serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

B01 Eucariotos .
B01.650 Plantas .
B01.650.940 Viridiplantae .
B01.650.940.800 Estreptófitas .
B01.650.940.800.575 Embriófitas .
B01.650.940.800.575.912 Traqueófitas .
B01.650.940.800.575.912.250 Magnoliopsida .
B01.650.940.800.575.912.250.075 Apiaceae .
B01.650.940.800.575.912.250.075.088 Angelica .
B01.650.940.800.575.912.250.096 Aristolochiaceae .
B01.650.940.800.575.912.250.096.211 Aristolochia .
C07 Doenças Estomatognáticas .
C07.793 Odontopatias .
C07.793.494 Má Oclusão .
C07.793.494.610 Má Oclusão de Angle Classe I .
C14 Doenças Cardiovasculares .
C14.907 Doenças Vasculares .
C14.907.940 Vasculite .
D03 Compostos Heterocíclicos .
D03.383 Compostos Heterocíclicos com 1 Anel .
D03.383.663 Piranos .
D03.383.663.283 Benzopiranos .
D03.383.663.283.446 Cumarínicos .
D03.383.663.283.446.794 Furocumarinas .
D03.633 Compostos Heterocíclicos de Anéis Fundidos .
D03.633.100 Compostos Heterocíclicos com 2 Anéis .
D03.633.100.150 Benzopiranos .
D03.633.100.150.446 Cumarínicos .
D03.633.100.150.446.794 Furocumarinas .
D03.633.300 Compostos Heterocíclicos com 3 Anéis .
D03.633.300.770 Furocumarinas .
D06 Hormônios, Substitutos de Hormônios e Antagonistas de Hormônios .
D06.472 Hormônios .
D06.472.699 Hormônios Peptídicos .
D06.472.699.094 Angiotensinas .
D06.472.699.094.075 Angiotensina I .
D10 Lipídeos .
D10.532 Lipoproteínas .
D10.532.091 Apolipoproteínas .
D10.532.091.200 Apolipoproteínas A .
D10.532.091.200.100 Apolipoproteína A-I .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.644 Peptídeos .
D12.644.400 Neuropeptídeos .
D12.644.400.070 Angiotensinas .
D12.644.400.070.075 Angiotensina I .
D12.644.456 Oligopeptídeos .
D12.644.456.073 Angiotensinas .
D12.644.456.073.021 Angiotensina I .
D12.644.548 Hormônios Peptídicos .
D12.644.548.058 Angiotensinas .
D12.644.548.058.075 Angiotensina I .
D12.776 Proteínas .
D12.776.070 Apoproteínas .
D12.776.070.400 Apolipoproteínas .
D12.776.070.400.200 Apolipoproteínas A .
D12.776.070.400.200.100 Apolipoproteína A-I .
D12.776.521 Lipoproteínas .
D12.776.521.120 Apolipoproteínas .
D12.776.521.120.200 Apolipoproteínas A .
D12.776.521.120.200.100 Apolipoproteína A-I .
D12.776.631 Proteínas do Tecido Nervoso .
D12.776.631.650 Neuropeptídeos .
D12.776.631.650.070 Angiotensinas .
D12.776.631.650.070.075 Angiotensina I .
D23 Fatores Biológicos .
D23.469 Mediadores da Inflamação .
D23.469.050 Autacoides .
D23.469.050.050 Angiotensinas .
D23.469.050.050.025 Angiotensina I .
G01 Fenômenos Físicos .
G01.311 Fenômenos Geológicos .
G01.311.625 Oceanos e Mares .
G01.311.625.080 Baías .
HP4 Materia Medica .
HP4.018 Medicamento Homeopático .
HP4.018.313 Medicamento Homeopático G .
HP4.018.313.355 Geoffroya vermifuga .
SP4 Saúde Ambiental .
SP4.021 Abastecimento de Água .
SP4.021.212 Distribuição da Água .
SP4.021.212.198 Instalações Sanitárias .
SP4.021.212.198.919 Encanamento (Saúde Ambiental) .
SP4.021.212.198.919.885 Acessórios de Redes de Água e de Esgoto .
SP4.026 Esgotos .
SP4.026.252 Redes de Esgoto .
SP4.026.252.493 Acessórios de Redes de Água e de Esgoto .
SP4.036 Solo 9881 .
SP4.036.382 Ciências do Solo .
SP4.036.382.148 Acidentes Geográficos .
SP4.036.382.148.619 Baías .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Angiotensina I .
Decapeptídeo clivado do precursor angiotensinogênio pela RENINA. A angiotensina I tem atividade biológica limitada. É convertida em angiotensina II, um potente vasoconstritor, após a remoção de dois aminoácidos na extremidade C-terminal pela ENZIMA CONVERSORA DA ANGIOTENSINA. .
0.50
483693
 
Vasculite .
Angiite .
Angeíte .
Inflamação de qualquer um dos vasos sanguíneos, inclusive ARTÉRIAS, VEIAS, e resto do sistema de vasculatura do corpo. .
0.49
64111904
 
Acessórios de Redes de Água e de Esgoto .
Cotovelos de Encanamento .
Cotovelos (Encanamento) .
Duplo Tê .
Macromedidores .
Redutor .
Tês de Encanamento .
Duplo Tee .
Acessórios utilizados em redes exteriores de água e esgoto. .
0.46
00
 
Má Oclusão de Angle Classe I .
Classe I de Angle .
Maloclusão de Angle Classe I .
Má-Oclusão de Angle Classe I .
A má oclusão na qual a mandíbula e a maxila estão numa posição anteroposterior normal como visto pela relação do primeiro molar permanente (i. é, em neutroclusão), mas na qual os dentes individuais são relacionados de modo anormal entre si. .
0.41
3521388
 
Geoffroya vermifuga .
Andira inermis .
Geoffroea vermifuga .
Angelim .
Angelim Branco .
Angelim Amargo .
Medicamento homeopático. Andira inermes. Angelim branco. Abrev.: "geo.". Origem vegetal. Habitat original: Índia e Brasil. Parte utilizada: casca. .
0.39
30
 
Angelica .
Gênero de planta da família Apiaceae. .
0.38
1513
 
Aristolochia .
Angelicó .
Mata-Cobras (Planta) .
Cachimbo-de-Turco .
Cipó-de-Coração .
Cipó-Jarrinha .
Dragonteia .
Flor-de-Sapo .
Guaco-Bravo .
Mata-Porcos (Planta) .
Papo-de-Peru .
Urubucaá .
Cipó-Mil-Homens .
Mil-Homens .
Aristolóquia .
Jarrinha .
Cipó-do-coração .
Mata-cobras .
Mata-porcos .
Gênero de plantas (família ARISTOLOCHIACEAE) cujas espécies são utilizadas na medicina tradicional, porém contêm o Ácido Aristolóquico que é associado com nefropatia. São, às vezes, denominadas 'Serpentárias', porém este nome também é utilizado para outras plantas, como POLYGALA, SANICULA, ASARUM, ARITOLOCHIA, AGERATINA, entre outros. .
0.38
9265
 
Baías .
Enseada .
Enseadas .
Angra .
Angras .
Braço de Mar .
Extensão de água circundada em sua grande maioria por terra, geralmente menor que um golfo e que possui acesso ao mar. .
0.36
221243
 
Apolipoproteína A-I .
Apo A-I .
Componente proteico mais abundante das LIPOPROTEÍNAS HDL. Esta proteína atua como aceptor do COLESTEROL liberado das células, promovendo o efluxo do colesterol para o HDL e depois para o FÍGADO, para ser excretado (transporte reverso do colesterol). Atua também como cofator da LECITINA COLESTEROL ACILTRANSFERASE, que forma ÉSTERES DE COLESTEROL nas partículas de HDL. As mutações no gene APOA1 causam deficiência de HDL, como na doença familiar de deficiência da alfa lipoproteína e em alguns pacientes com a DOENÇA DE TANGIER. .
0.35
507940
 
Furocumarinas .
Psoralenos .
Furanocumarinas .
Angelicinas .
Compostos policíclicos que consistem de um anel de furano fusionado à cumarina. Ocorrem normalmente em PLANTAS, principalmente em UMBELLIFERAE e RUTACEAE, bem como PSORALEA. .
0.35
242246