serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

D08 Enzimas e Coenzimas .
D08.811 Enzimas .
D08.811.277 Hidrolases .
D08.811.277.656 Peptídeo Hidrolases .
D08.811.277.656.300 Endopeptidases .
D08.811.277.656.300.760 Serina Endopeptidases .
D08.811.277.656.300.760.420 Serina Peptidase 1 de Requerimento de Alta Temperatura A .
D08.811.277.656.300.760.431 Serina Peptidase 2 de Requerimento de Alta Temperatura A .
D08.811.277.656.959 Serina Proteases .
D08.811.277.656.959.350 Serina Endopeptidases .
D08.811.277.656.959.350.420 Serina Peptidase 1 de Requerimento de Alta Temperatura A .
D08.811.277.656.959.350.431 Serina Peptidase 2 de Requerimento de Alta Temperatura A .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.125 Aminoácidos .
D12.125.154 Aminoácidos Neutros .
D12.125.154.800 Serina .
D12.644 Peptídeos .
D12.644.360 Peptídeos e Proteínas de Sinalização Intracelular .
D12.644.360.075 Proteínas Reguladoras de Apoptose .
D12.644.360.075.429 Serina Peptidase 2 de Requerimento de Alta Temperatura A .
D12.776 Proteínas .
D12.776.476 Peptídeos e Proteínas de Sinalização Intracelular .
D12.776.476.075 Proteínas Reguladoras de Apoptose .
D12.776.476.075.429 Serina Peptidase 2 de Requerimento de Alta Temperatura A .
D12.776.575 Proteínas Mitocondriais .
D12.776.575.656 Serina Peptidase 2 de Requerimento de Alta Temperatura A .
D12.776.637 Proteínas Associadas à Doença de Parkinson .
D12.776.637.625 Serina Peptidase 2 de Requerimento de Alta Temperatura A .
D27 Ações Químicas e Utilizações .
D27.505 Ações Farmacológicas .
D27.505.519 Mecanismos Moleculares de Ação Farmacológica .
D27.505.519.389 Inibidores Enzimáticos .
D27.505.519.389.745 Inibidores de Proteases .
D27.505.519.389.745.800 Inibidores de Serino Proteinase .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Serina Proteases .
Serina Proteinases .
Serinoproteases .
Serinoproteinases .
Hidrolases de peptídeos que contêm no sítio ativo um resíduo de SERINA envolvido em catálise. .
1.00
201389
 
Peptídeo Hidrolases .
Enzimas Proteolíticas .
Peptidases .
Proteinases .
Proteases .
Protease .
PEPTÍDIO HIDROLASES .
Hidrolases que especificamente clivam as ligações peptídicas encontradas em PROTEÍNAS e PEPTÍDEOS. Exemplos de subclasses deste grupo são as EXOPEPTIDASES e ENDOPEPTIDASES. .
0.58
21628511
 
Serina Peptidase 2 de Requerimento de Alta Temperatura A .
Serina Peptidasa HtrA 2 .
Protease HtrA2 .
Serina Protease Omi .
Serina peptidase que contém um domínio PDZ C-terminal. Localiza-se na membrana mitocondrial e no espaço intermembranar, translocando-se para o citoplasma depois do estímulo de APOPTOSE, como o de irradiação UV. Promove a morte celular pela ligação a PROTEÍNAS INIBIDORAS DE APOPTOSE, as quais inibe, o que resulta em um aumento da atividade das CASPASES. Mutações no gene HTRA2 estão associadas com a DOENÇA DE PARKINSON do tipo 13. .
0.58
0280
 
Inibidores de Serino Proteinase .
Inibidores de Serino Protease .
Antagonistas de Serino Proteinase .
Inibidores Endógenos de Serino Proteinase .
Inibidores Exógenos de Serino Proteinase .
Inibidores de Serino Endopeptidase .
Compostos exógenos ou endógenos que inibem SERINA ENDOPEPTIDASES. .
0.57
306432
 
Serina .
Aminoácido não essencial ocorrendo de forma natural como o L-isômero. É sintetizado a partir da GLICINA ou TREONINA. Está envolvida na biossíntese das PURINAS, PIRIMIDINAS e outros aminoácidos. .
0.56
1220418
 
Serina Peptidase 1 de Requerimento de Alta Temperatura A .
Serina Protease HTRA1 .
Serina protease secretada que contém uma região semelhante ao domínio Kazal e um domínio PDZ C-terminal. Possui amplo espectro de alvos que incluem PROTEÍNAS DA MATRIZ EXTRACELULAR, PROTEOGLICANOS e PROTEÍNAS DE LIGAÇÃO A FATOR DE CRESCIMENTO SEMELHANTE A INSULINA. Mutações no gene HTRA1 tem sido associafas com DEGENERAÇÃO MACULAR relacionada a idade do tipo 7 e a arteriopatia cerebral autossômica recessiva com infartos subcorticais e leucoencefalopatia (CARASIL). .
0.51
1301