serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

D08 Enzimas e Coenzimas .
D08.622 Precursores Enzimáticos .
D08.622.509 Pepsinogênios .
D08.622.509.700 Pepsinogênio A .
D08.811 Enzimas .
D08.811.913 Transferases .
D08.811.913.696 Fosfotransferases .
D08.811.913.696.445 Nucleotidiltransferases .
D08.811.913.696.445.308 DNA Nucleotidiltransferases .
D08.811.913.696.445.308.300 DNA Polimerase Dirigida por DNA .
D08.811.913.696.445.308.300.225 DNA Polimerase I .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.776 Proteínas .
D12.776.124 Proteínas Sanguíneas .
D12.776.124.050 Proteínas da Fase Aguda .
D12.776.124.050.250 Fibrinogênio .
D12.776.124.125 Fatores de Coagulação Sanguínea .
D12.776.124.125.500 Fibrinogênio .
D12.776.157 Proteínas de Transporte .
D12.776.157.125 Proteínas de Ligação ao Cálcio .
D12.776.157.125.050 Anexinas .
D12.776.157.125.050.100 Anexina A5 .
D12.776.631 Proteínas do Tecido Nervoso .
D12.776.631.750 Sinapsinas .
D12.776.744 Fosfoproteínas .
D12.776.744.840 Sinapsinas .
D12.776.811 Precursores de Proteínas .
D12.776.811.300 Fibrinogênio .
D13 Ácidos Nucleicos, Nucleotídeos e Nucleosídeos .
D13.695 Nucleotídeos .
D13.695.578 Polinucleotídeos .
D13.695.578.550 Polirribonucleotídeos .
D13.695.578.550.650 Poli I .
D23 Fatores Biológicos .
D23.119 Fatores de Coagulação Sanguínea .
D23.119.490 Fibrinogênio .
D27 Ações Químicas e Utilizações .
D27.888 Ações Tóxicas .
D27.888.569 Noxas .
G04 Fenômenos Fisiológicos Celulares .
G04.144 Ciclo Celular .
G04.144.220 Divisão Celular .
G04.144.220.220 Divisão do Núcleo Celular .
G04.144.220.220.687 Meiose .
G04.144.220.220.687.444 Prófase Meiótica I .
G05 Fenômenos Genéticos .
G05.113 Divisão Celular .
G05.113.220 Divisão do Núcleo Celular .
G05.113.220.687 Meiose .
G05.113.220.687.500 Prófase Meiótica I .
HP1 Homeopatia .
HP1.007 Filosofia Homeopática .
HP1.007.262 Pacientes .
HP1.007.262.808 Doença .
HP1.007.262.808.217 Noxas .
HP4 Materia Medica .
HP4.051 Matéria Médica Clínica .
HP6 Semiologia Homeopática .
HP6.062 Noxas .
VS4 Vigilância Sanitária Ambiental .
VS4.001 Saúde Ambiental .
VS4.001.002 Riscos Ambientais .
VS4.001.002.001 Exposição Ambiental .
VS4.001.002.001.002 Exposição a Produtos Químicos .
VS4.001.002.001.002.001 Poluentes Químicos .
VS4.001.002.001.002.001.002 Noxas .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Matéria Médica Clínica .
Sintomas (curados ou patogenéticos) observados após o uso clínico de um medicamento e não encontratado no estudo patogenético do mesmo. .
0.60
 
DNA Polimerase I .
DNA Polimerase I Dependente de DNA .
Pol I .
Fragmento Klenow .
DNA Polimerase alfa .
DNA polimerase dependente de DNA, caracterizada em procariotos, e que pode estar presente em organismos superiores. Tem tanto atividade de exonuclease 3'-5'quanto 5'-3', mas não pode usar o DNA de fita dupla nativo como molde-iniciador. Não é inibida por reagentes sulfidrílicos e é ativa tanto na síntese quanto no reparo do DNA. Ec 2.7.7.7. .
0.35
 
Anexina A5 .
Anexina V .
Proteína Anticoagulante I de Placenta .
Ancorina CII .
Calfobindina I .
Endonexina II .
Lipocortina V .
PAP-I .
Proteína da família anexina isolada da PLACENTA humana e outros tecidos. Inibe a FOSFOLIPASE A2 citosólica e demonstra atividade anticoagulante. .
0.33
 
Poli I .
Inosina Polinucleotídeos .
Ácidos Poli-Inosínicos .
INOSINA POLINUCLEOTÍDIOS .
Grupo de ribonucleotídeos inosina nos quais os resíduos fosfato de cada ribonucleotídeo inosina atuam como pontes formando ligações diéster entre as moléculas de ribose. .
0.33
 
Sinapsinas .
Sinapsina I .
Sinapsina II .
Sinapsina III .
Proteína I .
Proteína III .
Família de proteínas associadas às vesículas sinápticas envolvidas na regulação de curto prazo da liberação de NEUROTRANSMISSORES. A sinapsina I, o membro predominante desta família, liga as VESÍCULAS SINÁPTICAS a FILAMENTOS DE ACTINA no terminal nervoso pré-sináptico. Essas interações são moduladas pela FOSFORILAÇÃO reversível da sinapsina I através de várias vias de transdução de sinal. A proteína também é um substrato para PROTEÍNAS QUINASES DEPENDENTES DE C-AMP e para PROTEÍNAS QUINASES DEPENDENTES DE CÁLCIO-CALMODULINA. Acredita-se que essas propriedades funcionais também sejam compartilhadas pela sinapsina II. .
0.32
 
Noxas .
Agente Biológico Nocivo .
Agente Biológico Prejudicial à Saúde .
Agente Etiológico Biológico .
Agente Etiológico Físico .
Agente Etiológico Psíquico .
Agente Etiológico Químico .
Agente Físico Nocivo .
Agente Físico Prejudicial à Saúde .
Agente Infeccioso .
Agente Nocivo Biológico .
Agente Nocivo Físico .
Agente Nocivo Psíquico .
Agente Nocivo Químico .
Agente Patogênico Biológico .
Agente Patogênico Físico .
Agente Patogênico Psíquico .
Agente Patogênico Químico .
Agente Psíquico Nocivo .
Agente Psíquico Prejudicial à Saúde .
Agente Químico Nocivo .
Agente Químico Prejudicial à Saúde .
Agentes Biológicos Nocivos .
Agentes Biológicos Prejudiciais à Saúde .
Agentes Etiológicos Biológicos .
Agentes Etiológicos Físicos .
Agentes Etiológicos Psíquicos .
Agentes Etiológicos Químicos .
Agentes Físicos Nocivos .
Agentes Físicos Prejudiciais à Saúde .
Agentes Infecciosos .
Agentes Nocivos Biológicos .
Agentes Nocivos Físicos .
Agentes Nocivos Psíquicos .
Agentes Nocivos Químicos .
Agentes Patogênicos Biológicos .
Agentes Patogênicos Físicos .
Agentes Patogênicos Psíquicos .
Agentes Patogênicos Químicos .
Agentes Psíquicos Nocivos .
Agentes Psíquicos Prejudiciais à Saúde .
Agentes Químicos Nocivos .
Agentes Químicos Prejudiciais à Saúde .
Noxa 7424 .
Noxae .
Patógeno .
Patógenos .
Patógeno Biológico .
Patógeno Físico .
Patógeno Psíquico .
Patógeno Químico .
Patógenos Biológicos .
Patógenos Físicos .
Patógenos Psíquicos .
Patógenos Químicos .
Substância Nociva .
Substância Patogênica .
Substância Prejudicial à Saúde .
Substâncias Nocivas .
Substâncias Patogênicas .
Substâncias Prejudiciais à Saúde .
Agente Nocivo .
Agentes Nocivos .
1) Agentes capazes de exercer um efeito prejudicial ao organismo. 2) Em homeopatia: Forças hostis à vida, em parte físicas, em parte psíquicas, capazes de modificar a saúde humana, fazendo-nos adoecer. (Fonte: Organon, 6a ed., parágrafo 31. Disponível em http://www.portaldehomeopatia.com.br/suscetibilidades-e-cia.htm) .
0.31
 
Pepsinogênio A .
Pepsinogênio .
Pepsinogênio I .
Pepsinogênio 3 Grupo I .
Pepsinogênio 5 Grupo I .
Uropepsinogênio .
Este é um dos 2 sistemas pepsinogênicos relacionados em humanos, também conhecido como pepsinogênio. (O outro é o PEPSINOGÊNIO C). Inclui os isozimogênios Pg1-Pg5 (pepsinogênios 1-5, grupo I ou produtos dos genes PGA1-PGA5). Este é o principal pepsinogênio encontrado na urina. .
0.31
 
Fibrinogênio .
Fator I de Coagulação .
Fator I .
Fator de Coagulação I .
Glicoproteína plasmática coagulada pela trombina, composta por um dímero de três pares de cadeias polipeptídicas não idênticas (alfa, beta e gama) mantidas juntas por pontes dissulfeto. A coagulação do fibrinogênio é uma mudança de sol para gel envolvendo arranjos moleculares complexos; enquanto o fibrinogênio é lisado pela trombina para formar polipeptídeos A e B, a ação proteolítica de outras enzimas libera diferentes produtos de degradação do fibrinogênio. .
0.31
 
Prófase Meiótica I .
Diacinese .
Diplóteno .
Estágio Diacinese .
Estágio Diplóteno .
Estágio Leptóteno .
Estágio Zigóteno .
Leptóteno .
Zigóteno .
Prófase 1 .
Prófase I .
Prófase Meiótica 1 .
Estágio Zigóteno .
Estágio de Leptóteno .
Estágio de Zigoteno .
Prófase da primeira divisão da MEIOSE (na qual ocorre a SEGREGAÇÃO DE CROMOSSOMOS homólogos). É dividida em cinco estágios: leptóteno, zigóteno, paquíteno, diplóteno e diacinese. .
0.31