peptidases .
D08.811.277.656.350.350.687 Peptidil Dipeptidase A .
D08.811.277.656.350.555 Metaloexopeptidases .
D08.811.277.656.350.555.750 Lisina Carboxipeptidase .
D08.811.277.656.675 Metaloproteases .
D08.811.277.656.675.555 Metaloexopeptidases .
D08.811.277.656.675.555.750 Lisina Carboxipeptidase .
D08.811.913 Transferases .
D08.811.913.696 Fosfotransferases .
D08.811.913.696.620 Fosfotransferases (Aceptor do Grupo Álcool) .
D08.811.913.696.620.682 Proteínas Quinases .
D08.811.913.696.620.682.700 Proteínas Serina-Treonina Quinases .
D08.811.913.696.620.682.700.140 Caseína Quinases .
D08.811.913.696.620.682.700.140.600 Caseína Quinase II .
D08.811.913.696.620.682.700.150 Proteínas Quinases Reguladas por Nucleotídeo Cíclico .
D08.811.913.696.620.682.700.150.125 Proteínas Quinases Dependentes de AMP Cíclico .
D08.811.913.696.620.682.700.150.125.875 Proteína Quinase Tipo II Dependente de AMP Cíclico .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.644 Peptídeos .
D12.644.360 Peptídeos e Proteínas de Sinalização Intracelular .
D12.644.360.200 Proteínas Quinases Reguladas por Nucleotídeo Cíclico .
D12.644.360.200.125 Proteínas Quinases Dependentes de AMP Cíclico .
D12.644.360.200.125.875 Proteína Quinase Tipo II Dependente de AMP Cíclico .
D12.776 Proteínas .
D12.776.476 Peptídeos e Proteínas de Sinalização Intracelular .
D12.776.476.150 Caseína Quinases .
D12.776.476.150.600 Caseína Quinase II .
D12.776.476.200 Proteínas Quinases Reguladas por Nucleotídeo Cíclico .
D12.776.476.200.125 Proteínas Quinases Dependentes de AMP Cíclico .
D12.776.476.200.125.875 Proteína Quinase Tipo II Dependente de AMP Cíclico .
D27 Ações Químicas e Utilizações .
D27.505 Ações Farmacológicas .
D27.505.519 Mecanismos Moleculares de Ação Farmacológica .
D27.505.519.389 Inibidores Enzimáticos .
D27.505.519.389.745 Inibidores de Proteases .
D27.505.519.389.745.085 Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Peptidil Dipeptidase A .
Cininase II .
Enzima Conversora de Angiotensina .
Quininase II .
Antígenos CD143 .
Enzima Conversora da Angiotensina .
Peptidil-dipeptidase que catalisa a liberação de um dipeptídeo C-terminal, -Xaa-*-Xbb-Xcc, em que nem Xaa nem Xbb é prolina. É uma glicoproteína com zinco, dependente de Cl(-), que geralmente está ligada à membrana e é ativa em pH neutro. Pode também ter atividade endopeptidase sobre alguns substratos. (Tradução livre do original: From Enzyme Nomenclature, 1992) .
1.00
 
Caseína Quinase II .
Caseína quinase ubíqua composta por duas sub-unidades catalíticas distintas e uma sub-unidade dimérica regulatória. Demonstrou-se que a caseína quinase II fosforila vários substratos, dos quais muitos são proteínas envolvidas na regulação da expressão gênica. .
0.75
 
Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina .
Inibidores da Quininase II .
Inibidores da ACE .
Inibidores da Enzima Conversora da Angiotensina .
INIBIDORES DE ENZIMA CONVERSORA DA ANGIOTENSINA .
Classe de drogas cujas principais indicações são o tratamento da hipertensão e da insuficiência cardíaca. Exercem seu efeito hemodinâmico principalmente inibindo o sistema renina-angiotensina. Também modulam a atividade do sistema nervoso simpático e aumentam a síntese de prostaglandinas. Provocam principalmente vasodilatação e natriurese leve, sem afetar a velocidade e a contratibilidade cardíaca. .
0.75
 
Quinina .
Quinino .
Alcaloide extraído da casca da planta arbórea Cinchona. É usado como uma droga antimalárica, sendo o ingrediente ativo nos extratos da Cinchona usado para este fim desde antes de 1633. A quinina também é antipirética e analgésica e tem sido usada em preparações contra o resfriado comum com aquele propósito. Era de uso corrente como um agente amargo e flavorizante, e ainda é usada para o tratamento da babesiose. A quinina também é útil em alguns transtornos musculares, especialmente cãibras noturnas na perna e miotonia congênita, por causa dos seus efeitos diretos na membrana e nos canais de sódio do músculo. Os mecanismos dos seus efeitos antimaláricos não são bem compreendidos. .
0.68
 
Lisina Carboxipeptidase .
Carboxipeptidase N .
Quininase I .
Metalocarboxipeptidase que remove o aminoácido básico C-terminal dos peptídeos e proteínas, com demonstrada preferência para lisina sob arginina. É uma enzima plasmática dependente de zinco que inativa a bradicinina e as anafilatoxinas. .
0.67
 
Fosfotransferases .
Transfosforilases .
ATP Fosfotransferases .
Quinases .
Cinases .
Grupo um tanto grande de enzimas, compreendendo não apenas aquelas que transferem fosfato, mas também difosfato, resíduos de nucleotídeos e outros. Também têm sido subdivididas de acordo com o grupo aceptor. EC 2.7. .
0.61
 
Proteína Quinase Tipo II Dependente de AMP Cíclico .
Proteína Quinase A Tipo II .
Proteína Quinase Tipo II Dependente do AMP Cíclico .
Proteína Quinase Tipo II AMP Cíclico-Dependente .
Subtipo da proteína quinase dependente de AMP cíclico encontrado principalmente em frações subcelulares particuladas. São proteínas tetraméricas que contêm duas subunidades catalíticas e duas subunidades reguladoras específicas do tipo II. .
0.59
 
Cinchona .
Casca Tanífera do Peru .
Quina .
Quina-do-Amazonas .
Gênero de árvores rubiáceas da América do Sul que produzem os tóxicos ALCALOIDES DE CINCHONA (suas cascas), QUININA, QUINIDINA, cinchonina, cinchonidina e outros que são utilizados para tratar MALÁRIA e ARRITMIAS CARDÍACAS. .
0.58