serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.776 Proteínas .
D12.776.157 Proteínas de Transporte .
D12.776.157.530 Proteínas de Membrana Transportadoras .
D12.776.157.530.100 Transportadores de Cassetes de Ligação de ATP .
D12.776.157.530.100.652 Subfamília B de Transportador de Cassetes de Ligação de ATP .
D12.776.157.530.450 Bombas de Íon .
D12.776.157.530.450.074 Proteínas de Transporte de Ânions .
D12.776.157.530.450.074.500 Transportadores de Ânions Orgânicos .
D12.776.157.530.450.074.500.500 Transportadores de Ânions Orgânicos Dependentes de ATP .
D12.776.157.530.450.074.500.500.875 Subfamília B de Transportador de Cassetes de Ligação de ATP .
D12.776.395 Glicoproteínas .
D12.776.395.550 Glicoproteínas de Membrana .
D12.776.395.550.020 Transportadores de Cassetes de Ligação de ATP .
D12.776.395.550.020.610 Subfamília B de Transportador de Cassetes de Ligação de ATP .
D12.776.543 Proteínas de Membrana .
D12.776.543.550 Glicoproteínas de Membrana .
D12.776.543.550.192 Transportadores de Cassetes de Ligação de ATP .
D12.776.543.550.192.610 Subfamília B de Transportador de Cassetes de Ligação de ATP .
D12.776.543.585 Proteínas de Membrana Transportadoras .
D12.776.543.585.100 Transportadores de Cassetes de Ligação de ATP .
D12.776.543.585.100.610 Subfamília B de Transportador de Cassetes de Ligação de ATP .
D12.776.543.585.450 Bombas de Íon .
D12.776.543.585.450.074 Proteínas de Transporte de Ânions .
D12.776.543.585.450.074.500 Transportadores de Ânions Orgânicos .
D12.776.543.585.450.074.500.500 Transportadores de Ânions Orgânicos Dependentes de ATP .
D12.776.543.585.450.074.500.500.875 Subfamília B de Transportador de Cassetes de Ligação de ATP .
G05 Fenômenos Genéticos .
G05.360 Estruturas Genéticas .
G05.360.340 Genoma .
G05.360.340.024 Componentes Genômicos .
G05.360.340.024.340 Genes .
G05.360.340.024.340.361 Genes MDR .
G05.360.340.024.340.645 Família Multigênica .
G05.360.340.024.340.645.500 Genes MDR .
G06 Fenômenos Microbiológicos .
G06.099 Fenômenos Fisiológicos Bacterianos .
G06.099.225 Farmacorresistência Bacteriana .
G06.099.225.812 Farmacorresistência Bacteriana Múltipla .
G06.225 Resistência Microbiana a Medicamentos .
G06.225.347 Farmacorresistência Bacteriana .
G06.225.347.812 Farmacorresistência Bacteriana Múltipla .
G06.225.420 Farmacorresistência Viral .
G06.225.420.500 Farmacorresistência Viral Múltipla .
G06.920 Fenômenos Fisiológicos Virais .
G06.920.225 Farmacorresistência Viral .
G06.920.225.500 Farmacorresistência Viral Múltipla .
G07 Fenômenos Fisiológicos .
G07.690 Fenômenos Farmacológicos e Toxicológicos .
G07.690.773 Fenômenos Farmacológicos .
G07.690.773.984 Resistência a Medicamentos .
G07.690.773.984.269 Resistência Microbiana a Medicamentos .
G07.690.773.984.269.347 Farmacorresistência Bacteriana .
G07.690.773.984.269.347.812 Farmacorresistência Bacteriana Múltipla .
G07.690.773.984.269.420 Farmacorresistência Viral .
G07.690.773.984.269.420.500 Farmacorresistência Viral Múltipla .
G07.690.773.984.300 Resistência a Múltiplos Medicamentos .
G07.690.773.984.300.500 Farmacorresistência Bacteriana Múltipla .
G07.690.773.984.300.750 Farmacorresistência Viral Múltipla .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Farmacorresistência Bacteriana Múltipla .
Resistência Bacteriana a Múltiplas Drogas .
Resistência Bacteriana a Múltiplos Fármacos .
Resistência Bacteriana a Múltiplos Medicamentos .
Capacidade da bactéria em resistir ou tornar-se tolerante a diversas drogas estrutural e funcionalmente distintas simultaneamente. Essa resistência pode ser adquirida através de mutação gênica ou plasmídeos transmissíveis com DNA estranho (FATORES R). .
0.74
29615366
 
Farmacorresistência Bacteriana .
Resistência Bacteriana a Antibióticos .
Resistência Bacteriana a Drogas .
Resistência Bacteriana a Fármacos .
Resistência Bacteriana a Medicamentos .
Capacidade da bactéria em resistir ou tornar-se tolerante aos agentes quimioterápicos, antimicrobianos ou a antibióticos. Essa resistência pode ser adquirida através de mutação gênica ou plasmídeos transmissíveis com DNA estranho (FATORES R). .
0.71
62832226
 
Resistência a Múltiplos Medicamentos .
Farmacorresistência Múltipla .
Resistência a Multidrogas .
Resistência a Múltiplas Drogas .
Resistência a Múltiplos Fármacos .
Resistência Medicamentosa Múltipla .
Resistência Multimedicamentosa .
Resistência simultânea a várias drogas estrutural e funcionalmente diferentes. .
0.59
13813302
 
Resistência a Medicamentos .
Farmacorresistência .
Resistência a Drogas .
Resistência a Fármacos .
Resistência Medicamentosa .
Resposta diminuída ou ausente de um organismo, doença ou tecido à eficácia pretendida de uma substância química ou medicamento. Deve ser distinguido de TOLERÂNCIA A FÁRMACOS que é a diminuição progressiva da suscetibilidade humana ou animal aos efeitos de um medicamento, como resultado de administração contínua. .
0.53
68142542
 
Genes MDR .
Gene de Resistência a Multidrogas .
Gene de Resistência a Múltiplas Drogas .
Genes MDR1 .
GENE RESISTENTE A MULTIDROGAS .
Genes para PROTEÍNAS DE MEMBRANA TRANSPORTADORAS que conferem resistência a compostos tóxicos. Várias superfamílias destes genes de resistência a múltiplas drogas exportam proteínas que são conhecidas e encontradas tanto em procariontes como eucariontes. .
0.53
371737
 
Farmacorresistência Viral Múltipla .
Farmacorresistência Múltipla do Vírus .
Resistência Viral a Multidrogas .
Resistência Viral a Múltiplos Fármacos .
Resistência Viral a Múltiplos Medicamentos .
Resistência Viral a Múltiplas Drogas .
Capacidade do vírus em resistir ou tornar-se tolerante a diversas drogas estrutural e funcionalmente distintas. Este fenótipo de resistência pode ser atribuído a múltiplas mutações gênicas. .
0.53
14985
 
Subfamília B de Transportador de Cassetes de Ligação de ATP .
Glicoproteínas-P .
Glicoproteínas P .
P-Glicoproteínas .
Proteínas da Subfamília B de Transportador de Cassetes de Ligação de ATP .
Proteínas de Resistência a Múltiplas Drogas .
Subfamília de proteínas transmembrana da superfamília dos TRANSPORTADORES DE CASSETES DE LIGAÇÃO DE ATP, cuja sequência está intimamente relacionada com o MEMBRO 1 DA SUBFAMÍLIA B DE TRANSPORTADOR DE CASSETES DE LIGAÇÃO DE ATP. Quando superexpressas, elas atuam como bombas de efluxo dependentes de ATP, capazes de retirar drogas lipofílicas, em particular ANTINEOPLÁSICOS das células, provocando a RESISTÊNCIA A MÚLTIPLAS DROGAS. Embora a subfamília B de transportador de cassetes de ligação de ATP apresente semelhanças funcionais com as PROTEÍNAS ASSOCIADAS À RESISTÊNCIA A MÚLTIPLAS DROGAS, elas são duas subclasses distintas de TRANSPORTADORES DE CASSETES DE LIGAÇÃO DE ATP e têm pouca homologia de sequência. .
0.52