serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.776 Proteínas .
D12.776.395 Glicoproteínas .
D12.776.395.550 Glicoproteínas de Membrana .
D12.776.395.550.200 Moléculas de Adesão Celular .
D12.776.395.550.200.115 Molécula 1 de Adesão Celular .
D12.776.395.550.200.170 Antígeno CD146 .
D12.776.395.550.200.250 Moléculas de Adesão Celular Neuronais .
D12.776.395.550.200.250.520 Moléculas de Adesão de Célula Nervosa .
D12.776.543 Proteínas de Membrana .
D12.776.543.550 Glicoproteínas de Membrana .
D12.776.543.550.200 Moléculas de Adesão Celular .
D12.776.543.550.200.128 Molécula 1 de Adesão Celular .
D12.776.543.550.200.140 Antígeno CD146 .
D12.776.543.550.200.250 Moléculas de Adesão Celular Neuronais .
D12.776.543.550.200.250.520 Moléculas de Adesão de Célula Nervosa .
D12.776.543.750 Receptores de Superfície Celular .
D12.776.543.750.690 Receptores de Morte Celular .
D12.776.543.750.705 Receptores Imunológicos .
D12.776.543.750.705.408 Integrinas .
D12.776.543.750.705.816 Receptores de Antígenos .
D12.776.543.750.705.816.824 Receptores de Antígenos de Linfócitos T .
D12.776.624 Proteínas de Neoplasias .
D12.776.624.301 Antígenos Específicos de Melanoma .
D12.776.624.301.249 Antígeno CD146 .
D23 Fatores Biológicos .
D23.050 Antígenos .
D23.050.285 Antígenos de Neoplasias .
D23.050.285.439 Antígenos Específicos de Melanoma .
D23.050.285.439.249 Antígeno CD146 .
D23.050.301 Antígenos de Superfície .
D23.050.301.350 Moléculas de Adesão Celular .
D23.050.301.350.115 Molécula 1 de Adesão Celular .
D23.050.301.350.150 Antígeno CD146 .
D23.050.301.350.250 Moléculas de Adesão Celular Neuronais .
D23.050.301.350.250.520 Moléculas de Adesão de Célula Nervosa .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Integrinas .
Proteínas de Adesão Celular de Receptores .
Receptores de Moléculas de Adesão Celular .
Família de glicoproteínas transmembranosas (GLICOPROTEÍNAS DE MEMBRANA) consistindo em heterodímeros não covalentes. Elas interagem com uma ampla variedade de ligantes, abrangendo as PROTEÍNAS EXTRACELULARES DE MATRIZ, COMPLEMENTO e outras células, enquanto seus domínios intracelulares interagem com o CITOESQUELETO. As integrinas consistem em pelo menos três famílias identificadas: RECEPTORES DE CITOADESINA, RECEPTORES DE ADESÃO DE LEUCÓCITOS e RECEPTORES DE ANTÍGENOS muito tardios. Cada família contém uma subunidade beta comum (CADEIAS BETA DE INTEGRINAS) combinada com uma ou mais subunidades alfa distintas. Estes receptores participam da adesão célula-célula e célula-matriz em muitos processos fisiologicamente importantes, incluindo o desenvolvimento embrionário, HEMOSTASIA, TROMBOSE, CICATRIZAÇÃO DE FERIDAS, mecanismos de defesa imunológica e não imunológica e transformação oncogênica. .
0.80
9514188
 
Moléculas de Adesão Celular .
Moléculas de Adesão Celular Mediadas por Sacarídeos .
Moléculas de Adesão Intercelular .
Moléculas de Adesão a Leucócito .
MOLÉCULAS DE ADESÃO CELULAR MEDIADAS POR SACARÍDIOS .
MOLÉCULAS DE ADESÃO INTRACELULAR .
Ligantes de superfície, usualmente glicoproteínas, que medeiam a adesão célula-célula. Entre suas funções incluem-se a formação e interconexão de vários sistemas vertebrados, bem como a manutenção da integração do tecido, cura de ferimentos, movimentos morfogênicos, migração celular e metástase. .
0.63
18828989
 
Receptores de Morte Celular .
Receptores contendo Domínio de Morte .
Receptores com Domínio de Morte .
Receptores de Domínio de Morte .
Receptores de Domínios de Morte .
Receptores da Morte .
Receptores da Morte Celular .
Receptores de Morte .
Família de receptores da superfície celular que sinalizam por meio de um domínio conservado que se extende para o CITOPLASMA da célula. O domínio conservado é chamado de DOMÍNIO DE MORTE porque vários destes receptores estão envolvidos nas vias de sinalização da APOPTOSE. Várias PROTEÍNAS ADAPTADORAS DE SINALIZAÇÃO DE RECEPTORES DE DOMÍNIO DE MORTE podem se ligar a estes domínios dos receptores ativados e, por meio de uma complexa sequência de interações, ativar os mediadores apoptóticos, como as CASPASES. .
0.60
3609
 
Receptores de Antígenos de Linfócitos T .
Receptores de Antígeno de Célula T .
Receptores de Antígeno de Células T .
Receptores de Antígeno de Linfócito T .
Receptores de Antígeno de Linfócitos T .
Receptores de Antígenos de Células T .
Receptores para Antígenos de Células T .
Receptores de Células T .
Receptores de Célula T .
Receptores para Antígenos de Célula T .
Receptores de Antígeno da Célula T .
Moléculas na superfície de linfócitos T que reconhecem e se combinam com antígenos. Os receptores estão não covalentemente associados com um complexo de diversos polipeptídeos coletivamente chamados de antígenos CD3 (ANTÍGENOS CD3). O reconhecimento de antígenos estranhos e complexo de histocompatibilidade principal é acompanhado por uma estrutura heterodimérica simples, composta por cadeias alfa-beta (RECEPTORES DE ANTÍGENOS DE LINFÓCITOS T ALFA-BETA) ou gama-delta (RECEPTORES DE ANTÍGENOS DE LINFÓCITOS T GAMA-DELTA). .
0.55
2421103
 
Molécula 1 de Adesão Celular .
Proteína CADM1 .
Proteína IGSF4 .
Proteína TSLC1 .
Proteína 1 Supressora de Tumor em Neoplasias Pulmonares .
Molécula de adesão que contém domínios de imunoglobulina extracelular V e C2. Medeia a adesão célula-célula homofílica e heterofílica independentemente de cálcio e age como supressora de tumor em células de CARCINOMA PULMONAR DE CÉLULAS NÃO PEQUENAS. Sua interação com CÉLULAS MATADORAS NATURAIS é importante para sua citotoxicidade e sua expressão por MASTÓCITOS e desempenha papel em suas interações com neurônios. Pode também funcionar no arranjo das sinapses, crescimento e diferenciação de nervos. .
0.55
0288
 
Moléculas de Adesão de Célula Nervosa .
NCAM 20645 .
Molécula de Adesão Celular Neural .
Molécula de Adesão de Célula Nerviosa .
Moléculas de Adesão de Célula Neural .
Molécula de Adesão de Célula Neural .
Molécula de adesão celular envolvida nas várias faixas de interações mediadas pelo contato entre neurônios, astrócitos, oligodendrócitos e miotubos. É amplamente, mas transitoriamente expressa em vários tecidos na fase inicial da embriogênese. Há quatro isoformas principais, abrangendo a CD56 (ANTÍGENO CD56), mas há muitas outras variantes resultantes do processamento alternativo e das modificações pós-traducionais. (Tradução livre do original: Pigott & Power, The Adhesion Molecule FactsBook, 1993, pp115-119) .
0.55
52685
 
Antígeno CD146 .
Antígenos CD146 .
Gicerina .
Glicoproteína MUC18 .
Molécula de Adesão Celular do Melanoma .
Antígeno Associado ao Endotélio S-Endo 1 .
Molécula de adesão celular da superfamília das imunoglobulinas expressas por CÉLULAS ENDOTELIAIS, nas quais atua na estabilização das JUNÇÕES INTERCELULARES. também encontra-se altamente expressa em células tumorais de melanoma e pode facilitar sua metastatização (ver METÁSTASE NEOPLÁSICA). .
0.54
0626