serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

A11 Células .
A11.284 Estruturas Celulares .
A11.284.835 Frações Subcelulares .
A11.284.835.859 Sinaptossomos .
B01 Eucariotos .
B01.650 Plantas .
B01.650.940 Viridiplantae .
B01.650.940.800 Estreptófitas .
B01.650.940.800.575 Embriófitas .
B01.650.940.800.575.912 Traqueófitas .
B01.650.940.800.575.912.250 Magnoliopsida .
B01.650.940.800.575.912.250.157 Brassicaceae .
B01.650.940.800.575.912.250.157.811 Sinapis .
D02 Compostos Orgânicos .
D02.092 Aminas .
D02.092.877 Compostos de Amônio Quaternário .
D02.092.877.674 Compostos de Fenilamônio .
D02.092.877.674.666 Neostigmina .
D02.675 Oniocompostos .
D02.675.276 Compostos de Amônio Quaternário .
D02.675.276.602 Neostigmina .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.776 Proteínas .
D12.776.157 Proteínas de Transporte .
D12.776.157.125 Proteínas de Ligação ao Cálcio .
D12.776.157.125.825 Sinaptotagminas .
D12.776.157.125.825.249 Sinaptotagmina I .
D12.776.157.125.825.500 Sinaptotagmina II .
D12.776.543 Proteínas de Membrana .
D12.776.543.488 Proteínas com Domínio MARVEL .
D12.776.543.488.750 Sinaptogirinas .
D12.776.543.488.875 Sinaptofisina .
D12.776.543.990 Proteínas de Transporte Vesicular .
D12.776.543.990.831 Sinaptogirinas .
D12.776.543.990.840 Sinaptofisina .
D12.776.543.990.850 Sinaptotagminas .
D12.776.543.990.850.249 Sinaptotagmina I .
D12.776.543.990.850.500 Sinaptotagmina II .
D12.776.631 Proteínas do Tecido Nervoso .
D12.776.631.750 Sinapsinas .
D12.776.631.775 Sinaptogirinas .
D12.776.631.800 Sinaptofisina .
D12.776.744 Fosfoproteínas .
D12.776.744.840 Sinapsinas .
D23 Fatores Biológicos .
D23.101 Biomarcadores .
D23.101.140 Biomarcadores Tumorais .
D23.101.140.800 Sinaptofisina .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Sinaptotagminas .
Sinaptotagmina .
Família de proteínas de transporte vesicular caracterizadas por uma região transmembranal N-terminal e dois domínios C-terminais de ligação com cálcio. .
1.00
 
Sinaptotagmina I .
Proteína transportadora vesicular expressada principalmente nos NEURÔNIOS. A sinaptotagmina ajuda regular a EXOCITOSE das VESÍCULAS SINÁPTICAS e parece atuar como um sensor de cálcio para desencadear a liberação do NEUROTRANSMISSOR. Atua também como receptor de algumas TOXINAS BOTULÍNICAS na célula nervosa. .
0.83
 
Sinaptotagmina II .
Transporte de proteínas vesicular que foi originalmente caracterizado como uma proteína de ligação do inositol polifosfato. A sinaptotagmina II ajuda a regular a EXOCITOSE das VESÍCULAS SINÁPTICAS e parece atuar como um sensor de cálcio para desencadear a liberação do NEUROTRANSMISSOR. Atua também como receptor de algumas TOXINAS BOTULÍNICAS na célula nervosa. .
0.83
 
Sinaptogirinas .
Subfamília de proteínas contendo o domínio MARVEL que são encontradas nas VESÍCULAS SINÁPTICAS, onde devem desempenhar papel na sinalização da modulação nervosa. .
0.56
 
Sinaptofisina .
Proteína que contém o domínio MARVEL encontrada em vesículas pré-sinápticas de NEURÔNIOS e CÉLULAS NEUROENDÓCRINAS. É comumente usada como marcador imunocitoquímico de diferenciação neuroendócrino. .
0.55
 
Sinaptossomos .
Terminações nervosas isoladas com o conteúdo das vesículas e citoplasma, juntamente com a área subsináptica anexa da membrana da célula pós-sináptica. São estruturas artificiais amplamente produzidas por fracionamento após centrifugação seletiva de homogenatos de tecido nervoso. .
0.53
 
Sinapsinas .
Sinapsina I .
Sinapsina II .
Sinapsina III .
Proteína I .
Proteína III .
Família de proteínas associadas às vesículas sinápticas envolvidas na regulação de curto prazo da liberação de NEUROTRANSMISSORES. A sinapsina I, o membro predominante desta família, liga as VESÍCULAS SINÁPTICAS a FILAMENTOS DE ACTINA no terminal nervoso pré-sináptico. Essas interações são moduladas pela FOSFORILAÇÃO reversível da sinapsina I através de várias vias de transdução de sinal. A proteína também é um substrato para PROTEÍNAS QUINASES DEPENDENTES DE C-AMP e para PROTEÍNAS QUINASES DEPENDENTES DE CÁLCIO-CALMODULINA. Acredita-se que essas propriedades funcionais também sejam compartilhadas pela sinapsina II. .
0.52
 
Neostigmina .
Sinstigmina .
Inibidor da enzima colinesterase utilizada no tratamento da miastenia gravis e para reverter os efeitos miorrelaxantes da galamina e tubocurarina. Neostigmina, ao contrário da FISOSTIGMINA, não atravessa a barreira hematoencefálica. .
0.48
 
Sinapis .
Brassica alba .
Mostarda Branca .
Mostarda-Branca .
Gênero de plantas da família BRASSICACEAE. O nome vulgar "mostarda branca" pode referir-se à MOSTARDEIRA (BRASSICA JUNCEA ou BRASSICA NIGRA). .
0.47