serw-MX  [xml]  
 


    
 Categorias DeCS

B04 Vírus .
B04.613 Vírus Oncogênicos .
B04.613.807 Retroviridae .
B04.613.807.200 Deltaretrovirus .
B04.613.807.200.725 Vírus 1 Linfotrópico T de Primatas .
B04.613.807.200.725.400 Vírus 1 Linfotrópico T Humano .
B04.820 Vírus de RNA .
B04.820.650 Retroviridae .
B04.820.650.200 Deltaretrovirus .
B04.820.650.200.725 Vírus 1 Linfotrópico T de Primatas .
B04.820.650.200.725.400 Vírus 1 Linfotrópico T Humano .
C10 Doenças do Sistema Nervoso .
C10.228 Doenças do Sistema Nervoso Central .
C10.228.140 Encefalopatias .
C10.228.140.300 Transtornos Cerebrovasculares .
C10.228.140.300.150 Isquemia Encefálica .
C10.228.140.300.150.716 Hipóxia-Isquemia Encefálica .
C10.228.140.624 Hipóxia Encefálica .
C10.228.140.624.500 Hipóxia-Isquemia Encefálica .
C14 Doenças Cardiovasculares .
C14.907 Doenças Vasculares .
C14.907.253 Transtornos Cerebrovasculares .
C14.907.253.092 Isquemia Encefálica .
C14.907.253.092.716 Hipóxia-Isquemia Encefálica .
D08 Enzimas e Coenzimas .
D08.811 Enzimas .
D08.811.277 Hidrolases .
D08.811.277.656 Peptídeo Hidrolases .
D08.811.277.656.300 Endopeptidases .
D08.811.277.656.300.760 Serina Endopeptidases .
D08.811.277.656.300.760.210 Fator I do Complemento .
D08.811.277.656.959 Serina Proteases .
D08.811.277.656.959.350 Serina Endopeptidases .
D08.811.277.656.959.350.210 Fator I do Complemento .
D08.811.520 Liases .
D08.811.520.241 Carbono-Oxigênio Liases .
D08.811.520.241.700 Polissacarídeo-Liase .
D08.811.520.241.700.512 Heparina Liase .
D08.811.913 Transferases .
D08.811.913.696 Fosfotransferases .
D08.811.913.696.445 Nucleotidiltransferases .
D08.811.913.696.445.308 DNA Nucleotidiltransferases .
D08.811.913.696.445.308.300 DNA Polimerase Dirigida por DNA .
D08.811.913.696.445.308.300.225 DNA Polimerase I .
D12 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas .
D12.644 Peptídeos .
D12.644.360 Peptídeos e Proteínas de Sinalização Intracelular .
D12.644.360.262 Ciclinas .
D12.644.360.262.400 Ciclina I .
D12.776 Proteínas .
D12.776.124 Proteínas Sanguíneas .
D12.776.124.486 Imunoproteínas .
D12.776.124.486.274 Proteínas do Sistema Complemento .
D12.776.124.486.274.920 Proteínas Inativadoras do Complemento .
D12.776.124.486.274.920.325 Proteínas Inativadoras do Complemento C3b .
D12.776.124.486.274.920.325.210 Fator I do Complemento .
D12.776.157 Proteínas de Transporte .
D12.776.157.125 Proteínas de Ligação ao Cálcio .
D12.776.157.125.050 Anexinas .
D12.776.157.125.050.100 Anexina A5 .
D12.776.167 Proteínas de Ciclo Celular .
D12.776.167.218 Ciclinas .
D12.776.167.218.400 Ciclina I .
D12.776.476 Peptídeos e Proteínas de Sinalização Intracelular .
D12.776.476.262 Ciclinas .
D12.776.476.262.400 Ciclina I .
D13 Ácidos Nucleicos, Nucleotídeos e Nucleosídeos .
D13.695 Nucleotídeos .
D13.695.578 Polinucleotídeos .
D13.695.578.550 Polirribonucleotídeos .
D13.695.578.550.650 Poli I .
SH1 Gestão de Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde .
SH1.010 Políticas e Cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação .
SH1.010.020 Cooperação Internacional .
SH1.010.020.060 Redes de Informação de Ciência e Tecnologia .
SH1.010.020.060.030 International Research Information System .
 
 Termos
 Sinônimos e Históricos
Documentos
LILACS e MDL
 
Hipóxia Encefálica .
Anóxia Cerebral .
Anóxia do Cérebro .
Anóxia do Encéfalo .
Anóxia Encefálica .
Encefalopatia Anóxica .
Hipoxia Cerebral .
Hipóxia do Cérebro .
Hipóxia do Encéfalo .
Encefalopatia Hipóxica .
Encefalopatia por Anóxia .
Encefalopatia por Hipóxia .
Redução no suprimento de oxigênio encefálico devido a ANOXEMIA (quantidade reduzida de oxigênio sendo transportado no sangue pela HEMOGLOBINA), ou a uma restrição do suprimento sanguíneo ao encéfalo, ou ambos. A hipóxia grave refere-se a anóxia e é uma causa relativamente comum de lesão ao sistema nervoso central. A anóxia encefálica prolongada pode levar à MORTE ENCEFÁLICA ou a um ESTADO VEGETATIVO PERSISTENTE. Histologicamente esta afecção é caracterizada pela perda neuronal que é mais proeminente no HIPOCAMPO, GLOBO PÁLIDO, CEREBELO e olivas bulbares. .
0.34
846475
 
DNA Polimerase I .
DNA Polimerase I Dependente de DNA .
Pol I .
Fragmento Klenow .
DNA Polimerase alfa .
DNA polimerase dependente de DNA, caracterizada em procariotos, e que pode estar presente em organismos superiores. Tem tanto atividade de exonuclease 3'-5'quanto 5'-3', mas não pode usar o DNA de fita dupla nativo como molde-iniciador. Não é inibida por reagentes sulfidrílicos e é ativa tanto na síntese quanto no reparo do DNA. Ec 2.7.7.7. .
0.33
72958
 
Vírus 1 Linfotrópico T Humano .
Vírus Linfotrópico T Humano 1 .
Vírus Linfotrópico T Humano Tipo 1 .
Vírus I da Leucemia-Linfoma das Células T do Adulto .
ATLV 13260 .
Vírus I da Leucemia de Células T Humanas .
HTLV-I .
HTLV-1 .
Virus Linfotrópico de Células T Humanas Tipo 1 .
Linhagem de VIRUS T-LINFOTRÓPICO 1 DE PRIMATAS isolada de células T4 maduras em pacientes com malignidades de linfoproliferação T. Causa leucemia das células T do adulto (LEUCEMIA-LINFOMA AGUDA DE CÉLULAS T ASSOCIADA A HTLV-1) e está envolvida em micoses fungoides, SÍNDROME DE SÉZARY e PARAPARESIA TROPICAL ESPÁSTICA. .
0.32
3685387
 
Ciclina I .
Subtipo de ciclina encontrada abundantemente em tecidos pós-mitóticos. Em contraste com as ciclinas clássicas, seus níveis não oscilam durante o ciclo celular. .
0.32
022
 
Fator I do Complemento .
Fator do Complemento I .
Fator I do Sistema Complemento .
Serina proteinase plasmática que cliva as cadeias alfa do C3b e C4b na presença dos cofatores FATOR H DO COMPLEMENTO e proteína de ligação C-4, respectivamente. É uma glicoproteína de 66 kDa que converte C3b em C3b inativo (iC3b) seguido da liberação de dois fragmentos, C3c (150 kDa) e C3dg (41 kDa). Foi anteriormente denominada KAF, C3bINF, ou enzima inativadora de 3b. .
0.32
0257
 
Hipóxia-Isquemia Encefálica .
Anoxia-Isquemia Encefálica .
Anoxia-Isquemia Cerebral .
Encefalopatia Anóxico-Isquêmica .
Encefalopatia Anóxica-Isquêmica .
Encefalopatia Isquêmica-Anóxica .
Encefalopatia Isquêmico-Anóxica .
Anoxia-Isquemia do Encéfalo .
Hipóxia-Isquemia do Encéfalo .
Isquemia-Hipóxia Encefálica .
Anoxia-Isquemia do Cérebro .
Hipóxia-Isquemia Cerebral .
Isquemia-Anoxia Cerebral .
Isquemia-Hipóxia Cerebral .
Hipóxia-Isquemia do Cérebro .
Encefalopatia Hipóxica-Isquêmica .
Isquemia-Anoxia do Encéfalo .
Isquemia-Anoxia do Cérebro .
Isquemia-Hipóxia do Encéfalo .
Isquemia-Hipóxia do Cérebro .
Encefalopatia Isquêmica-Hipóxica .
Isquemia-Anoxia Encefálica .
Transtorno caracterizado por uma redução de oxigênio no sangue combinado com fluxo sanguíneo reduzido (ISQUEMIA) ao encéfalo por obstrução localizada de uma artéria cerebral ou por hipoperfusão sistêmica. A hipóxia-isquemia prolongada está associada com ATAQUE ISQUÊMICO TRANSITÓRIO, INFARTO ENCEFÁLICO, EDEMA ENCEFÁLICO, COMA e outras afecções. .
0.32
1024722
 
International Research Information System .
I-Research .
Sistema global de informação para os Conselhos Nacionais de Pesquisa, estabelecido pelo Conselho Nacional de Pesquisa da Holanda, com o objetivo de formar uma rede internacional de institutos nacionais de pesquisa para compartilhar informação sobre a pesquisa e os pesquisadores de cada país participante (tradução livre do original: http://www.nwo.nl/nwohome.nsf/pages/NWOP_5VLHS2_Eng). .
0.32
00
 
Anexina A5 .
Anexina V .
Proteína Anticoagulante I de Placenta .
Ancorina CII .
Calfobindina I .
Endonexina II .
Lipocortina V .
PAP-I .
Proteína da família anexina isolada da PLACENTA humana e outros tecidos. Inibe a FOSFOLIPASE A2 citosólica e demonstra atividade anticoagulante. .
0.32
54472
 
Heparina Liase .
Heparina Eliminase .
Heparinase .
Heparinase I .
Enzima da classe das isomerases, que catalisa a clivagem eliminativa de polissacarídeos contendo resíduos de D-glucuronato ou L-iduronato ligados em 1,4 e resíduos de 2-sulfoamino-2-desoxi-6-sulfo-D-glucose em ligações 1,4-alfa, para dar oligossacarídeos com grupos terminais de 4-desoxi-alfa-D-gluc-4-enuronosil, nos seus terminais não redutores. EC 4.2.2.7. .
0.32
7743
 
Poli I .
Inosina Polinucleotídeos .
Ácidos Poli-Inosínicos .
INOSINA POLINUCLEOTÍDIOS .
Grupo de ribonucleotídeos inosina nos quais os resíduos fosfato de cada ribonucleotídeo inosina atuam como pontes formando ligações diéster entre as moléculas de ribose. .
0.31
0266