serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

D05 Substâncias Macromoleculares .
D05.500 Complexos Multiproteicos .
D05.500.945 Troponina .
D05.500.945.925 Troponina I .
D05.750 Polímeros .
D05.750.078 Biopolímeros .
D05.750.078.730 Proteínas dos Microfilamentos .
D05.750.078.730.825 Troponina .
D05.750.078.730.825.925 Troponina I .
D08 Enzimas e Coenzimas .
D08.811 Enzimas .
D08.811.277 Hidrolases .
D08.811.277.656 Peptídeo Hidrolases .
D08.811.277.656.350 Exopeptidases .
D08.811.277.656.350.245 Carboxipeptidases .
D08.811.277.656.350.245.450 Lisina Carboxipeptidase .
D08.811.277.656.350.555 Metaloexopeptidases .
D08.811.277.656.350.555.750 Lisina Carboxipeptidase .
D08.811.277.656.675 Metaloproteases .
D08.811.277.656.675.555 Metaloexopeptidases .
D08.811.277.656.675.555.750 Lisina Carboxipeptidase .
D08.811.913 Transferases .
D08.811.913.050 Aciltransferases .
D08.811.913.050.134 Acetiltransferases .
D08.811.913.050.134.415 Lisina Acetiltransferases .
D08.811.913.050.134.415.500 Histona Acetiltransferases .
D08.811.913.050.134.415.500.074 Acetiltransferase N-Terminal D .
D08.811.913.050.134.423 Acetiltransferases N-Terminal .
D08.811.913.050.134.423.100 Acetiltransferase N-Terminal A .
D08.811.913.050.134.423.200 Acetiltransferase N-Terminal B .
D08.811.913.050.134.423.300 Acetiltransferase N-Terminal C .
D08.811.913.050.134.423.400 Acetiltransferase N-Terminal D .
D08.811.913.050.134.423.500 Acetiltransferase N-Terminal E .
D08.811.913.050.134.423.600 Acetiltransferase N-Terminal F .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.644 Peptídeos .
D12.644.276 Peptídeos e Proteínas de Sinalização Intercelular .
D12.644.276.937 Somatomedinas .
D12.644.276.937.400 Fator de Crescimento Insulin-Like I .
D12.776 Proteínas .
D12.776.124 Proteínas Sanguíneas .
D12.776.124.862 Somatomedinas .
D12.776.124.862.400 Fator de Crescimento Insulin-Like I .
D12.776.210 Proteínas Contráteis .
D12.776.210.500 Proteínas Musculares .
D12.776.210.500.910 Troponina .
D12.776.210.500.910.925 Troponina I .
D12.776.220 Proteínas do Citoesqueleto .
D12.776.220.525 Proteínas dos Microfilamentos .
D12.776.220.525.825 Troponina .
D12.776.220.525.825.925 Troponina I .
D12.776.467 Peptídeos e Proteínas de Sinalização Intercelular .
D12.776.467.937 Somatomedinas .
D12.776.467.937.400 Fator de Crescimento Insulin-Like I .
D12.776.631 Proteínas do Tecido Nervoso .
D12.776.631.750 Sinapsinas .
D12.776.744 Fosfoproteínas .
D12.776.744.840 Sinapsinas .
D23 Fatores Biológicos .
D23.529 Peptídeos e Proteínas de Sinalização Intercelular .
D23.529.937 Somatomedinas .
D23.529.937.400 Fator de Crescimento Insulin-Like I .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Acetiltransferase N-Terminal A .
Acetiltransferase A N-Terminal .
Subtipo de acetiltransferase N-terminal que consiste da subunidade catalítica Naa10p e a subunidade auxiliar Naa15p. A estrutura desta enzima é conservada nos eucariotos inferiores e superiores. Possui especificidade para a SERINA N-terminal, ALANINA, TREONINA, GLICINA, VALINA e resíduos de CISTINA e age em cadeias nascentes de peptídeo depois da remoção do iniciador METIONINA por metionil AMINOPEPTIDASES. .
0.79
 
Acetiltransferase N-Terminal E .
Acetiltransferase E N-Terminal .
Subtipo de acetiltransferase N-terminal que consiste da subunidade catalítica Naa50p e das subunidades auxiliares Naa10p e Naa15p. Possui especificidade para a METIONINA N-terminal de peptídeos em que o aminoácido seguinte na cadeia for hidrofóbico. .
0.52
 
Acetiltransferase N-Terminal B .
Acetiltransferase B N-Terminal .
Subtipo de acetiltransferase N-terminal que consiste da subunidade catalítica Naa20p e da subuidade auxiliar Naa25p. A estrutura desta enzima é conservada entre as LEVEDURAS e HUMANOS. Possui especificidade para a METIONINA da porção N-terminal dos peptídeos em que o aminoácido seguinte na cadeia for ASPARTATO, GLUTAMATO, ASPARAGINA ou GLUTAMINA. .
0.49
 
Acetiltransferase N-Terminal C .
Acetiltransferase C N-Terminal .
Subtipo de acetiltransferase N-terminal que consiste da subunidade catalítica Naa30p e das subunidades auxiliares Naa35p e Naa38p. Possui especificidade para a METIONINA da porção N-terminal de peptídeos em que o aminoácido seguinte na cadeia for LEUCINA, FENILALANINA, ISOLEUCINA ou TRIPTOFANO. .
0.48
 
Acetiltransferase N-Terminal F .
Acetiltransferase F N-Terminal .
Subtipo de acetiltransferase N-terminal que consiste da subunidade catalítica Naa60p. É encontrada em eucariotos superiores e tem uma especificidade para a METIONINA N-terminal de peptídeos em que o aminoácido seguinte na cadeia for LEUCINA, LISINA, FENILALANINA, ISOLEUCINA ou TRIPTOFANO. .
0.43
 
Acetiltransferase N-Terminal D .
Acetiltransferase D N-Terminal .
Subtipo de acetiltransferase N-terminal que consiste da subunidade catalítica Naa40p. Possui especificidade para as porções N-terminal da HISTONA H2A e HISTONA H4. .
0.32
 
Troponina I .
Subunidade do complexo TROPONINA que inibe a atividade da ATPASE ACTOMIOSINA, de modo a romper as interações entre ACTINA e MIOSINA. Há três subtipos de troponina I: troponina I1, I2 e I3. A troponina I3 é específica do tecido cardíaco, enquanto que a troponina I1 e a I2 são subtipos esqueléticos. A troponina I3 é biomarcador (ver BIOMARCADORES) de CARDIOMIÓCITOS danificados e lesionados, estando as mutações no gene da troponina I3 associadas com CARDIOMIOPATIA HIPERTRÓFICA FAMILIAR. .
0.32
 
Sinapsinas .
Sinapsina I .
Sinapsina II .
Sinapsina III .
Proteína I .
Proteína III .
Família de proteínas associadas às vesículas sinápticas envolvidas na regulação de curto prazo da liberação de NEUROTRANSMISSORES. A sinapsina I, o membro predominante desta família, liga as VESÍCULAS SINÁPTICAS a FILAMENTOS DE ACTINA no terminal nervoso pré-sináptico. Essas interações são moduladas pela FOSFORILAÇÃO reversível da sinapsina I através de várias vias de transdução de sinal. A proteína também é um substrato para PROTEÍNAS QUINASES DEPENDENTES DE C-AMP e para PROTEÍNAS QUINASES DEPENDENTES DE CÁLCIO-CALMODULINA. Acredita-se que essas propriedades funcionais também sejam compartilhadas pela sinapsina II. .
0.30
 
Lisina Carboxipeptidase .
Carboxipeptidase N .
Quininase I .
Metalocarboxipeptidase que remove o aminoácido básico C-terminal dos peptídeos e proteínas, com demonstrada preferência para lisina sob arginina. É uma enzima plasmática dependente de zinco que inativa a bradicinina e as anafilatoxinas. .
0.30
 
Fator de Crescimento Insulin-Like I .
Fator de Crescimento Semelhante à Insulina I .
Fator de Crescimento Insulina-Símile I .
Fator I de Crescimento Semelhante à Insulina .
Fator I de Crescimento Similar à Insulina .
Fator de Crescimento Similar à Insulina Tipo I .
IGF-I .
Somatomedina C .
Peptídeo básico bem caracterizado supostamente secretado pelo fígado e circula no sangue. Tem atividades reguladora de crescimento (similar à insulina) e mitogênica. Este fator de crescimento possui uma principal (mas não absoluta) dependência do HORMÔNIO DE CRESCIMENTO. Acredita-se ser ativa principalmente em adultos, em contraste com o FATOR DE CRESCIMENTO INSULIN-LIKE II, que é o principal fator de crescimento fetal. .
0.30