serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

D08 Enzimas e Coenzimas .
D08.811 Enzimas .
D08.811.277 Hidrolases .
D08.811.277.656 Peptídeo Hidrolases .
D08.811.277.656.350 Exopeptidases .
D08.811.277.656.350.245 Carboxipeptidases .
D08.811.277.656.350.245.450 Lisina Carboxipeptidase .
D08.811.277.656.350.555 Metaloexopeptidases .
D08.811.277.656.350.555.750 Lisina Carboxipeptidase .
D08.811.277.656.675 Metaloproteases .
D08.811.277.656.675.555 Metaloexopeptidases .
D08.811.277.656.675.555.750 Lisina Carboxipeptidase .
D08.811.913 Transferases .
D08.811.913.696 Fosfotransferases .
D08.811.913.696.445 Nucleotidiltransferases .
D08.811.913.696.445.308 DNA Nucleotidiltransferases .
D08.811.913.696.445.308.300 DNA Polimerase Dirigida por DNA .
D08.811.913.696.445.308.300.225 DNA Polimerase I .
D10 Lipídeos .
D10.532 Lipoproteínas .
D10.532.091 Apolipoproteínas .
D10.532.091.200 Apolipoproteínas A .
D10.532.091.200.100 Apolipoproteína A-I .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.644 Peptídeos .
D12.644.276 Peptídeos e Proteínas de Sinalização Intercelular .
D12.644.276.937 Somatomedinas .
D12.644.276.937.400 Fator de Crescimento Insulin-Like I .
D12.776 Proteínas .
D12.776.070 Apoproteínas .
D12.776.070.400 Apolipoproteínas .
D12.776.070.400.200 Apolipoproteínas A .
D12.776.070.400.200.100 Apolipoproteína A-I .
D12.776.124 Proteínas Sanguíneas .
D12.776.124.862 Somatomedinas .
D12.776.124.862.400 Fator de Crescimento Insulin-Like I .
D12.776.157 Proteínas de Transporte .
D12.776.157.125 Proteínas de Ligação ao Cálcio .
D12.776.157.125.050 Anexinas .
D12.776.157.125.050.100 Anexina A5 .
D12.776.467 Peptídeos e Proteínas de Sinalização Intercelular .
D12.776.467.937 Somatomedinas .
D12.776.467.937.400 Fator de Crescimento Insulin-Like I .
D12.776.521 Lipoproteínas .
D12.776.521.120 Apolipoproteínas .
D12.776.521.120.200 Apolipoproteínas A .
D12.776.521.120.200.100 Apolipoproteína A-I .
D23 Fatores Biológicos .
D23.529 Peptídeos e Proteínas de Sinalização Intercelular .
D23.529.937 Somatomedinas .
D23.529.937.400 Fator de Crescimento Insulin-Like I .
G06 Fenômenos Microbiológicos .
G06.099 Fenômenos Fisiológicos Bacterianos .
G06.099.225 Farmacorresistência Bacteriana .
G06.225 Resistência Microbiana a Medicamentos .
G06.225.347 Farmacorresistência Bacteriana .
G06.225.383 Farmacorresistência Fúngica .
G06.225.420 Farmacorresistência Viral .
G06.920 Fenômenos Fisiológicos Virais .
G06.920.225 Farmacorresistência Viral .
G07 Fenômenos Fisiológicos .
G07.690 Fenômenos Farmacológicos e Toxicológicos .
G07.690.773 Fenômenos Farmacológicos .
G07.690.773.984 Resistência a Medicamentos .
G07.690.773.984.269 Resistência Microbiana a Medicamentos .
G07.690.773.984.269.347 Farmacorresistência Bacteriana .
G07.690.773.984.269.383 Farmacorresistência Fúngica .
G07.690.773.984.269.420 Farmacorresistência Viral .
SH1 Gestão de Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde .
SH1.010 Políticas e Cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação .
SH1.010.020 Cooperação Internacional .
SH1.010.020.060 Redes de Informação de Ciência e Tecnologia .
SH1.010.020.060.030 International Research Information System .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Farmacorresistência Viral .
Farmacorresistência Vírica .
Resistência Viral a Drogas .
Resistência Viral a Medicamentos .
Resistência Viral a Fármacos .
Resistência Vírica a Fármacos .
Resistência Vírica a Medicamentos .
Capacidade dos vírus para resistir ou tornar tolerante os agentes quimioterápicos ou agentes antivirais. Esta resistência é adquirida através de mutação gênica. .
0.57
11011182
 
Farmacorresistência Fúngica .
Farmacorresistência Micótica .
Resistência Fúngica a Antibióticos .
Resistência Micótica a Antibióticos .
Resistência Fúngica a Drogas .
Resistência Micótica a Drogas .
Resistência Fúngica a Fármacos .
Resistência Micótica a Fármacos .
Resistência Fúngica a Medicamentos .
Resistência Micótica a Medicamentos .
Capacidade do fungo em resistir ou tornar-se tolerante aos agentes quimoterapêuticos, antimicóticos ou antibióticos. Esta resistência pode ser adquirida através da mutação gênica. .
0.44
1014248
 
Farmacorresistência Bacteriana .
Resistência Bacteriana a Antibióticos .
Resistência Bacteriana a Drogas .
Resistência Bacteriana a Fármacos .
Resistência Bacteriana a Medicamentos .
Capacidade da bactéria em resistir ou tornar-se tolerante aos agentes quimioterápicos, antimicrobianos ou a antibióticos. Essa resistência pode ser adquirida através de mutação gênica ou plasmídeos transmissíveis com DNA estranho (FATORES R). .
0.43
71932226
 
Resistência Microbiana a Medicamentos .
Resistência a Antibióticos .
Resistência Microbiana a Antibióticos .
Resistência Microbiana a Drogas .
Resistência a Antibiótico .
Capacidade de micro-organismos (especialmente bactérias) em resistir ou tornar-se tolerante a agentes quimioterápicos, antimicrobianos ou a antibióticos. Essa resistência pode ser adquirida através de mutação gênica ou plasmídeos transmissíveis com DNA estranho (FATORES R). .
0.40
164253077
 
Lisina Carboxipeptidase .
Carboxipeptidase N .
Quininase I .
Metalocarboxipeptidase que remove o aminoácido básico C-terminal dos peptídeos e proteínas, com demonstrada preferência para lisina sob arginina. É uma enzima plasmática dependente de zinco que inativa a bradicinina e as anafilatoxinas. .
0.38
1476
 
Fator de Crescimento Insulin-Like I .
Fator de Crescimento Semelhante à Insulina I .
Fator de Crescimento Insulina-Símile I .
Fator I de Crescimento Semelhante à Insulina .
Fator I de Crescimento Similar à Insulina .
Fator de Crescimento Similar à Insulina Tipo I .
IGF-I .
Somatomedina C .
Peptídeo básico bem caracterizado supostamente secretado pelo fígado e circula no sangue. Tem atividades reguladora de crescimento (similar à insulina) e mitogênica. Este fator de crescimento possui uma principal (mas não absoluta) dependência do HORMÔNIO DE CRESCIMENTO. Acredita-se ser ativa principalmente em adultos, em contraste com o FATOR DE CRESCIMENTO INSULIN-LIKE II, que é o principal fator de crescimento fetal. .
0.37
25431382
 
International Research Information System .
I-Research .
Sistema global de informação para os Conselhos Nacionais de Pesquisa, estabelecido pelo Conselho Nacional de Pesquisa da Holanda, com o objetivo de formar uma rede internacional de institutos nacionais de pesquisa para compartilhar informação sobre a pesquisa e os pesquisadores de cada país participante (tradução livre do original: http://www.nwo.nl/nwohome.nsf/pages/NWOP_5VLHS2_Eng). .
0.37
00
 
DNA Polimerase I .
DNA Polimerase I Dependente de DNA .
Pol I .
Fragmento Klenow .
DNA Polimerase alfa .
DNA polimerase dependente de DNA, caracterizada em procariotos, e que pode estar presente em organismos superiores. Tem tanto atividade de exonuclease 3'-5'quanto 5'-3', mas não pode usar o DNA de fita dupla nativo como molde-iniciador. Não é inibida por reagentes sulfidrílicos e é ativa tanto na síntese quanto no reparo do DNA. Ec 2.7.7.7. .
0.37
72958
 
Apolipoproteína A-I .
Apo A-I .
Componente proteico mais abundante das LIPOPROTEÍNAS HDL. Esta proteína atua como aceptor do COLESTEROL liberado das células, promovendo o efluxo do colesterol para o HDL e depois para o FÍGADO, para ser excretado (transporte reverso do colesterol). Atua também como cofator da LECITINA COLESTEROL ACILTRANSFERASE, que forma ÉSTERES DE COLESTEROL nas partículas de HDL. As mutações no gene APOA1 causam deficiência de HDL, como na doença familiar de deficiência da alfa lipoproteína e em alguns pacientes com a DOENÇA DE TANGIER. .
0.36
507940
 
Anexina A5 .
Anexina V .
Proteína Anticoagulante I de Placenta .
Ancorina CII .
Calfobindina I .
Endonexina II .
Lipocortina V .
PAP-I .
Proteína da família anexina isolada da PLACENTA humana e outros tecidos. Inibe a FOSFOLIPASE A2 citosólica e demonstra atividade anticoagulante. .
0.36
54472