serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

B01 Eucariotos .
B01.650 Plantas .
B01.650.940 Viridiplantae .
B01.650.940.800 Estreptófitas .
B01.650.940.800.575 Embriófitas .
B01.650.940.800.575.912 Traqueófitas .
B01.650.940.800.575.912.250 Magnoliopsida .
B01.650.940.800.575.912.250.838 Ranunculaceae .
B01.650.940.800.575.912.250.838.077 Anemone .
C15 Doenças Sanguíneas e Linfáticas .
C15.378 Doenças Hematológicas .
C15.378.071 Anemia .
C15.378.071.085 Anemia Aplástica .
C15.378.071.085.080 Anemia Hipoplástica Congênita .
C15.378.071.085.080.280 Anemia de Fanconi .
C15.378.071.141 Anemia Hemolítica .
C15.378.071.141.150 Anemia Hemolítica Congênita .
C15.378.071.141.150.875 Talassemia .
C15.378.071.141.150.875.150 Talassemia beta .
C15.378.071.252 Anemia Macrocítica .
C15.378.071.252.196 Anemia Megaloblástica .
C15.378.071.252.196.500 Anemia Perniciosa .
C15.378.190 Doenças da Medula Óssea .
C15.378.190.196 Anemia Aplástica .
C15.378.190.196.080 Anemia Hipoplástica Congênita .
C15.378.190.196.080.280 Anemia de Fanconi .
C15.378.420 Hemoglobinopatias .
C15.378.420.826 Talassemia .
C15.378.420.826.150 Talassemia beta .
C15.604 Doenças Linfáticas .
C15.604.744 Esplenopatias .
C15.604.744.293 Hiperesplenismo .
C16 Doenças e Anormalidades Congênitas, Hereditárias e Neonatais .
C16.320 Doenças Genéticas Inatas .
C16.320.070 Anemia Hemolítica Congênita .
C16.320.070.875 Talassemia .
C16.320.070.875.150 Talassemia beta .
C16.320.077 Anemia Hipoplástica Congênita .
C16.320.077.280 Anemia de Fanconi .
C16.320.365 Hemoglobinopatias .
C16.320.365.826 Talassemia .
C16.320.365.826.150 Talassemia beta .
C18 Doenças Nutricionais e Metabólicas .
C18.452 Doenças Metabólicas .
C18.452.284 Distúrbios no Reparo do DNA .
C18.452.284.280 Anemia de Fanconi .
C18.654 Transtornos Nutricionais .
C18.654.521 Desnutrição .
C18.654.521.500 Deficiências Nutricionais .
C18.654.521.500.133 Deficiência de Vitaminas .
C18.654.521.500.133.699 Deficiência de Vitaminas do Complexo B .
C18.654.521.500.133.699.923 Deficiência de Vitamina B 12 .
C18.654.521.500.133.699.923.280 Anemia Perniciosa .
E05 Técnicas de Pesquisa .
E05.318 Métodos Epidemiológicos .
E05.318.760 Características de Estudos Epidemiológicos .
E05.318.760.500 Estudos Epidemiológicos .
E05.318.760.500.750 Estudos de Coortes .
N05 Qualidade, Acesso e Avaliação da Assistência à Saúde .
N05.715 Qualidade da Assistência à Saúde .
N05.715.360 Mecanismos de Avaliação da Assistência à Saúde .
N05.715.360.775 Características de Estudos Epidemiológicos .
N05.715.360.775.175 Estudos Epidemiológicos .
N05.715.360.775.175.250 Estudos de Coortes .
N06 Meio Ambiente e Saúde Pública .
N06.850 Saúde Pública .
N06.850.520 Métodos Epidemiológicos .
N06.850.520.450 Características de Estudos Epidemiológicos .
N06.850.520.450.500 Estudos Epidemiológicos .
N06.850.520.450.500.750 Estudos de Coortes .
SP4 Saúde Ambiental .
SP4.001 Saúde .
SP4.001.012 Doença Ambiental .
SP4.001.012.153 Epidemiologia .
SP4.001.012.153.239 Estudos Epidemiológicos .
SP4.001.012.153.239.135 Estudos de Coortes .
SP5 Epidemiologia e Bioestatística .
SP5.001 Epidemiologia .
SP5.001.012 Estudos Epidemiológicos .
SP5.001.012.038 Epidemiologia Analítica .
SP5.001.012.038.049 Estudos Observacionais como Assunto .
SP5.001.012.038.049.035 Estudos de Coortes .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Talassemia beta .
Anemia de Cooley .
Anemia Eritroblástica .
Anemia do Mediterrâneo .
Doença da Hemoglobina F .
Talassemia Maior .
Talassemia Menor .
Transtorno caracterizado pela síntese reduzida das ramificações beta da hemoglobina. Há retardo da síntese de hemoglobina A na forma heterozigótica (talassemia menor), a qual é assintomática, enquanto na forma homozigótica (talassemia maior, anemia de Cooley, anemia do Mediterrâneo, anemia eritroblástica), a qual pode resultar em complicações severas e mesmo em morte, a síntese de hemoglobina A é ausente. .
1.00
1066821
 
Anemia .
Redução no número de ERITRÓCITOS circulantes ou na quantidade de HEMOGLOBINA. .
0.62
159632275
 
Anemia de Fanconi .
Transtorno congênito que afeta todos os elementos da medula óssea resultando em ANEMIA, LEUCOPENIA e TROMBOPENIA e associados com malformações cardíaca, renal e de membros, bem como alterações pigmentárias da derme. Uma característica desta doença é a QUEBRA CROMOSSÔMICA espontânea junto com predisposição para LEUCEMIA. Há pelo menos sete grupos complementares na anemia de Fanconi: FANCA, FANCB, FANCC, FANCD1, FANCD2, FANCE, FANCF, FANCG, e FANCL. (Tradução livre do original: Online Mendelian Inheritance in Man, http://www.ncbi.nlm.nih.gov/entrez/dispomim.cgi?id=227650, August 20, 2004) .
0.46
582817
 
Anemone .
Anemone hepatica .
Flor-da-Esperança .
Flor-da-Páscoa .
Hepatica nobilis .
Gênero de plantas (família RANUNCULACEAE) que contém saponinas triterpenos. A raiz da Anemone raddeana é fonte de um remédio popular chinês, o "zhu jie xian fu". O nome vulgar Hepática, também é usado para outras plantas. Este gênero não está relacionado com as ANÊMONAS-DO-MAR. .
0.43
 
Anemia Perniciosa .
Anemia de Addison .
Anemia megaloblástica que usualmente ocorre em adultos mais velhos, causada por absorção intestinal prejudicada de vitamina B12 devido à falta de disponibilidade de fator intrínseco. É muitas vezes caracterizada por palidez, acloridria, glossite, atrofia da mucosa gástrica, fraqueza, anticorpos com células parietais gástricas ou fator intrínseco, e manifestações neurológicas. (Dorland, 28a ed) .
0.43
 
Anemia Aplástica .
Anemia Aplásica .
Anemia Hipoplásica .
Anemia Hipoplástica .
Forma de anemia na qual a medula óssea falha em produzir números adequados de elementos sanguíneos periféricos. .
0.42
20211588
 
Hiperesplenismo .
Anemia Esplênica .
Afecção caracterizada por esplenomegalia, alguma redução no número de células sanguíneas circulantes na presença de medula óssea normal ou hiperativa, e pelo potencial de reversão por esplenectomia. .
0.42
391349
 
Estudos de Coortes .
Análise de Coortes .
Estudos Fechados de Coortes .
Estudos Históricos de Coortes .
Estudos de Incidência .
Estudos em que os subconjuntos de uma certa população são identificados. Estes grupos podem ou não ser expostos a fatores hipotéticos para influenciar a probabilidade da ocorrência de determinada doença ou outros desfechos. Coortes são populações definidas que, como um todo, são seguidos de uma tentativa de determinar as características que distinguem os subgrupos. .
0.41