serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

A12 Líquidos e Secreções .
A12.200 Secreções Corporais .
A12.200.935 Peçonhas .
B01 Eucariotos .
B01.050 Animais .
B01.050.500 Invertebrados .
B01.050.500.131 Artrópodes .
B01.050.500.131.617 Insetos .
B01.050.500.131.617.720 Pterigotos .
B01.050.500.131.617.720.500 Neópteros .
B01.050.500.131.617.720.500.500 Holometábolos .
B01.050.500.131.617.720.500.500.875 Himenópteros .
B01.050.500.131.617.720.500.500.875.387 Abelhas .
D20 Misturas Complexas .
D20.888 Peçonhas .
D20.888.065 Venenos de Artrópodes .
D20.888.065.115 Venenos de Abelha .
D20.888.065.870 Venenos de Aranha .
D20.888.590 Venenos de Moluscos .
D23 Fatores Biológicos .
D23.946 Toxinas Biológicas .
D23.946.580 Toxinas Marinhas .
D23.946.580.590 Venenos de Moluscos .
D23.946.833 Peçonhas .
D23.946.833.065 Venenos de Artrópodes .
D23.946.833.065.115 Venenos de Abelha .
D23.946.833.065.870 Venenos de Aranha .
D23.946.833.590 Venenos de Moluscos .
D27 Ações Químicas e Utilizações .
D27.720 Usos Especializados de Substâncias Químicas .
D27.720.777 Venenos .
D27.888 Ações Tóxicas .
D27.888.569 Noxas .
D27.888.569.612 Venenos .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Venenos de Abelha .
Venenos de Apis .
Veneno de Abelha .
Venenos obtidos da espécie Apis mellifera (abelha) e de espécies relacionadas. Estes venenos contêm várias enzimas, toxinas polipeptídicas, e outras substâncias, algumas das quais são alergênicas ou imunogênicas, ou ambas. Estes venenos foram usados anteriormente no [tratamento do] reumatismo, para estimular o sistema hipófise-adrenal. .
1.00
572467
 
Abelhas .
Geleia Real .
Apidae .
Apis 1186 .
Abelha .
Insetos da superfamília Apoidea encontradas em praticamente todo lugar, particularmente sobre flores. Por volta de 3500 espécies ocorrem na América do Norte. Diferem da maioria das VESPAS pelo fato de que suas crias são alimentadas com mel e pólen, ao invés de alimento de origem animal. .
0.67
4859956
 
Venenos .
Veneno .
Qualquer substância que, quando quantidades relativamente pequenas são ingeridas, inaladas ou absorvidas, ou aplicadas ao, injetadas no ou desenvolvidas dentro do corpo, exerce ação química que pode causar dano à estrutura ou perturbação de função, produzindo sintomatologia, doença ou morte. (Dorland, 28a ed) .
0.65
751328
 
Peçonhas .
Venenos de Animais .
Secreções de animais venenosos formando um fluido misto de muitas diferentes enzimas, toxinas e outras substâncias. Estas substâncias são produzidas em glândulas especializadas e secretadas através de sistemas de dispensa especializados (nematocistos, espinhos, dente inoculador, etc.) a fim de incapacitar a presa ou o predador. .
0.58
365915
 
Venenos de Aranha .
Venenos de Aracnídeos .
Venenos de artrópodes da ordem Araneida dos ARACNÍDEOS. Os venenos geralmente contêm várias frações proteicas, inclusive ENZIMAS hemolíticas e neurolíticas, além de outras TOXINAS BIOLÓGICAS. .
0.58
1052407
 
Venenos de Moluscos .
Venenos de Octopus .
Venenos de Conus .
Venenos de Polvo .
Venenos de Caramujo .
Veneno de Molusco .
Venenos de moluscos, incluindo as espécies Conus e OCTOPUS. Estes venenos contêm proteínas, enzimas, derivados de colina, substâncias de baixa reatividade e várias toxinas polipeptídicas caracterizadas que afetam o sistema nervoso. Os venenos de molusco incluem cefalotoxina, venerupina, maculotoxina, surugatoxina, conotoxinas e murexina. .
0.57
22895