serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

B03 Bactérias .
G06 Fenômenos Microbiológicos .
G06.099 Fenômenos Fisiológicos Bacterianos .
G06.099.225 Farmacorresistência Bacteriana .
G06.099.225.812 Farmacorresistência Bacteriana Múltipla .
G06.225 Resistência Microbiana a Medicamentos .
G06.225.347 Farmacorresistência Bacteriana .
G06.225.347.812 Farmacorresistência Bacteriana Múltipla .
G07 Fenômenos Fisiológicos .
G07.690 Fenômenos Farmacológicos e Toxicológicos .
G07.690.773 Fenômenos Farmacológicos .
G07.690.773.984 Resistência a Medicamentos .
G07.690.773.984.269 Resistência Microbiana a Medicamentos .
G07.690.773.984.269.347 Farmacorresistência Bacteriana .
G07.690.773.984.269.347.812 Farmacorresistência Bacteriana Múltipla .
G07.690.773.984.300 Resistência a Múltiplos Medicamentos .
G07.690.773.984.300.500 Farmacorresistência Bacteriana Múltipla .
SP4 Saúde Ambiental .
SP4.011 Ciência .
SP4.011.107 Microbiologia .
SP4.011.107.178 Bactérias .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Farmacorresistência Bacteriana .
Resistência Bacteriana a Antibióticos .
Resistência Bacteriana a Drogas .
Resistência Bacteriana a Fármacos .
Resistência Bacteriana a Medicamentos .
Capacidade da bactéria em resistir ou tornar-se tolerante aos agentes quimioterápicos, antimicrobianos ou a antibióticos. Essa resistência pode ser adquirida através de mutação gênica ou plasmídeos transmissíveis com DNA estranho (FATORES R). .
0.67
63832226
 
Farmacorresistência Bacteriana Múltipla .
Resistência Bacteriana a Múltiplas Drogas .
Resistência Bacteriana a Múltiplos Fármacos .
Resistência Bacteriana a Múltiplos Medicamentos .
Capacidade da bactéria em resistir ou tornar-se tolerante a diversas drogas estrutural e funcionalmente distintas simultaneamente. Essa resistência pode ser adquirida através de mutação gênica ou plasmídeos transmissíveis com DNA estranho (FATORES R). .
0.55
29815366
 
Resistência a Medicamentos .
Farmacorresistência .
Resistência a Drogas .
Resistência a Fármacos .
Resistência Medicamentosa .
Resposta diminuída ou ausente de um organismo, doença ou tecido à eficácia pretendida de uma substância química ou medicamento. Deve ser distinguido de TOLERÂNCIA A FÁRMACOS que é a diminuição progressiva da suscetibilidade humana ou animal aos efeitos de um medicamento, como resultado de administração contínua. .
0.46
68742542
 
Bactérias .
Bacteria .
Eubacteria .
Eubactérias .
Bactérias Deslizantes .
Esquizomicetos .
Bactérias Curvas e Espirais .
Bactéria Fototrófica .
Bactérias com Brotos e Apêndices .
Um dos três domínios da vida, também denominado Eubacterias (os outros são Eukarya e ARCHAEA). São micro-organismos procarióticos, unicelulares, com parede celular geralmente rígida. Multiplicam-se por divisão celular e apresentam três formas principais: redonda (cocos), bastonete (bacilos) e espiral (espiroquetas). Podem ser classificadas pela resposta ao OXIGÊNIO (aeróbicas, anaeróbicas, ou anaeróbicas facultativas), pelo modo de obter energia: quimiotróficas (via reação química) ou PROCESSOS FOTOTRÓFICOS (via reação com luz), quimiotróficas, pela fonte de energia química. As quimiolitotróficas (a partir de compostos inorgânicos) ou CRESCIMENTO QUIMIOAUTOTRÓFICO (a partir de compostos orgânicos), e pela fonte de CARBONO, NITROGÊNIO, etc. PROCESSOS HETEROTRÓFICOS (a partir de fontes orgânicas) e PROCESSOS AUTOTRÓFICOS (a partir de DIÓXIDO DE CARBONO). Podem também ser classificadas por serem coradas ou não (com base na estrutura da PAREDE CELULAR) pelo CRISTAL VIOLETA: Gram-positivas ou Gram-negativas. .
0.44
1238115786