serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

C18 Doenças Nutricionais e Metabólicas .
C18.654 Transtornos Nutricionais .
C18.654.521 Desnutrição .
C18.654.521.500 Deficiências Nutricionais .
C18.654.521.500.133 Deficiência de Vitaminas .
C18.654.521.500.133.699 Deficiência de Vitaminas do Complexo B .
C18.654.521.500.133.699.901 Deficiência de Vitamina B 6 .
D02 Compostos Orgânicos .
D02.092 Aminas .
D02.092.877 Compostos de Amônio Quaternário .
D02.092.877.883 Compostos de Trimetil Amônio .
D02.092.877.883.099 Carnitina .
D02.478 Imidas .
D02.478.520 Ácido Pantotênico .
D02.886 Compostos de Enxofre .
D02.886.675 Tiazóis .
D02.886.675.900 Tiamina .
D03 Compostos Heterocíclicos .
D03.066 Ácidos Heterocíclicos .
D03.066.515 Ácidos Nicotínicos .
D03.066.515.530 Niacinamida .
D03.383 Compostos Heterocíclicos com 1 Anel .
D03.383.129 Azóis .
D03.383.129.578 Pirróis .
D03.383.129.578.840 Tetrapirróis .
D03.383.129.578.840.437 Corrinoides .
D03.383.129.578.840.437.777 Vitamina B 12 .
D03.383.129.708 Tiazóis .
D03.383.129.708.900 Tiamina .
D03.383.725 Piridinas .
D03.383.725.547 Ácidos Nicotínicos .
D03.383.725.547.530 Niacinamida .
D03.383.725.676 Picolinas .
D03.383.725.676.925 Vitamina B 6 .
D03.383.742 Pirimidinas .
D03.383.742.795 Tiamina .
D03.633 Compostos Heterocíclicos de Anéis Fundidos .
D03.633.100 Compostos Heterocíclicos com 2 Anéis .
D03.633.100.733 Pteridinas .
D03.633.100.733.315 Flavinas .
D03.633.100.733.315.650 Riboflavina .
D03.633.100.759 Purinas .
D03.633.100.759.138 Adenina .
D03.633.300 Compostos Heterocíclicos com 3 Anéis .
D03.633.300.507 Flavinas .
D03.633.300.507.650 Riboflavina .
D03.633.400 Compostos Heterocíclicos de 4 ou mais Anéis .
D03.633.400.909 Tetrapirróis .
D03.633.400.909.437 Corrinoides .
D03.633.400.909.437.777 Vitamina B 12 .
D04 Compostos Policíclicos .
D04.345 Compostos Macrocíclicos .
D04.345.783 Tetrapirróis .
D04.345.783.437 Corrinoides .
D04.345.783.437.777 Vitamina B 12 .
D08 Enzimas e Coenzimas .
D08.211 Coenzimas .
D08.211.474 Flavinas .
D08.211.474.650 Riboflavina .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.125 Aminoácidos .
D12.125.042 Alanina .
D12.125.042.070 beta-Alanina .
D12.125.042.070.500 Ácido Pantotênico .
D23 Fatores Biológicos .
D23.767 Pigmentos Biológicos .
D23.767.405 Flavinas .
D23.767.405.650 Riboflavina .
SP6 Nutrição em Saúde Pública .
SP6.016 Transtornos Nutricionais .
SP6.016.052 Deficiências Nutricionais .
SP6.016.052.063 Deficiência de Vitaminas .
SP6.016.052.063.114 Deficiência de Vitaminas do Complexo B .
SP6.016.052.063.114.025 Deficiência de Vitamina B 6 .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Vitamina B 6 .
Vitamina B6 .
VITAMINA B 6 se refere a várias PICOLINAS (especialmente PIRIDOXINA, PIRIDOXAL e PIRIDOXAMINA) que são eficientemente convertidas pelo corpo em FOSFATO DE PIRIDOXAL que é uma coenzima para a síntese de aminoácidos, neurotransmissores (serotonina, norepinefrina), esfingolipídeos e ácido aminolevulínico. Durante a transaminação de aminoácidos, o fosfato de piridoxal é transitoriamente convertido em fosfato de PIRIDOXAMINA. Embora a piridoxina e a vitamina B 6 sejam ainda frequentemente utilizadas como sinônimos, especialmente por pesquisadores médicos, essa prática é errônea e, algumas vezes, enganosa. (Tradução livre do original: EE Snell; Ann NY Acad Sci, vol 585 pg 1, 1990). A maioria das vitaminas B 6 eventualmente é degradada à ÁCIDO PIRIDÓXICO e excretada na urina. .
1.00
 
Deficiência de Vitamina B 6 .
Deficiência de Piridoxina .
Deficiência de Vitamina B6 .
Deficiência de Vitamnian B 6 .
Estado nutricional produzido por uma deficiência de VITAMINA B6 na dieta, caracterizada por dermatite, glossite, queilose angular e estomatite. A deficiência acentuada causa irritabilidade, fraqueza, depressão, tontura, neuropatia periférica e ataques. Em lactentes e crianças, as manifestações típicas são diarreia, anemia e ataques. A deficiência pode ser causada por determinados medicamentos, como isoniazida. .
0.81
 
Tiamina .
Aneurina .
Vitamina B 1 .
Vitamina B1 .
3-((4-Amino2-metil-5-pirimidinyl)metil)-5-(2- hidroximetil)-4-cloreto de metiltiazólio. .
0.68
 
Riboflavina .
Vitamina B 2 .
Vitamina B2 .
Vitamina G .
Fator nutricional encontrado no leite, ovos, cevada maltada, fígado, rim, coração e vegetais folhosos. A mais rica fonte natural é a levedura. Encontrada sob a forma livre somente na retina do olho, soro do leite e urina. Suas principais formas em tecidos e células são os MONONUCLEOTÍDEOS DE FLAVINA e FLAVINA-ADENINA DINUCLEOTÍDEO. .
0.68
 
Carnitina .
Vitamina B T .
Constituinte de MÚSCULO ESTRIADO e FÍGADO. É derivado de aminoácido e um cofator essencial no metabolismo de ácidos graxos. .
0.67
 
Niacinamida .
Nicotinamida .
Vitamina B 3 .
Vitamina B3 .
Vitamina PP .
Importante composto que atua como componente da coenzima NAD. Sua importância principal está na prevenção e/ou cura da língua preta e da PELAGRA. A maioria dos animais não consegue fabricar este composto em quantidades suficientes para impedir a deficiência nutricional e, por isso, deve ser suplementado através da alimentação. .
0.66
 
Adenina .
Vitamina B 4 .
Vitamina B4 .
Base purínica e unidade fundamental de NUCLEOTÍDEOS DE ADENINA. .
0.66
 
Ácido Pantotênico .
Vitamina B 5 .
Vitamina B5 .
Butiril-beta-alanina que também pode ser visto como um ácido pantoico complexado com BETA ALANINA. É incorporado na COENZIMA A e protege as células contra danos peroxidativos por elevar o nível de GLUTATIONA. .
0.65
 
Vitamina B 12 .
Cobalamina .
Cianocobalamina .
Vitamina B12 .
Composto de coordenação que contém cobalto produzido por micro-organismos do intestino e também encontrado no solo e água. As plantas superiores não concentram a vitamina B 12 do solo e, portanto, são uma fonte pobre dessa substância quando comparadas aos tecidos animais. O FATOR INTRÍNSECO é importante para a assimilação da vitamina B 12. .
0.65