serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

D08 Enzimas e Coenzimas .
D08.811 Enzimas .
D08.811.913 Transferases .
D08.811.913.696 Fosfotransferases .
D08.811.913.696.445 Nucleotidiltransferases .
D08.811.913.696.445.308 DNA Nucleotidiltransferases .
D08.811.913.696.445.308.300 DNA Polimerase Dirigida por DNA .
D08.811.913.696.445.308.300.225 DNA Polimerase I .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.776 Proteínas .
D12.776.157 Proteínas de Transporte .
D12.776.157.125 Proteínas de Ligação ao Cálcio .
D12.776.157.125.050 Anexinas .
D12.776.157.125.050.100 Anexina A5 .
D12.776.631 Proteínas do Tecido Nervoso .
D12.776.631.750 Sinapsinas .
D12.776.744 Fosfoproteínas .
D12.776.744.840 Sinapsinas .
D13 Ácidos Nucleicos, Nucleotídeos e Nucleosídeos .
D13.695 Nucleotídeos .
D13.695.578 Polinucleotídeos .
D13.695.578.550 Polirribonucleotídeos .
D13.695.578.550.650 Poli I .
E05 Técnicas de Pesquisa .
E05.318 Métodos Epidemiológicos .
E05.318.308 Coleta de Dados .
E05.318.308.985 Estatísticas Vitais .
E05.318.308.985.525 Morbidade .
E05.318.308.985.525.750 Prevalência .
E05.318.760 Características de Estudos Epidemiológicos .
E05.318.760.500 Estudos Epidemiológicos .
E05.318.760.500.875 Estudos Transversais .
G04 Fenômenos Fisiológicos Celulares .
G04.144 Ciclo Celular .
G04.144.220 Divisão Celular .
G04.144.220.220 Divisão do Núcleo Celular .
G04.144.220.220.687 Meiose .
G04.144.220.220.687.444 Prófase Meiótica I .
G05 Fenômenos Genéticos .
G05.113 Divisão Celular .
G05.113.220 Divisão do Núcleo Celular .
G05.113.220.687 Meiose .
G05.113.220.687.500 Prófase Meiótica I .
N01 Características da População .
N01.224 Demografia .
N01.224.935 Estatísticas Vitais .
N01.224.935.597 Morbidade .
N01.224.935.597.750 Prevalência .
N05 Qualidade, Acesso e Avaliação da Assistência à Saúde .
N05.715 Qualidade da Assistência à Saúde .
N05.715.360 Mecanismos de Avaliação da Assistência à Saúde .
N05.715.360.775 Características de Estudos Epidemiológicos .
N05.715.360.775.175 Estudos Epidemiológicos .
N05.715.360.775.175.275 Estudos Transversais .
N06 Meio Ambiente e Saúde Pública .
N06.850 Saúde Pública .
N06.850.505 Medidas em Epidemiologia .
N06.850.505.400 Demografia .
N06.850.505.400.975 Estatísticas Vitais .
N06.850.505.400.975.525 Morbidade .
N06.850.505.400.975.525.750 Prevalência .
N06.850.520 Métodos Epidemiológicos .
N06.850.520.308 Coleta de Dados .
N06.850.520.308.985 Estatísticas Vitais .
N06.850.520.308.985.525 Morbidade .
N06.850.520.308.985.525.750 Prevalência .
N06.850.520.450 Características de Estudos Epidemiológicos .
N06.850.520.450.500 Estudos Epidemiológicos .
N06.850.520.450.500.875 Estudos Transversais .
SP4 Saúde Ambiental .
SP4.001 Saúde .
SP4.001.012 Doença Ambiental .
SP4.001.012.153 Epidemiologia .
SP4.001.012.153.239 Estudos Epidemiológicos .
SP4.001.012.153.239.140 Estudos Transversais .
SP4.001.012.153.244 Métodos Epidemiológicos .
SP4.001.012.153.244.155 Prevalência .
SP5 Epidemiologia e Bioestatística .
SP5.001 Epidemiologia .
SP5.001.012 Estudos Epidemiológicos .
SP5.001.012.033 Epidemiologia Descritiva .
SP5.001.012.033.034 Estudos Transversais .
SP5.001.012.038 Epidemiologia Analítica .
SP5.001.012.038.049 Estudos Observacionais como Assunto .
SP5.001.012.038.049.040 Estudos Transversais .
SP5.001.032 Medidas de Ocorrência de Doenças .
SP5.001.032.063 Prevalência .
SP5.001.037 Medidas de Associação, Exposição, Risco ou Desfecho .
SP5.001.037.073 Taxas, Razões e Proporções .
SP5.001.037.073.084 Razão de Prevalências .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Prevalência .
Taxa de Prevalência .
Coeficiente de Prevalência .
Número total de casos de uma dada doença em uma população especificada num tempo designado. É diferenciada de INCIDÊNCIA, que se refere ao número de casos novos em uma população em um dado tempo. .
0.59
10690241747
 
/epidemiologia .
/endemia .
/epidemia .
/frequência .
/incidência .
/morbidade .
/ocorrência .
/surtos .
/prevalência .
/vigilância .
Usado com doenças humanas e animais para a sua distribuição, fatores causais e características das doenças em populações definidas. Inclui a incidência, frequência, prevalência, e os surtos endêmicos e epidêmicos; também inclui os levantamentos ou estimativas de morbidade em áreas geográficas e em populações específicas. Por último, usado com descritores geográficos para a localização de aspectos epidemiológicos de uma doença. Exclui mortalidade para o qual existe o qualificador /mortalidade. .
0.59
 
DNA Polimerase I .
DNA Polimerase I Dependente de DNA .
Pol I .
Fragmento Klenow .
DNA Polimerase alfa .
DNA polimerase dependente de DNA, caracterizada em procariotos, e que pode estar presente em organismos superiores. Tem tanto atividade de exonuclease 3'-5'quanto 5'-3', mas não pode usar o DNA de fita dupla nativo como molde-iniciador. Não é inibida por reagentes sulfidrílicos e é ativa tanto na síntese quanto no reparo do DNA. Ec 2.7.7.7. .
0.50
72958
 
Anexina A5 .
Anexina V .
Proteína Anticoagulante I de Placenta .
Ancorina CII .
Calfobindina I .
Endonexina II .
Lipocortina V .
PAP-I .
Proteína da família anexina isolada da PLACENTA humana e outros tecidos. Inibe a FOSFOLIPASE A2 citosólica e demonstra atividade anticoagulante. .
0.49
54472
 
Poli I .
Inosina Polinucleotídeos .
Ácidos Poli-Inosínicos .
INOSINA POLINUCLEOTÍDIOS .
Grupo de ribonucleotídeos inosina nos quais os resíduos fosfato de cada ribonucleotídeo inosina atuam como pontes formando ligações diéster entre as moléculas de ribose. .
0.48
0266
 
Sinapsinas .
Sinapsina I .
Sinapsina II .
Sinapsina III .
Proteína I .
Proteína III .
Família de proteínas associadas às vesículas sinápticas envolvidas na regulação de curto prazo da liberação de NEUROTRANSMISSORES. A sinapsina I, o membro predominante desta família, liga as VESÍCULAS SINÁPTICAS a FILAMENTOS DE ACTINA no terminal nervoso pré-sináptico. Essas interações são moduladas pela FOSFORILAÇÃO reversível da sinapsina I através de várias vias de transdução de sinal. A proteína também é um substrato para PROTEÍNAS QUINASES DEPENDENTES DE C-AMP e para PROTEÍNAS QUINASES DEPENDENTES DE CÁLCIO-CALMODULINA. Acredita-se que essas propriedades funcionais também sejam compartilhadas pela sinapsina II. .
0.47
01470
 
Prófase Meiótica I .
Diacinese .
Diplóteno .
Estágio Diacinese .
Estágio Diplóteno .
Estágio Leptóteno .
Estágio Zigóteno .
Leptóteno .
Zigóteno .
Prófase 1 .
Prófase I .
Prófase Meiótica 1 .
Estágio Zigóteno .
Estágio de Leptóteno .
Estágio de Zigoteno .
Prófase da primeira divisão da MEIOSE (na qual ocorre a SEGREGAÇÃO DE CROMOSSOMOS homólogos). É dividida em cinco estágios: leptóteno, zigóteno, paquíteno, diplóteno e diacinese. .
0.45
4332
 
Estudos Transversais .
Levantamentos de Frequência de Doenças .
Estudos de Prevalência .
Estudos de Corte Transversal .
Estudos Seccionais .
Estudos epidemiológicos que avaliam a relação entre doenças, agravos ou características relacionadas à saúde, e outras variáveis de interesse, a partir de dados coletados simultaneamente em uma população. (Tradução livre do original: Last, 2001) .
0.44
 
Razão de Prevalências .
Aproximação do risco relativo, dada pela prevalência da doença (agravo ou morte) entre expostos em relação à prevalência entre não expostos ao fator em estudo. Geralmente estimado para estudos de corte transversal. .
0.39
180