serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

B01 Eucariotos .
B01.050 Animais .
B01.050.150 Cordados .
B01.050.150.900 Vertebrados .
B01.050.150.900.649 Mamíferos .
B01.050.150.900.649.313 Eutérios .
B01.050.150.900.649.313.992 Roedores .
E01 Diagnóstico .
E01.370 Técnicas e Procedimentos Diagnósticos .
E01.370.370 Técnicas de Diagnóstico Cardiovascular .
E01.370.370.380 Testes de Função Cardíaca .
E01.370.370.380.250 Teste de Esforço .
E01.370.386 Técnicas de Diagnóstico do Sistema Respiratório .
E01.370.386.700 Testes de Função Respiratória .
E01.370.386.700.250 Teste de Esforço .
E05 Técnicas de Pesquisa .
E05.333 Ergometria .
E05.333.250 Teste de Esforço .
G02 Fenômenos Químicos .
G02.111 Fenômenos Bioquímicos .
G02.111.660 Biossíntese Peptídica .
G02.111.660.871 Biossíntese de Proteínas .
G02.111.660.871.790 Modificação Traducional de Proteínas .
G02.111.660.871.790.600 Processamento de Proteína Pós-Traducional .
G02.111.660.871.790.600.962 Resposta a Proteínas não Dobradas .
G02.111.660.871.790.600.962.500 Degradação Associada com o Retículo Endoplasmático .
G02.111.691 Modificação Traducional de Proteínas .
G02.111.691.600 Processamento de Proteína Pós-Traducional .
G02.111.691.600.850 Resposta a Proteínas não Dobradas .
G02.111.691.600.850.500 Degradação Associada com o Retículo Endoplasmático .
G02.111.780 Estabilidade de RNA .
G03 Metabolismo .
G03.734 Biossíntese Peptídica .
G03.734.871 Biossíntese de Proteínas .
G03.734.871.790 Modificação Traducional de Proteínas .
G03.734.871.790.600 Processamento de Proteína Pós-Traducional .
G03.734.871.790.600.850 Resposta a Proteínas não Dobradas .
G03.734.871.790.600.850.500 Degradação Associada com o Retículo Endoplasmático .
G05 Fenômenos Genéticos .
G05.308 Regulação da Expressão Gênica .
G05.308.670 Modificação Traducional de Proteínas .
G05.308.670.600 Processamento de Proteína Pós-Traducional .
G05.308.670.600.850 Resposta a Proteínas não Dobradas .
G05.308.670.600.850.500 Degradação Associada com o Retículo Endoplasmático .
J01 Tecnologia, Indústria e Agricultura .
J01.256 Conservação dos Recursos Naturais .
J01.256.282 Recuperação e Remediação Ambiental .
N06 Meio Ambiente e Saúde Pública .
N06.230 Meio Ambiente .
N06.230.080 Conservação dos Recursos Naturais .
N06.230.080.600 Recuperação e Remediação Ambiental .
N06.230.080.600.500 Biodegradação Ambiental .
N06.850 Saúde Pública .
N06.850.460 Poluição Ambiental .
N06.850.460.375 Recuperação e Remediação Ambiental .
N06.850.460.375.500 Biodegradação Ambiental .
SP4 Saúde Ambiental .
SP4.001 Saúde .
SP4.001.022 Controle de Pragas .
SP4.001.022.248 Roedores .
SP4.011 Ciência .
SP4.011.102 Biologia .
SP4.011.102.103 Biodegradação Ambiental .
SP4.026 Esgotos .
SP4.026.292 Tratamento de Águas Residuárias .
SP4.026.292.663 Tratamento Biológico .
SP4.026.292.663.184 Biodegradação Ambiental .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
/metabolismo .
/vias bioquímicas .
/biodegradação .
/biotransformação .
/catabolismo .
/degradação .
/incorporação .
/mobilização .
/turnover .
Usado com órgãos, células e frações subcelulares, organismos e doenças para mudanças bioquímicas e metabolismo. Usado também com medicamentos e substâncias químicas para mudanças catabólicas (ruptura de moléculas complexas em moléculas mais simples). Para os processos anabólicos (processo oposto ao catabolismo - conversão de pequenas moléculas em moléculas complexas) usar /biossíntese. Para enzimologia, farmacocinética e secreção, usar os qualificadores específicos. .
0.67
 
Estabilidade de RNA .
Degradação do mRNA .
Degradação de Transcritos do mRNA .
Degradação do RNA .
Degradação da Transcrição do mRNA .
Ponto no qual uma molécula de RNA retém sua integridade estrutural e resiste à degradação por RNASE e HIDRÓLISE catalisada por base, sob condições variáveis in vivo ou in vitro. .
0.51
136873
 
Biodegradação Ambiental .
Bioconversão .
Biodegradabilidade .
Biodeterioração .
Biorremediação .
Biorreparação .
Poluentes Biodegradáveis .
Degradação Biológica .
Degradação Microbiana .
Poluentes não Conservativos .
Contaminantes não Persistentes .
Fitorremediação .
Putrefação .
Biodegradação .
Eliminação de POLUENTES AMBIENTAIS, PRAGUICIDAS e outros resíduos usando organismos vivos, geralmente envolvendo intervenção de engenheiros ambiental ou saneamento. .
0.48
36136121
 
Roedores .
Castores .
Castor Castor .
Capivaras .
Dipodidae .
Dipodídeos .
Hydrochaeris .
Jerboas .
Rodentia .
Gerbos .
Degus .
Ordem de mamíferos que consiste de 29 famílias e diversos gêneros. .
0.47
56112055
 
Teste de Esforço .
Teste Ergométrico de Bicicleta .
Teste Ergométrico com os Braços .
Teste de Degrau .
Teste de Estresse .
Teste de Stress .
Teste de Esteira Rolante .
Teste Ergométrico de Esteira .
Testes de Aptidão Física .
Teste de Aptidão .
Atividade física controlada que é realizada para permitir a avaliação das funções fisiológicas, especialmente as cardiovasculares e pulmonares, mas também a capacidade aeróbica. O exercício máximo (mais intenso) é geralmente exigido, mas o submáximo também é utilizado. .
0.46
166456790
 
Recuperação e Remediação Ambiental .
Recuperação e Remediação do Meio Ambiente .
Restauração e Remediação Ambiental .
Restauração e Remediação do Meio Ambiente .
Limpeza Ambiental .
Limpeza de Local Poluído .
Limpeza do Meio Ambiente .
Recuperação de Áreas .
Descontaminação de Áreas Poluídas .
Recuperação de Áreas Contaminadas .
Recuperação de Áreas Degradadas .
Remediação de Áreas Contaminadas .
Remediação de Áreas Degradadas .
Remediação de Áreas Poluídas .
Remediação Ambiental .
Remediação da Poluição .
Despoluição do Meio Ambiente .
Recuperação Ambiental .
Restauração Ambiental .
Recuperação de Ambiente .
Recuperação de Ambientes .
Recuperação do Meio Ambiente .
Reparação de Danos Ambientais .
Reparação de Danos ao Meio Ambiente .
Recuperação de um ambiente, ecossistema ou habitat que foi fisicamente degradado durante o uso econômico da terra ou por desastre natural, ou contaminado por POLUENTES AMBIENTAIS. Isto se consegue por vários métodos químicos, biológicos ou de movimentação em massa, em conjunto com o MONITORAMENTO AMBIENTAL. .
0.46
566424
 
Degradação Associada com o Retículo Endoplasmático .
Degradação Associada ao Retículo Endoplasmático .
Perda de algumas sequências do TELÔMERO durante a REPLICAÇÃO DO DNA dos primeiros vários pares de bases de uma molécula de DNA linear ou por DANO AO DNA. As células possuem vários mecanismos para restaurar o comprimento dos cromossomos (HOMEOSTASE TELOMÉRICA). O encurtamento do telômero está envolvido na progressão do ENVELHECIMENTO CELULAR. .
0.46